Conheça a nova nota de cinco euros

A nova nota de cinco euros já está em circulação. Conheça-a ao detalhe e descubra as diferenças face à "velhinha" nota de cinco euros.

A nova nota de cinco euros entrou hoje em circulação

Entra hoje em circulação a segunda série de notas de cinco euros. A nova nota chega à Europa por razões de segurança, de forma a que a falsificação seja cada vez mais difícil. Para isso é necessário “manter as notas de euro atualizadas e melhorar constantemente o seu desenho e outras características, em particular, os elementos de segurança”, de acordo com informação veiculada pelo do Banco de Portugal.

Denominada por “série Europa”, estas notas incluem melhores elementos de segurança, em linha com os progressos alcançados na segurança e tecnologia. As novas notas pretendem ainda serem mais duradouras, o que significa que serão substituídas com menor frequência, reduzindo os custos e o impacto no meio ambiente. Esta é a primeira nota da série Europa que entrará em circulação. As restantes entrarão ao longo de vários anos e prevê-se que sejam introduzidas por ordem ascendente, ou seja, a próxima nota a entrar no mercado será a de 10 euros.

Os novos elementos

A nova designação dá-se pelo facto de incluir um retrato de Europa – a figura mitológica grega que deu origem ao nome do continente – na marca de água e no holograma das notas. O desenho das notas continua a ser subordinado ao tema “épocas e estilos na Europa” e a ter como principais elementos: janelas, portas e pontes, mas incorpora elementos mais sofisticados. Há novos elementos impressos em relevo e a marca de água, o filete de segurança e o holograma mudaram, tendo sido acrescentado um número esmeralda.

A cor dominante da nota de mantém-se o cinza, mas os desenhos foram atualizados, de forma a ter em conta os países que aderiram à União Europeia. Assim, passam a ter o nome em cirílico e as designações em latim e grego, derivado à entrada da Bulgária; um mapa revisto da Europa, que inclui Malta e Chipre e as iniciais do Banco Central Europeu em nove variantes linguísticas (quatro novas).

Como reconhecer?

Tal como acontece com as notas da primeira série, poderá confirmar as novas notas através do método “tocar, observar e inclinar”.

A nota que agora entra em circulação contém elementos de segurança novos.

1. Tocar – No primeiro passo, sinta o papel e a impressão em relevo. O papel é firme e ligeiramente sonoro e a tinta é mais espessa no motivo principal, nas inscrições e nos algarismos de grande dimensão representativos do valor da nota.

Aqui poderá sentir os elementos novos: nas margens esquerda e direita da nova nota, sente uma série de pequenas linhas impressas em relevo.

2. Observar – O segundo passo é ver à contraluz a marca de água e o filete. Ao observar a nota em contraluz, torna-se visível uma imagem esbatida, que representa os algarismos. Aqui poderá verificar mais um dos novos elementos: uma marca de água com retrato da nova nota e um retrato de Europa.

O filete de segurança também poderá ser observado em contraluz: este é uma linha escura, onde se vê, em carateres brancos e minúsculos, os algarismos representativos do valor da nota. Poderá também observar o novo elemento, que é o símbolo do euro (€), enquanto nas notas da primeira série figura a palavra “EURO”.

3. Inclinar – No terceiro passo, poderá ver o holograma e o número esmeralda mudar de cor. Para ver o holograma, basta inclinar a nota e observar a banda prateada à direita, que exibe os algarismos representativos do valor da nota e o símbolo do euro (€). Poderá ainda ver o novo elemento do holograma que é o retrato de Europa e uma janela.

Ao inclinar a nota, poderá observar um dos novos elementos da “série Europa”, que é o número esmeralda: o número brilhante no canto inferior esquerdo, que apresenta um efeito luminoso de movimento ascendente e descendente. Dependendo do ângulo de observação, o número também muda de cor, passando de verde-esmeralda a azul-escuro.

E as notas antigas?

Imagem da nota antiga de cinco euros

 

As notas de cinco euros da primeira série continuam a ser utilizadas e não é necessário trocá-las. Numa fase inicial, as notas da primeira série e as notas da série “Europa” irão circular ao mesmo tempo. As da primeira série serão retiradas de circulação gradualmente e só deixarão de ter curso legal mais tarde, em data a anunciar.

Mesmo depois disso, as notas da primeira série não vão perder o valor e poderão ser trocadas por um período de tempo ilimitado, no Banco de Portugal e restantes bancos centrais do Eurosistema.

 

Da fábrica para a sua carteira

Tenha em atenção as burlas que podem ter lugar nestas situações. As novas notas foram transportadas para os bancos centrais nacionais e armazenadas nos seus cofres. No dia de hoje, os bancos começam a colocar as novas notas de cinco euros em circulação pelas vias normais, ou seja, através dos seus balcões ou caixas automáticas. Estas depois seguem o ciclo normal e começam a circular de forma natural na economia.

Segundo o Banco de Portugal, espera-se que no outono, o volume de notas de cinco euros da primeira série em circulação seja inferior ao da série “Europa”.

Para mais informações sobre a série de notas Europa, consulte o site criado pelo Banco Central Europeu, exclusivamente dedicado ao assunto. Clique aqui para mais informações.  Como complemento, o Banco de Portugal apresenta, entre 30 de abril e 10 de maio, no edifício sede (Lisboa), uma exposição alusiva à nova nota de 5 euros. A exposição pode ser visitada nos dias úteis, entre as 10 e as 17 horas, na antiga Igreja de São Julião, na Baixa Pombalina, junto à Praça do Município. A entrada é gratuita.

 

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB