Cartões que ajudam a poupar

Conheça alguns cartões bancários que o podem ajudar a poupar.

Existem alguns cartões que ajudam a poupar.

Os cartões de crédito não servem apenas para comprar e financiar os seus desejos com a possibilidade de pagar mais tarde. Alguns rectângulos de plástico que substituem o seu dinheiro possuem também mecanismos de poupança. Como é possível? Através de funcionalidades associadas aos cartões de crédito que devolvem dinheiro ao cliente numa percentagem do valor gasto em compras. Estes sistemas de poupança através dos cartões de crédito não são mais do que estimuladores da poupança automática no momento das compras que faz no seu quotidiano.
Consoante o cartão, existem inúmeras vantagens que podem ir desde pontos para conseguir descontos em actividades e serviços até reduções de preços em alguns parceiros na altura de consumir. Se quer maximizar a boa utilização do seu “dinheiro de plástico” não deixe de seguir a regra de ouro na hora de contrair crédito: mantenha uma taxa de esforço dos encargos do seu crédito dentro do limite confortável, até um terço do seu rendimento mensal.

Cashback

Se quer que o seu banco o ajude a poupar sempre que está a comprar com o seu cartão de crédito, então tem de utilizar a opção de cashback. Esta modalidade, que tal como o nome indica se pauta pela devolução de dinheiro, reembolsa uma parcela do valor das suas compras, que varia, normalmente, em função do valor acumulado das compras num dado prazo e que é limitada a um montante previamente estabelecido pela sua instituição bancária. O dinheiro que estará a poupar com a devolução fará engordar a sua conta poupança, aliando assim o consumo ao aforro.

Por exemplo, imagine que numa compra para aumentar o seu guarda roupa, pagou com o seu cartão de crédito com a opção cashback. Normalmente, e depois de ter aderido ao serviço no seu banco, receberia na sua conta poupança uma percentagem do dinheiro gasto depois de ter visto sair da sua conta à ordem o dinheiro para comprar as suas roupas novas.

Saiba mais sobre o cashback na Caixa

Arredondamento

Além da modalidade cashback existem outras formas poupadas de gastar com o cartão de crédito. Embora pareça um contra-senso, a verdade é que o arredondamento permite ao consumidor beneficiar de um arredondamento do valor final das suas compras, com o valor usado para arredondar a reverter directamente para uma conta poupança do titular do cartão. Existem alguns métodos que permitem ganhar dinheiro com o arredondamento, tais como o arredondamento à unidade mais próxima ou ao valor unitário superior ou inferior.

O primeiro consiste em arredondar a sua compra para o valor inteiro mais próximo. Por exemplo, se a sua compra for de 4,08 euros o arredondamento será feito para os 5 euros, sendo que 92 cêntimos serão transferidos para a sua conta poupança.

Se a sua opção passar pela modalidade do arredondamento para o valor inteiro inferior, terá que definir um valor base de poupança, que poderá ser no mínimo, 5 euros. É a partir do valor previamente definido que o cliente joga com a sua poupança. Por exemplo, se o seu valor definido para poupar for de 5 euros, e se o seu gasto for de 7,2 euros, soma-se os 5 euros à parte inteira da compra (7 € + 5 € = 12 €). O valor a transferir para a sua conta poupança é de 4,80 euros (12 euros-7,2 euros). Caso queira a modalidade para o valor unitário superior, o esquema é semelhante ao anterior, mas com o arredondamento a situar-se nos 5,8 euros.

Saiba mais sobre o arredondamento na Caixa

O que deve ter em conta

No entanto, para ter este tipo de modalidade no seu cartão de crédito é necessário saber quais as condições e existem, ainda, alguns conselhos de boa utilização do seu cartão com opção de crédito que convém decorar. Em primeiro lugar, é imprescindível que leia o contrato do seu cartão com toda a atenção. Verifique as cláusulas com redobrado cuidado e esteja atento a todos os pormenores. Dedique ainda parte da sua leitura à análise e comparação de taxas de juro do cartão e ao valor da sua anuidade. São estes os dois factores fundamentais para que a sua escolha seja a mais acertada, além de focar a sua decisão no cartão que mais se ajusta ao seu perfil de cliente bancário. São disto exemplo, os cartões desenhados para estudantes, para algumas ordens profissionais ou para clientes seniores.

Aplicando estes critérios de selecção e tendo em conta os custos associados ao cartão, poderá calcular com eficácia os ganhos que poderá obter se utilizar uma estratégia centrada no cashback e no arredondamento, mas lembre-se que, se utilizar a função de crédito do seu cartão, deverá conhecer bem os seus limites e a sua taxa de esforço associada ao crédito. Num estudo publicado pela Associação Portuguesa de Defesa dos Consumidores, Deco, durante 2011, recomenda que os consumidores escolham os cartões de crédito com esta modalidade cashback.

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB