Voluntariado: Dê um pouco do seu tempo

Se gostava de ter um papel mais activo na sociedade e pode dar um pouco do seu tempo para ajudar os outros, o voluntariado pode ser para si.

Nos Estados Unidos da América, em que as finanças pessoais têm um desenvolvimento maior do que em Portugal, é comum ensinar-se às crianças que devem reservar uma percentagem dos seus rendimentos para ajudar. Para dar. E essa partilha pode fazer-se sem envolver trocas monetárias.

Se gostava de ter um papel mais activo na sociedade e pode dar um pouco do seu tempo para ajudar os outros, o voluntariado pode ser para si. O voluntariado pode, inclusivamente, ser uma boa solução para ocupar o tempo livre para pessoas em situação de reforma ou de desemprego, mas que se sentem capazes de intervir.

Desde entreter crianças a ajudar idosos, há muito trabalho para os voluntários

Com inúmeras iniciativas de voluntariado espalhadas por todo o país, certamente conseguirá encontrar uma tarefa que o satisfaça. Outra solução é procurar na sua empresa ou junto dos seus amigos ou vizinhos projectos aliciantes, que aliem também o factor ajuda de proximidade. Uma boa ideia é identificar áreas em que sinta uma lacuna no apoio social – acompanhar idosos, tomar conta de crianças, recolher e distribuir roupa a quem dela precisa, criar um sistema de apoio a doentes – e deitar mãos à obra.

Há muitos locais onde procurar informações:

Bolsa do voluntariado

Conselho Nacional para a Promoção do Voluntariado

Portal da Juventude

Banco de tempo

 

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB