Como organizar o frigorífico e evitar o desperdício

Saber organizar o frigorífico pode ser o segredo para deixar de desperdiçar comida. Conheça algumas dicas para fazer um inventário.

frigo1

Como organizar o frigorífico e evitar o desperdício

O desperdício alimentar é uma realidade em Portugal. De acordo com um estudo da Deco, publicado em março de 2015, mais de metade dos inquiridos confessaram que deitam comida para o lixo. Em cerca de 67% dos casos é porque o alimento se deteriorou por estar mal conservado. Leia o artigo: Cinco formas de diminuir o desperdício alimentar em sua casa

Poupar na comida passa por não deixá-la estragar-se e também por saber exatamente o que tem no frigorífico. O segredo é a organização. Se fizer um inventário daquilo que tem no frigorífico, talvez não seja necessário desperdiçar tanta comida. Leia também: Seis ideias de marmitas saudáveis e ‘low cost’

 

Porque vale a pena fazer um inventário?

Mónica Duarte, autora do blogue “Dona de Casa Perfeita” e de um livro com o mesmo nome, disse ao Saldo Positivo que fazer e atualizar o inventário é “essencial” e “um grande motivo de poupança”. A especialista acrescentou que este gesto “faz com que não compre o que não é preciso, nem deixe passar o prazo de validade dos produtos”. Leia o artigo: Como fazer refeições por menos de 1,25 euros?

Saber sempre o que tem no frigorífico também é útil para planear as refeições sem ter de ir ao supermercado. Em vez de deitar comida fora, saberá sempre o que tem para poder cozinhar. “Dedico sempre 30 a 40 minutos a preparar as compras de supermercado. Faço uma lista de refeições com o que tenho no frigorífico e no congelador e apenas compro o que não tenho para fazer essas refeições”. Também evita que se esqueça de adquirir alguma coisa, porque o inventário vai revelar sempre o que está em falta. É também útil para manter o frigorífico limpo e arrumado. Leia o artigo: Seis dicas para ter uma alimentação ‘low cost’ saudável

Atualizar o inventário faz parte da rotina semanal de Mónica Duarte, mas para que tudo corra bem, é um trabalho que tem de fazer diariamente. “Todos os dias, quando começo a utilizar algum produto, tomo nota num post-it, para que depois, quando elaboro a lista de refeições e a de compras, possa atualizar os inventários”, explica a especialista.

 

Como fazer um inventário do frigorífico?

Todas as semanas organize o frigorífico, para anotar tudo o que tem e o que está em falta. Se tiver tempo, tire tudo para fora do frigorífico e aproveite a oportunidade para limpá-lo e deitar fora o que já não está próprio para consumo.

No topo da folha de inventário coloque a data. De seguida, para cada item que tiver no frigorífico, coloque a quantidade que ainda tem e a respetiva data de validade. Em alguns casos terá de “advinhar” qual é a data de validade, mas fazer isto será útil para saber quais os alimentos que devem ser cozinhados e comidos primeiro.

Depois de fechar este, avalie o que poderá utilizar nas próximas refeições, utilizando aqueles alimentos prioritários (cuja data de validade expira brevemente).

 

Como organizar o frigorífico?

– Prateleiras de cima. É uma das partes menos fria do frigorífico, por isso é onde deve guardar os alimentos com maior rotatividade, como condimentos, queijo ou iogurtes. Também deve guardar aqui a comida cozinhada, com cuidado para não misturar com os alimentos crus, para evitar contaminação.

Prateleiras intermédias e baixas. Deve guardar carne nas prateleiras intermédias, junto da serpentina de arrefecimento (a zona mais fria do frigorífico). A carne picada deve ser consumida até 24 horas. As restantes podem ficar no frigorífico até três dias. Se a carne já estiver cozinhada, só resiste um a dois dias. Guarde aqui a charcutaria, peixe, conservas abertas e produtos de pastelaria.

– Gavetas. Legumes e fruta devem ser guardados nas gavetas, em sacos de plástico próprios para acondicionar comida, para que o sabor não se misture.

– Porta. É a parte menos fria do frigorífico Está reservada para alimentos como ovos, manteiga, margarina, manteiga, leite e sumos.

Fonte: Deco

 

Leia também:

Três receitas para fazer com os seus filhos 

Oito cabazes de frutas e legumes por menos de 16 euros

Como poupar nas compras de supermercado

Como poupar em todas as divisões da casa

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB