Saiba como usar os cartões de crédito

Para serem bem utilizados, é importante que conheça bem as regras de funcionamento dos cartões de crédito.

como usar os cartões de crédito

A ideia original dos cartões de crédito, concebidos para os homens de negócios que passavam grande parte do tempo em viagem, era a de comodidade e segurança. O pagamento do saldo do cartão era feito de uma só vez e num período curto de tempo, não havendo pagamento de juros. Por outras palavras, o cartão de crédito era para quem tinha dinheiro e não queria andar com ele atrás.

 

Como funcionam

O funcionamento do dinheiro de plástico é muito simples: todas as compras efectuadas com o cartão de crédito têm um período de crédito gratuito que varia entre os 15 e os 50 dias, conforme a altura do mês em que fez as compras. Se utilizar o seu cartão dentro desse intervalo de tempo tem acesso a uma forma cómoda de fazer as suas compras através de um empréstimo de curto prazo sem juros. No entanto, se deixar passar este período sem saldar por completo a sua dívida, terá de pagar juros diários pelo montante que se encontra por saldar.

Actualmente, a taxa de juro média dos cartões de crédito existentes em Portugal é superior à de outras formas de financiamento disponíveis no mercado como é o caso do crédito pessoal, mas é bem mais fácil de obter e utilizar, podendo escolher de um conjunto de opções de taxa de juro.

 

Como escolher um cartão de crédito

Quando estiver a escolher um cartão de crédito concentre-se nas suas várias componentes: a anuidade, a taxa de juro, os serviços associados, os benefícios pela sua utilização. A anuidade é um valor que o banco cobra pela emissão e gestão do cartão, bem como por uma série de serviços associados, como é o caso dos seguros. Se dá importância aos seguros e outros serviços que vêm com o cartão, o melhor é fazer uma análise mais detalhada e escolher o que tiver uma melhor relação preço/qualidade.

Pode ainda escolher o cartão que incorpora benefícios, por exemplo contribuições para produtos de Reforma (PPR ou Fundos de Pensões), ou acumulação de pontos ou milhas que pode trocar por produtos e serviços, em função da facturação. Se, pelo contrário, a única coisa que lhe interessa é a comodidade e segurança dos pagamentos, então é simples: escolha o cartão com uma anuidade baixa.

Quanto à taxa de juro, ela será nula se optar por pagar mensalmente o saldo total do seu cartão. De qualquer forma, se pretende recorrer a esta forma de crédito, o melhor é escolher as ofertas que permitem obter uma taxa mais baixa, por exemplo, fraccionando por vários meses as compras de maior valor. Não se esqueça que o financiamento através de um cartão de crédito é apenas uma solução para despesas de natureza pessoal. Equacione, em cada caso, comparar com outro tipo de empréstimo, como o crédito pessoal, ou utilizar o valor disponível de uma garantia para aumentar o montante do seu crédito hipotecário.

 

Internet e MBNet

Antes de aceder a qualquer site na Internet (evite, se possível, a utilização de computadores instalados em Cyber espaços ou outros ambientes idênticos) confirme que o computador utilizado tem instalado o software de segurança adequado (tenha sempre o sistema operativo, browser, antivírus e respectivo firewall activos e actualizados) e verifique a segurança oferecida pelo site que vai utilizar.

Guarde sempre os registos das transacções efectuadas on-line, incluindo a informação do comerciante e o seu endereço na internet. Consulte periodicamente os extractos das suas contas bancárias, de forma a detectar eventuais transacções que não tenha realizado. Se detectar alguma transacção não realizada, contacte de imediato o seu Banco.

Nunca divulgue a sua password nem quaisquer dados pessoais ou financeiros em resposta a eventuais solicitações que tenha recebido por e-mail. Altere periodicamente a sua password evitando números e/ou nomes fáceis de detectar.

MBNet – É um serviço que permite a realização de compras na Internet, em sites nacionais ou estrangeiros, com garantias acrescidas de segurança relativamente a outros meios de pagamento, dado que não necessitam de ser enviados os dados confidenciais dos respectivos cartões (cartões de débito e de crédito originais) aos comerciantes.

Assim, por razões de segurança adira sempre previamente a este serviço. A adesão processa-se por iniciativa do titular através de uma operação específica realizada  nos caixas automáticos da rede Multibanco ou por intermédio do serviço Caixadirecta on-line. Este serviço baseia-se na associação do cartão a um código secreto específico (identificação MBNet).

O código referido no parágrafo anterior deverá ser do exclusivo conhecimento do titular, que deverá dele fazer uma utilização rigorosamente pessoal e directa, não podendo revelá-lo nem torná-lo acessível a terceiro.

 

Principais regras de segurança

Após recepção do cartão, e caso o mesmo não possua assinatura digitalizada, assine-o de imediato.

O seu código secreto (NIP) é pessoal e intransmissível e deverá ser memorizado. Este código secreto (NIP) poderá ser alterado para uma combinação que lhe permita a sua memorização. Contudo, se pretender efectuar a sua alteração não utilize conjugações de 4 dígitos de fácil acesso (tais como o ano de nascimento, o dia e mês de aniversário, a data de emissão do bilhete de identidade, etc…). Este código secreto nunca deve ser escrito no próprio cartão, ou em qualquer documento que tenha junto do mesmo. Se mesmo assim o pretender guardar, nunca o deixe em local visível ou acessível a terceiros.

Ao deslocar-se a uma máquina automática (ATM) verifique sempre que a mesma não mostra quaisquer sinais de adulteração ou modificação e que se encontra em condições de perfeita segurança. Ao introduzir o seu código secreto (NIP), assegure-se que o faz em condições de privacidade.

Em caso de perda, furto, roubo, falsificação do cartão, ou em qualquer outra situação que considere duvidosa, contacte imediatamente um dos seguintes números de telefone a funcionar 24 horas/dia:

 

Clientes Particulares (24h/dia)

Residentes em Portugal

Rede Fixa:
707 24 24 24*
21 790 07 90**

Rede Móvel:
91 405 24 24**
93 200 24 24**
96 200 24 24**

Residentes no Estrangeiro

Se residir fora de Portugal – e  se estiver registado como cliente residente no estrangeiro junto da Caixa – pode ligar a partir de um número de telefone registado num dos países abaixo mencionados, e utilizar, gratuitamente, uma das seguintes linhas telefónicas, exclusivas para clientes com contrato Caixadirecta:

– Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Holanda, Luxemburgo, Reino Unido e Suíça: 00 800 351351 00

– EUA e Canadá: 011 800 351 351 00

– Brasil: 0 800 888 12 13

– Venezuela: 0 800 100 4698

– Macau: 0 800 961

– África do Sul: 0 800 98 09 64

Se ligar a partir de um outro país, não mencionado anteriormente, pode utilizar, as seguintes linhas telefónicas:

– Rede fixa: 21 790 07 90**

– Redes móveis: 91 405 24 24**, 93 200 24 24**, 96 200 24 24**

Nota: marque o código internacional 00351 antes do número escolhido.

 

* Preço máximo a pagar por minuto: €0,10 (s/IVA incluído) para as chamadas a partir de Portugal originadas nas redes fixas e €0,25 (s/IVA incluído) para as originadas nas redes móveis (vide Deliberação ANACOM).
** Preço a pagar de acordo com tarifário do Cliente.

 

SIBS (Sociedade Interbancária de Serviços)

Roubo ou Perda de Cartão:

Portugal: 808 201 251 ou 217 918 780
(custo de chamada local)

Estrangeiro
(00 351) 217 918 780

Serviço disponível 24 horas.
Ao realizar a chamada tenha sempre presente o número do cartão extraviado, o NIB ou o número da conta à ordem referente ao cartão.

 

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB