Como reduzir as despesas aderindo às lojas de trocas

Conheça algumas lojas de trocas que podem ajudá-lo a obter os artigos que necessita, sem ter de gastar dinheiro.

trocasDiz-se que a necessidade aguça o engenho. E em tempos de crise surgem cada vez mais soluções para as famílias otimizarem os seus rendimentos e conseguirem esticar os seus salários até ao final do mês. As lojas de trocas de bens são um desses exemplos. Geridas muitas vezes por voluntários e situadas na rede do facebook, estas lojas pretendem reutilizar aquilo que tem em casa e já não precisa, dando-lhe algo em troca que realmente necessita. Além de poder trocar produtos que tem em casa e que já não faz uso, também poderá trocar o seu tempo fazendo pequenas reparações ou cozinhando uma refeição, por exemplo, em troca de alguma coisa. Conheça algumas lojas de trocas que podem ajudá-lo a obter os artigos que necessita, sem ter de gastar dinheiro.

 

1. Troca-se.pt

Começou por ser um sistema de trocas entre amigos que foi ganhando dimensão e passou a ser um portal de trocas. Pode trocar um objeto ou serviços e receber em troca algo de que tenha necessidade. Convém ter em conta a utilidade do produto e não o seu valor monetário. Só assim conseguirá tirar o maior partido da troca que irá realizar. Poderá consultar o site em http://troca-se.pt/ .

 

2. Trocas de Amor

Este projeto apadrinhado por Rita Ferro Rodrigues baseia-se simplesmente no ato de dar. Se tiver alguma coisa que precise ou que queira dar, só tem que escrever na página do facebook aqui e referir a sua localização e contacto para que seja mais fácil dar e receber.

 

3. Troca-te

Defender a sustentabilidade é um dos objetivos desta proposta. Baseando-se no excesso de consumo e na redução do poder de compra, realiza eventos de trocas um pouco por todo o País. Além de realizar pequenas feiras de trocas, também organiza ‘workshops’ e visualizações de documentários relacionados com a temática. Para mais informações, consulte a página de facebook do troca-te!.

 

4. Clube das Trocas

Este grupo no facebook que funciona há três anos tem mais de 18 mil membros. Só tem que dizer qual o objeto que quer trocar e aquilo que precisa em troca. Como em todas as outras páginas de trocas não é permitido pôr o preço em qualquer tipo de produto. Poderá ter mais informações sobre este grupo aqui.

 

5. BeShop

É a primeira loja de trocas do País e situa-se na Torre Arnado, em Coimbra. Também aqui não existe a necessidade de utilizar dinheiro para realizar uma transação. Roupas, brinquedos ou serviços, como tradução de um texto ou a limpeza de um apartamento podem ser trocados. Só tem que se deslocar até à Torre Arnado e confiar os seus produtos a quem lhes dê melhor uso.

6. Trokaki

Esta é uma loja itinerante criada em março e é gerida por um grupo de moradores e instituições de Carnide, em Lisboa. Aqui ao entregar o seu artigo recebe automaticamente créditos, chamados ‘troks’, que pode utilizar mais tarde para trocar por outros produtos. Pode encontrá-la no primeiro sábado de cada mês, espalhada por vários locais de Carnide. Para mais informações, visite a página do facebook.

 

7. Entre Nós

É uma loja comunitária na Alta de Lisboa e surgiu graças a várias conversas entre pais que não sabiam como combater as dificuldades financeiras. Foi então criada uma loja comunitária onde todos podiam trocar e adquirir artigos e objetos através de créditos. Esta loja abre também no primeiro sábado de cada mês, em local a designar e aceita todo o tipo de objetos desde que esteja confirmado o seu bom estado. Poderá obter mais informações aqui.

 

8. Movimento Reutilizar

Este projeto iniciou-se com a vontade de criar bancos de recolha de livros escolares em bom estado por todo o País, para que possam ser utilizados por quem precise. O grande objetivo do Movimento Reutilizar é mesmo tornar a reutilização de livros escolares universal, de forma a que chegue a todos e se reduza o desperdício que é gasto todos os anos com a compra de novos manuais escolares. Poderá saber mais informações sobre o Movimento Reutilizar nesta página.

 

9. Bookcrossing

Se gosta de ler, então este ponto é especialmente para si. Imagine que encontra um livro num jardim ou numa paragem de autocarro. O seu primeiro instinto deverá ser perguntar a quem pertence. No entanto, se este livro fizer parte do bookcrossing poderá perfeitamente levá-lo para casa e lê-lo. Quando acabar, basta deixá-lo de novo num qualquer sítio público para que outra pessoa o possa ler. O objetivo deste movimento é transformar o mundo numa biblioteca, de forma a que todos possam ter acesso à cultura e à leitura. Poderá ter mais informações sobre o bookcrossing e seguir os livros que deixa nos jardins da sua cidade aqui.

 

Para saber mais sobre como reduzir os gastos nas compras leia também: 

Como poupar em compras

Como poupar na compra de roupa

Vá às compras ecologicamente

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB