Como usar corretamente os cupões de desconto

Se quer poupar nas compras de supermercado, os cupões de desconto são ideais. Saiba como utilizá-los de forma a que sejam mais rentáveis.

desconto35_380x253Quem não se lembra dos cupões de desconto que vinham nas revistas, para mais tarde serem utilizados no supermercado? Se até há pouco tempo estes vinham nos jornais, hoje passaram para a internet: em muitos casos, as lojas oferecem cupões através dos sites ou redes sociais, para depois serem usados. A crise económica trouxe à ribalta alguns hábitos de poupança que os portugueses tinham esquecido e os vales de desconto são um bom exemplo disso. Só entre 2011 e 2012, a utilização destes produtos disparou 40%; e desde 2009 aumentaram 60%, de acordo com dados da Pacsis, empresa que gere vales de desconto para empresas de grande consumo, revelados pelo Público.

Mónica Duarte, autora do ‘blog’ “A Dona de Casa Perfeita”, sempre teve cuidados na gestão do orçamento familiar, porém com a crise económica esse sentido ficou mais apurado. Em declarações ao Saldo Positivo, a blogger – que também lançou um livro com o mesmo nome do blog (Editora Guerra & Paz) – afirmou que foi inevitável ter ficado “mais atenta às promoções e oportunidades de poupar dinheiro”. No seu site, partilha diariamente dicas de poupança e a gestão dos cupões de desconto é um dos tópicos que suscita mais dúvidas entre os seus leitores.

 

Pesquisa e organização

Através dos cupões e vales de desconto é possível obter benefícios reais, no entanto, é um trabalho minucioso, que requer alguma pesquisa e muita organização. Para não deixar passar nenhum desconto, Mónica Duarte tem uma pasta onde coloca os cupões por supermercado ou categoria. “Assim nunca passa de prazo”, afirma a blogger. Para não desperdiçar, também tem o hábito de trocar vales de desconto com as suas leitoras e amigas.

É na internet que a blogger encontra grande parte dos cupões de desconto, nomeadamente, nos sites e Facebook das marcas, mas segundo a própria, ainda se encontram bastantes oportunidades de poupança nas revistas e panfletos das marcas e supermercados. Basta procurar. No entanto, fica o conselho: não deve comprar produtos apenas porque estão em promoção. “O mais importante, antes de qualquer compra, é fazer os inventários da despensa e do congelador. Depois elaborar uma lista de refeições para a semana e colocar na lista de compras apenas o que falta para elaborar essas mesmas refeições”, aconselha a especialista em gestão doméstica. Não deve fugir a esta lista, exceto se for para fazer compras para ‘stock’, como exemplo, se o detergente para a roupa ou para a loiça estiver em promoção. Leia também o artigo: Seis dicas para negociar um desconto

Se quer poupar nas compras “organização é tudo. Bastam trinta minutos por semana para fazerem os inventários, os menus e a poupança na conta do supermercado surge logo. Com o tempo conseguimos poupar ainda mais e torna-se num vício saudável”, garante a blogger.

 

Quatro conselhos para rentabilizar os cupões de desconto

 

1. Onde encontrar cupões de desconto

Para começar a poupar com cupões, o primeiro passo é encontra-los. Mas onde? Nos dias que correm, existem muitos sítios onde é possível angariar cupões, desde os ‘sites’ das marcas, das lojas ou através de newsletters. Frequentemente, as marcas também divulgam cupões nas suas plataformas sociais. Mas também é possível encontrar estes descontos dentro de revistas, jornais, panfletos ou até na sua caixa do correio.

Outra forma de encontrar cupões de desconto é através dos sites agregadores destas promoções, como por exemplo o “Caça Promoções”, o “Radar dos Descontos” ou o “Tudo a Custo Zero”.

 

2. Saiba quando os usar

Depois de juntar todos os cupões que encontra, o próximo passo é saber quando utilizá-los. Para tirar máximo proveito do desconto, deverá esperar por um momento de promoções, que quase todos os supermercados têm. Ou seja, não desperdice o cupão em itens que estão à venda a preço inteiro, espere pela altura em que o produto estiver mais barato e use o cupão, desta forma estará a rentabilizar os descontos ao máximo.

É também importante que não deixe a data de validade passar. Por exemplo, alguns cupões oferecem descontos apenas ao fim de semana, nesse sentido, deverá aproveitar esses dias para fazer as compras necessárias (nunca comprar só porque está com desconto). Caso não necessite de adquirir nada ou não tenha tempo para fazer compras, ofereça o cupão a algum amigo ou familiar que possa usufruir do desconto. Leia também o artigo: Saiba como tirar o melhor partido dos sites de descontos

 

3. Faça ‘stock’

Fazer ‘stock’ é um aspeto significativo de quem quer poupar de forma eficiente. Por exemplo, se a família consome muito uma determinada marca de cereais, deverá aproveitar as promoções e os cupões de desconto para encher a despensa com estes produtos.

As vantagens de fazer um ‘stock’ são muitas, nomeadamente a possibilidade de controlar o preço a que compramos os produtos, por não ter de os comprar num período de tempo; assim como ter sempre em casa os produtos que usa diariamente, evitando idas desnecessárias às compras que podem levar a que compre mais do que necessita.

Alguns conselhos: Evite fazer ‘stock’ de bens que se deterioram ou podem passar da validade, como sejam os iogurtes. No que diz respeito a detergentes, saiba quanto é que costuma gastar anualmente e aproveite uma boa promoção e vales de desconto para comprar o número de embalagens que vai gastar – não vale a pena estar a comprar cinco embalagens de detergente para a roupa se só costuma gastar duas por ano. Leites, enlatados, papel higiénico são exemplos de produtos que pode e deve fazer ‘stock’. Leia também o artigo: Cinco más estratégias de poupança

 

4. Organização acima de tudo

Como referido por Mónica Duarte, a organização é a chave fundamental para otimizar ao máximo as promoções. Pode organizar os cupões de desconto em pastas, dossiês com separadores de plástico ou até em caixas de sapatos. Também pode fazer uma lista dos cupões que tem, num caderno ou numa folha de Excel, organizar por listas de produtos alimentares, de limpeza ou artigos de casa de banho (gel duche, champô, etc.) e assim sempre que necessitar.

Desta forma, sabe sempre que cupões tem em carteira e sempre que encontrar um bom negócio pode, já sabe onde encontrar o cupão para transformar esse negócio em algo melhor. Leia também o artigo: 10 Sites para gerir melhor as suas despesas

 

Nota: Este artigo foi originalmente publicado no dia 5 de novembro de 2014

 

Leia também:

10 Dicas para poupar… em casa 

Os conselhos de poupança de quatro figuras públicas

10 Ditados que incentivam a boa gestão das poupanças

Seis programas de televisão que ajudam a poupar

Quatro bloggers, quatro conselhos de poupança 

Cuidados a ter com os cartões de cliente

 

 

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB