Como lidar com o stress financeiro provocado pela crise

Oito conselhos que podem ajudá-lo a lidar melhor com os efeitos da crise económica.

 

4. Partilhe a sua situação com a família mais alargada

Num tio ou primo mais afastado pode residir uma hipótese alternativa de emprego, de conseguir um apoio financeiro pontual, ou uma ajuda para o dia-a-dia, como por exemplo assistência para as crianças.

 

5. Trate de si

Não ignore nem oculte os sintomas e, caso seja preciso, não hesite em pedir ajuda. Descanse (durma pelo menos sete horas por dia), tenha uma alimentação equilibrada, mantenha uma atividade física (não precisa de pagar uma mensalidade num ginásio, basta correr ou fazer caminhadas ao ar livre e ajudará a combater o stress negativo e a melhorar o humor) e não deixe de socializar.

 

6. Previna uma espiral depressiva

Algumas pessoas acabam por cair em depressão e iniciam uma sucessão de baixas médicas que em muitos casos culmina na não renovação do contrato de trabalho. Os técnicos que lidam com casos de pessoas sobreendividadas referem que é frequente ouvir as pessoas dizerem,  “a título de desabafo e desespero”, que se vão suicidar.

 

7. Procure um médico

Se sentir que o desânimo se pode transformar numa depressão – com sentimentos de frustração, irritabilidade, apatia, dificuldade de concentração, insegurança, falta de auto-estima ou pensamentos sobre a morte ou ainda sintomas como dores ou aperto no peito, taquicardia, dificuldades digestivas – peça a ajuda de um psicólogo ou psiquiatra. Muitas juntas de freguesia disponibilizam este tipo de apoio psicológico, pode também marcar uma consulta no seu centro de saúde.

 

8. Organize o orçamento

Programe todas as suas despesas e registe os gastos num documento no computador ou em papel, estabeleça um ‘plafond’ para as compras diárias.

 

Continue a ler o artigo nas páginas seguintes: 1 2 | Ver artigo Completo

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB