Como candidatar-se a um dos 5.000 estágios?

Através do Movimento para o Emprego, os jovens licenciados até 30 anos podem candidatar-se até ao final de 2014 a um conjunto de 5.000 estágios.

estágiosHá pouco mais de um mês foi lançado o Movimento para o Emprego, uma iniciativa da Fundação Calouste Gulbenkian, da COTEC Portugal e do IEFP que pretende combater o desemprego jovem através da criação de, pelo menos, 5.000 estágios a jovens desempregados com habilitações superiores, entre 2013 e 2014. Um mês volvido sobre o lançamento deste movimento, os números são expressivos do impacto que esta iniciativa está a ter na sociedade portuguesa. Até agora este projeto já recebeu mais de 13.200 candidaturas de jovens interessados num estágio remunerado e cerca de 126 empresas (incluindo a CGD) disponibilizaram um total de mais de 2.600 estágios, sendo que neste momento estão disponíveis cerca de 885 ofertas de estágios.

Os números refletem a dura realidade do desemprego que afeta a população portuguesa, e em especial, a camada mais jovem. Os números do INE relativos ao primeiro trimestre do ano mostram que a taxa de desemprego jovem situa-se nos 42,1%. E, de acordo com as mesmas estatísticas existem mais de 93 mil jovens desempregados à procura do primeiro emprego, muitos deles são licenciados.

Se este é o seu caso, saiba como poderá aproveitar os estágios remunerados do Movimento para o Emprego.

1. Quais as condições que tem de ter para se candidatar a um destes estágios?

Os estágios disponíveis são dirigidos a jovens com idade até 30 anos e com habilitações de nível superior. Ou seja: podem ter uma licenciatura, mestrado ou um doutoramento. Os jovens em questão têm de estar inscritos no Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP).

 

2. Quais as condições oferecidas pelas empresas que disponibilizam os estágios?

Os estágios oferecidos têm a duração de 12 meses e são remunerados – a remuneração ronda os 800 euros por mês. Sendo que cerca de 80% do financiamento do estágio é assegurado por fundos públicos (vindos sobretudo de programas comunitários), ficando os restantes 20% a cargo das empresas. Um ponto que deverá ter em atenção é que se trata de um estágio, findo o qual não existem garantias de empregabilidade.

 

3. Como se pode candidatar a um destes estágios?

Como já foi referido, os jovens interessados terão de estar inscritos no IEFP mas poderão candidatar-se a um estágio através do portal do Movimento para o Emprego. Para tal, terá de registar-se neste portal, preenchendo alguns dados pessoais. Estando o registo feito, poderá gerir as ofertas de estágios que vão surgindo e que mais se enquadram dentro do seu perfil e candidatar-se aos estágios selecionados.

 

4. Que tipos de estágios estão disponíveis?

Neste momento, e segundo informações divulgadas pelo portal, existem mais 885 ofertas de estágios disponíveis nas mais diversas áreas: desde engenharia, informática, gestão, matemática, marketing, turismo, recursos humanos, logística, higiene e segurança no trabalho, etc… Consulte as ofertas disponíveis aqui.

 

2 respostas a “Como candidatar-se a um dos 5.000 estágios?”

  1. Célia Carvalho

    Então e para quem tem 41 anos uma Licenciatura e uma pós graduação…fica de fora!!!!

    Responder
    • Saldo Positivo

      Cara Célia,
      Este é um programa de estágios e, como tal, o seu principal objectivo é desenvolver as competências dos jovens que procuram um primeiro emprego. Daí o facto de serem contempladas apenas as candidaturas de jovens com idade máxima até aos 30 anos.
      Atenciosamente,
      A Equipa Editorial do Saldo Positivo

      Responder

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB