Arrendar ou comprar casa

Para decidir arrendar ou comprar casa é preciso fazer contas.

Publicado em: Casa Particulares Poupar
Faça as contas à vida para saber se precisa de comprar ou arrendar
Faça as contas à vida para saber se precisa de comprar ou arrendar

O bom senso diz que arrendar uma casa não leva a lado nenhum, uma vez que não há retorno do dinheiro das rendas. No entanto, com os preços das casas a descer, como parecem confirmar os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE), pode valer a pena esperar uns tempos para comprar uma casa mais barata. Essa tendência é confirmada pela informação compilada pelo INE, que indica que o preço médio das avaliações de casas adquiridas com crédito bancário está a diminuir. No terceiro trimestre de 2006, o metro quadrado estava avaliado em 1.276 euros, menos 1,77 por cento que nove meses antes.

Pode começar por fazer uma conta simples, que o ajudará a decidir se deve comprar ou arrendar: se o preço da casa for inferior a 22 vezes as rendas que pagaria num ano, então opte por comprar (renda x 12 x 22).

O orçamento familiar determinará também em parte a decisão, mas, nas contas que fizer, é importante não esquecer todos os elementos, já que, nesta equação, a compra de uma casa também tem contras. Comece por pensar nos custos de manutenção e condomínio, na exposição ao sector imobiliário (que, de acordo com os dados do INE, está em queda), aos fenómenos naturais (como terramotos, cheias, etc.) e às variações das taxas de juro (quando se contrai um empréstimo para a compra da habitação), bem como à inflexibilidade do local de trabalho.

3 respostas a “Arrendar ou comprar casa”

  1. Nuno Loureiro

    Interessante a análise, mas esse 22 é um número mágico que dá para qualquer situação? Não me parece, pelo que seria bom explicarem de onde vem esse número.

    Responder
  2. V

    Boa tarde,

    Como chegou a “se o preço da casa for inferior a 22 vezes as rendas que pagaria num ano, então opte por comprar (renda x 12 x 22)”?

    Responder
    • saldopositivo

      Caro V,
      Decidir comprar ou arrendar uma casa depende de uma série de variáveis. O preço da casa e o custo de arrendar são obviamente as mais importantes mas há mais para analisar. Coisas como o custo do financiamento (ou custo de oportunidade do capital empatado), os custos com impostos (mas também os benefícios fiscais), a perspectiva da inflação e da valorização da casa e também o período durante o qual se pretende arrendar são tudo variáveis a ter em conta. A regra de dividir o preço da casa pelo custo anual do arrendamento dá-nos uma indicação se a casa em concreto está sub-avaliada ou, se pelo contrário, está sobre-avaliada. No primeiro caso, poderá fazer mais sentido comprar e no segundo caso talvez seja melhor ponderar o arrendamento. De qualquer forma, este é apenas um “reality check” rápido que deverá ser fundamentado com uma análise mais aprofundada das variáveis acima referidas.
      No artigo que refere, o rácio apontado é de 22, que corresponde ao valor médio histórico dos últimos anos dos dados existentes para o mercado português. De qualquer forma, como qualquer rácio deste tipo, deve ser apenas encarado como tal e qualquer decisão deve ser aprofundada com base numa análise mais específica no caso concreto. Esperamos ter esclarecido a sua questão (respondemos também no Facebook a uma dúvida semelhante). Melhores cumprimentos, A equipa Saldo Positivo

      Responder

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

  • FERRAMENTAS

    PUB
    PUB