Especial IRS de 2016: Conheça todas as novidades

Está oficialmente aberta a época da entrega da declaração de rendimentos de 2016. O Saldo Positivo preparou um especial IRS. Esteja atento.

especial_IRS_2017

 

Está oficialmente aberta a época da entrega da declaração de rendimentos de 2016. O Saldo Positivo quer ajudar os portugueses nesta fase, por isso, preparámos um especial IRS, onde iremos abordar todas as principais dúvidas dos nossos leitores. Esteja atento. Este ano, existem algumas novidades no que diz respeito ao IRS. Algumas destas novidades são:

– Conheça as datas para entregar a declaração de IRS em 2017. Todos os contribuintes entregam a declaração de rendimentos de 2016 ao mesmo tempo, independentemente do tipo de rendimentos e da forma escolhida para entregar a declaração (online ou papel). Assim, o prazo para realizar a entrega destes documentos é de 1 de abril a 31 de maio.

Quem tem acesso à declaração automática de rendimentos? Cerca de 1,8 milhões de portugueses terão acesso à declaração automática de rendimentos. Para já, esta opção apenas chega aos contribuintes com situações fiscais mais simples, porém, o objetivo é que nos próximos anos a declaração automática de rendimentos chegue a todos os contribuintes que aufiram rendimentos de trabalho dependente e pensões.

– É trabalhador independente? Conheça as suas obrigaçõesA principal mudança para os trabalhadores independentes é a alteração do prazo para entregar a declaração de IRS, mas existem muitas obrigações que devem cumprir. Conheça-as.

– Regressa a fórmula de cálculo do quociente conjugal e a dedução específica. O rendimento do agregado familiar é dividido apenas pelos dois membros do casal, e regressou também a dedução específica por filhos e ascendentes está de volta.

– Este ano também será possível deduzir despesas de refeições escolares, mas para tal terá de acrescentar essa informação à mão, no anexo H.

Declaração de IRS: Tenho de entregar em papel ou online? As regras são diferentes para trabalhadores por conta de outrem e trabalhadores independentes. Saiba o que se aplica ao seu caso.

Declaração IRS: Ainda posso registar despesas? Se deixou faturas de 2016 por validar no e-fatura, saiba que ainda é possível incluir algumas despesas na declaração de IRS deste ano. Mas atenção: se atualizar o valor final de uma categoria de despesas (educação, por exemplo), terá de atualizar as restantes. Conheça todos os pormenores.

– Tem direito ao IRS automático? Saiba o que fazerEste ano alguns contribuintes terão acesso ao IRS automático: uma declaração provisória que terão de aceitar ou rejeitar. Saiba o que fazer.

– Como colocar despesas de refeições escolares no IRS? Se tem faturas de refeições escolares relativas ao ano de 2016, saiba como poderá registá-las corretamente na declaração de IRS.

– É divorciado, mas tem guarda conjunta dos filhos? Descubra como o que muda este ano e como assinalar esta situação na declaração de IRS.

– Como fazer donativos ao preencher a declaração de IRS Gostava de fazer um donativo? Saiba como fazê-lo neste artigo.

– Tributação conjunta ou separada: O que compensa mais? Descubra as diferenças entre uma declaração de IRS única ou duas declarações em separado para casados e unidos de facto.

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB