Dica 1: Como funciona o Cartão Europeu de Seguro de Doença?

Se vai de férias para um país da União Europeia, saiba de que forma pode utilizar o Cartão Europeu de Seguro de Doença.

cartão europeu de seguro de doença

Como funciona o Cartão Europeu de Seguro de Doença?

Se vai viajar para algum país da União Europeia, Islândia, Noruega, Liechtenstein ou Suiça durante as suas férias saiba que pode utilizar o Cartão Europeu de Seguro de Doença (CESD) no caso de ter alguma emergência médica. Este documento assegura a prestação de cuidados de saúde quando o beneficiário da Segurança Social ou de outro subsistema de saúde desloca-se temporariamente dentro de União Europeia. Pode pedi-lo através do site da Segurança Social, junto do seu subsistema de saúde ou em qualquer loja do cidadão. O CESD é gratuito e tem uma validade de três anos.

Segundo as informações disponíveis no Portal da Saúde “o cartão garante o mesmo acesso aos cuidados de saúde do sector público (ou seja, um médico, uma farmácia, um hospital ou um centro de saúde) que os cidadãos do país que está a visitar”

Apenas os portadores do CESD que sejam pensionistas, podem usufruir de isenção ou redução no pagamento das taxas moderadoras dependendo da legislação do país onde se encontram a passar férias, devendo por isso viajar com um documento comprovativo da sua situação.

Saiba, no entanto, que este documento apenas se aplica a cuidados de saúde efetuados no setor público uma vez que o CESD não pode ser utilizado no setor de saúde privado.

 

Número: 200 milhões

Segundo a informação divulgada no fim de julho pela Comissão Europeia, referente ao ano de 2013, são quase 200 milhões de europeus que possuem o Cartão Europeu de Seguro de Saúde (CESD). Para informar os europeus da existência deste cartão, foi desenvolvida um aplicação para ‘smartphone’ onde está disponível um guia de utilização do CESD, números de emergência, tratamentos abrangidos e os seus custos, bem como esclarecimentos de como pedir o reembolso e quem contactar caso perca o seu cartão. Para fazer o download da aplicação, consulte a página da Comissão Europeia.

 

Leia aqui outros artigos relacionados com o mesmo tema:

10 sites para planear férias baratas e perfeitas

Dicas para ter férias mais baratas

Sabe a que férias tem direito? 

 

Leia aqui todas as dicas do Especial Mês de Férias:

– Dica 1: Como funciona o cartão europeu de seguro de doença?

– Dica 2: O que saber se vai viajar numa companhia ‘low cost’

– Dica 3: Como conseguir viagens com desconto?

– Dica 4: Cinco sugestões de férias por menos de 250 euros

– Dica 5: Quanto custa acampar?

– Dica 6: Vale a pena fazer um seguro de viagem?

– Dica 7: Quais as diferenças entre um ‘hostel’ e um hotel?

Dica 8: Qual o alojamento ideal para a sua família?

Dica 9: Como manter a sua casa segura durante as férias?

Dica 10: Como fazer férias em casa sem ficar deprimido?

– Dica 11: Como não derrapar o seu orçamento em férias

Dica 12: Arrendamento de casa para férias: O que deve saber?

– Dica 13: O que saber antes de alugar um automóvel?

– Dica 14: Vale a pena optar por um regime “tudo incluído”?

– Dica 15: Como fazer pagamentos no estrangeiro?

– Dica 16: Troca de casa: Como funciona?

– Dica 17: Como garantir que não paga excesso de bagagem?

– Dica 18: Como aplicar o subsídio de férias?

– Dica 19: Como poupar nas telecomunicações durante as férias

– Dica 20: O que fazer se tiver problemas nas férias?

– Dica 21: ‘Free tours’: Como conhecer uma cidade gratuitamente

– Dica 22: Como ocupar as férias dos seus filhos?

– Dica 23: Como poupar dinheiro com a compra de bilhetes de avião?

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB