Como escolher a luz certa para cada divisão da casa

Conheça alguns truques para iluminar corretamente as várias divisões da casa e baixar a conta da luz.

Publicado em: Casa Particulares Poupar

escolher a luzEscolher a iluminação correta para cada divisão da casa é um fator determinante para conseguir poupar entre 15 a 20% na fatura da eletricidade. Segundo a Adene – Agência para a Energia, a combinação correta de diferentes tipos de lâmpadas permite uma iluminação eficiente e reduzir a conta mensal. Conheça alguns truques para iluminar corretamente a sua casa. Leia o artigo:  10 Formas de poupar na eletricidade durante o verão

1. Sala

Um truque para tornar a iluminação da sala mais eficiente é combinar vários tipos de lâmpadas, candeeiros e luminárias, com diferentes alturas, por forma a criar várias zonas de iluminação. Desta forma, não será necessário ter todas as luzes acesas ao mesmo tempo. Em algumas zonas, poderá colocar luminárias amovíveis (que podem ser levantadas ou rebaixadas) porque permitem uma iluminação flexível de acordo com as necessidades de utilização.

Luminárias com difusor opalino espalham bem a luz, evitando cantos escuros. Por oposição aos difusores opacos, que provocam uma redução do fluxo luminoso. Se ler ou costurar na sala, opte por colocar um candeeiro de pé, de mesa ou de parede, para facilitar a atividade. Caso pretenda um efeito de cores naturais, coloque lâmpadas de halogéneo por cima da mesa do café e do cadeirão. Se tiver luminárias de luz indireta, evite a lâmpadas de halogéneo de elevada potência e opte pelas lâmpadas economizadoras. Leia o artigo:  Eletricidade: Guia para mudar para o mercado livre

 

2. Cozinha

A cozinha é, em muitos casos, o local onde as famílias passam mais tempo. Não só é o local onde se cozinha, mas também pode ser palco de outras atividades, como um espaço onde lê ou onde ajuda os filhos a fazerem os trabalhos de casa. Por isso, é importante ter uma boa iluminação.

Segundo a Adene, deverá escolher luminárias de teto que sejam desligadas individualmente. Nas áreas de preparação das refeições, opte por lâmpadas de halogéneo ou fluorescentes com bons índices de restituição de cores (cores 827/830, como exemplificam). Idealmente, a iluminação ambiente deve chegar ao interior de todo o mobiliário, para tornar mais fácil a limpeza. Outra ideia é colocar luminárias pendentes por cima do lava-louças e por baixo dos armários de parede, ou por cima de mesas de trabalho. Se a cozinha for pequena, a Adene aconselha a colocação de luminárias no teto, com lâmpadas economizadoras de 15 W, e outras por baixo dos armários (com lâmpadas fluorescentes de 8 a 13 W com bom índice de restituição de cor). Veja o vídeo: Como poupar dinheiro na cozinha

 

3. Quartos

No quarto dos adultos é importante ter boa iluminação geral e nas mesas de cabeceira. Poderá optar por ter um ou mais candeeiros de luz difusa, para que todo o quarto esteja bem iluminado. Para a iluminação de cabeceira, escolha candeeiros com lâmpadas protegidas, um de cada lado da cama. Além disso, deve ser possível ligar/desligar a luz do teto ou das cabeceiras a partir da porta e da cama.

Já no quarto das crianças, onde é costume passarem algum tempo, as luminárias devem ser mais robustas. Deve escolher candeeiros e apliques que espalhem bem a luz, mas que não encandeiem quando estão a brincar no chão. É também importante ter boa iluminação na secretária e na cama. Veja a infografia: Poupe no dia a dia

 

4. Zonas de passagem

As zonas de passagem, como o ‘hall’ de entrada ou escadas, devem ser agradáveis e transmitir segurança. Segundo a Adene, um ou dois pontos de luz no teto são suficientes para a circulação e limpeza, porém, se forem utilizados como espaço de brincadeiras dos mais novos, poderá colocar no teto ou paredes umas lâmpadas fluorescentes compactas. Se o espaço for apenas de passagem, poderá instalar um detetor de movimentos, que ligue ou desligue as luzes. Leia o artigo: Sete formas de poupar dinheiro no restaurante

 

5. Sala de jantar

Nem todas as casas têm sala de jantar, porém, se tiver esta divisão procure ter uma ou mais luminárias suspensas sobre a mesa de refeições, com lâmpadas de halogéneo, reguláveis, que proporcionam boa iluminação e atmosfera. Se a mesa também for utilizada para trabalhar, complemente a iluminação com um candeeiro de mesa. Veja o artigo 10 dicas para poupar em casa

 

6. Casa-de-banho

Para este espaço, a Adene aconselha uma luminária no teto que espalhe a luz e que facilite a limpeza. No entanto, é importante que a área do lavatório tenha boa iluminação, nomeadamente, junto ao espelho. Para este efeito, pondere colocar nesta área três projetores, equipados com lâmpadas de halogéneo. Faça o teste: Quanto pode poupar de água?

 

7. Escritório

Nesta zona da casa, se existir, deverá ter um bom candeeiro de mesa. A iluminação geral deve ser uniforme, mas não demasiado forte. Tenha em atenção que se existir uma grande diferença entre a iluminação do computador e a luz ambiente, pode ser cansativo para os olhos. Na luz do teto, a Adene aconselha uma lâmpada economizadora de 11 W e para o candeeiro de mesa uma lâmpada economizadora de 15 W. Se tiver uma luminária pendente, utilize uma lâmpada economizadora de 20 W.

 

Leia também:

Como ganhar dinheiro com a reciclagem

Cinco formas de diminuir o desperdício alimentar em sua casa

Seis formas de poupar sendo sustentável

Como fazer dinheiro com o seu guarda-roupa?

Uma resposta a “Como escolher a luz certa para cada divisão da casa”

  1. Hernani Moreira

    Usem lâmpadas diodo led.. Custo inicial não e barato, mas a longo prazo compensa.

    Responder

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB