Cinco custos de ter uma casa

Conheça as despesas relacionadas com a casa com que deve contar.

casaComprar casa própria é muito mais do que pagar todos os meses uma prestação ao banco. Embora, em alguns casos, a mensalidade de quem compra casa possa ser inferior à de quem arrenda, existem inúmeras questões que pesam no orçamento: há impostos, seguros, problemas no telhado ou a canalização que precisa de arranjo. Estes custos recaem sobre os proprietários de imóveis. Conheça algumas destas despesas.

 

1. Manutenção da casa

Quer seja no sistema elétrico, no esquentador, na canalização ou no sistema de climatização. É inevitável que os proprietários tenham, ao longo do tempo, de suportar despesas com a manutenção das suas casas. Vai chegar o dia em que alguma coisa vai necessitar de arranjo em casa e que, por mais vontade que tenha de fazê-lo, o mais seguro é chamar um especialista para solucionar o problema, o que pode sair bastante caro. É para estes imprevistos que deve servir o fundo de emergência.

 

2. IMI

O Imposto Municipal sobre Imóveis (IMI) incide sobre o valor patrimonial dos prédios e a receita reverte para os municípios. Este imposto é pago todos os anos através de um documento único de cobrança (DUC), no entanto se o valor a pagar for superior a 250 euros pode ser pago em duas prestações e se for superior a 500 euros pode ser fracionado em três vezes. Estão isentas de pagar este imposto as pessoas que, no ano anterior a terem comprado a casa, tenham tido um rendimento coletável inferior a 153 mil euros. A isenção é reconhecida pelo chefe do serviço das finanças da área, por um período de três anos, se o valor patrimonial do prédio não exceder os 125 mil euros. Para poder beneficiar de isenção não pode ter dívidas à autoridade tributária, nem à segurança social.

 

3. IMT

É um imposto municipal que incide sobre as transmissões onerosas de bens imóveis. Este imposto incide sobre o valor constante do contrato ou sobre o valor patrimonial tributário, consoante o que for maior. Estão isentos do pagamento deste imposto quem adquire um imóvel para revenda (desde que o venda nos três anos seguintes à aquisição), as instituições de crédito em processo de execução e quem compra um imóvel exclusivamente para habitação cujo valor tributável seja inferior a 92,4 mil euros. A boa notícia é que só paga este imposto uma vez, na altura da compra da casa.

 

4. Seguro de incêndio

Para além do seguro de vida, que já está incluído na prestação mensal, há outro custo que terá de suportar todos os meses: o seguro de incêndio. Este seguro, que cobre os riscos de danos provocados no imóvel por incêndio, é obrigatório por lei. No entanto, na maior parte dos casos os compradores optam pelo seguro multirriscos-habitação que, por pouco mais dinheiro, cobre danos causados por incêndios, inundações, roubo, aluimento de terras e tempestades, entre outros. A subscrição deste seguro no banco onde vai pedir o crédito pode significar uma bonificação no ‘spread’ atribuído.

 

5. Condomínio

Se adquirir um apartamento há ainda que considerar este custo fixo, que pode ser bastante pesado e penalizar o orçamento disponível para o mês. As partes comuns do prédio – como o elevador, telhado, colunas, pilares ou instalações de água – necessitam frequentemente de obras e é o condomínio que gere essas despesas. Para que haja dinheiro para realizar essas obras, todos os condóminos terão de contribuir para um fundo. Podem optar por dar o dinheiro todo de uma só vez ou pagar faseadamente, para que não seja tão penoso. Nos casos em que as despesas de obras ultrapassem o valor que o condomínio tem em conta, pode ainda ser necessário contribuir com dinheiro extra. Mas para que isso aconteça todos os condóminos têm de estar de acordo com as obras e com a contribuição extra.

 

Leia também:

10 Situações que podem desvalorizar a sua casa

Como organizar o orçamento quando está sem dinheiro

Cinco tarefas financeiras mais esquecidas

10 Formas de poupar na eletricidade durante o verão

Seis dicas ‘low cost’ para renovar a sua casa

 

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB