Soluções para ter um carro novo

Estude bem as várias opções de financiamento para comprar o seu carro. Crédito bancário, leasing ou ALD, são algumas das propostas disponíveis.

carro novo

Para ter um carro existem várias opções de financiamento. Se faz questão de ter o carro em seu nome pode recorrer a um crédito bancário, mas se não se importar que a propriedade do veículo não seja logo sua pode recorrer ao leasing ou ao Aluguer de Longa Duração (ALD). Todas estas opções têm pontos fracos e fortes variando conforme o seu caso pessoal e objectivos.

Crédito pessoal ou automóvel

Começando pelos produtos bancários, pode escolher logo à partida entre o crédito pessoal ou o crédito específico para compra automóvel. Neste caso, o banco empresta-lhe o dinheiro e o carro passa a ser automaticamente seu. O principal factor a considerar nesta opção é a taxa de juro a pagar pelo empréstimo. Independentemente do nome que tiver o crédito, a sua preocupação é tentar baixar ao máximo a taxa de juro do empréstimo. Para isso, talvez seja boa ideia começar pelo banco com que tem maior relação, já que é esse que, à partida, estará em melhores condições para lhe garantir uma taxa mais competitiva.

Uma forma eficaz de baixar a taxa de juro é dar algumas garantias ao banco. Se tiver um imóvel que não esteja totalmente hipotecado pode optar por dá-lo como garantia, fazendo assim um crédito hipotecário. É natural que a taxa de juro desça bastante nesta opção mas tenha em atenção que o crédito hipotecário tem custos associados, como a avaliação do imóvel, registos e escrituras, entre outros, que podem acabar por tornar o empréstimo pouco atractivo. Regra geral, para empréstimos inferiores a 20 mil euros, a descida da taxa de juro do crédito hipotecário pode não compensar os custos burocráticos da operação. Mas há outras garantias que pode oferecer sem “mexer” na sua casa. Se tiver dinheiro aplicado em depósitos a prazo ou fundos de investimentos que não pretender desmobilizar entretanto, pode usá-los como forma para melhorar as condições do seu empréstimo.

ALD e leasing

Se não faz questão de ter a propriedade do veículo desde o início, então existem mais opções de financiamento no mercado, nomeadamente o ALD e o leasing. A principal diferença em relação ao crédito bancário é que, com estas formas de financiamento, o veículo fica na posse das locadoras até ao final do contrato. Não se esqueça, no entanto, que todos os encargos com despesas de manutenção e reparação do automóvel correm por sua conta.

Durante o período do contrato, a empresa de ALD ou leasing cede ao cliente a utilização do veículo e, no final deste período, existe a opção de ficar definitivamente com o automóvel. Neste caso, deverá pagar o seu valor residual. A grande diferença entre o ALD e o leasing, além de alguns pormenores burocráticos, é que, enquanto no caso do leasing existe apenas uma opção de compra do veículo no final do contrato (ou seja, não é obrigado a ficar com o carro), no caso do ALD o cliente não tem outra opção senão comprar o veículo por um valor estabelecido no início do contrato.

Esta característica e o facto de ter geralmente associadas taxas de juro superiores às do leasing faz com que o ALD não seja uma solução muito competitiva para clientes particulares. Em qualquer dos casos (ALD ou leasing), fica obrigado a fazer um seguro de responsabilidade civil de 50 milhões de euros e um outro de danos próprios, o que encarece as suas despesas mensais.

Uma resposta a “Soluções para ter um carro novo”

  1. José Metelo

    CCC – Curto, claro e conciso. Obg.

    Responder

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB