Dica 17: Como garantir que não paga excesso de bagagem?

Conheça as dicas para fazer a mala e não ser surpreendido com despesas adicionais na hora do ‘check in’.

excesso de bagagem artigo

Como garantir que não paga excesso de bagagem?

Um dos dilemas das férias, sobretudo para quem viaja de avião, é garantir que a mala não ultrapassa o peso máximo estipulado pelas regras das companhias aéreas, sendo que a mesma preocupação se agrava ainda mais na hora do regresso, muito por conta dos presentes e ‘souvenirs’ comprados no destino turístico escolhido para alguns dias de descanso.

De acordo com o ‘site’ da TAP, por exemplo, cada passageiro pode transportar consigo uma bagagem de mão até oito quilos (classe económica) ou duas bagagens com um peso total combinado de 16 quilos (classe executiva), a que se soma ainda a bagagem de porão: uma mala até 23 quilos para rotas nacionais e algumas rotas europeias internacionais; ou duas malas até 32 quilos (para destinos como Rio de Janeiro ou São Paulo, no Brasil, por exemplo). Tudo o que ultrapasse estes limites fica sujeito ao pagamento de uma taxa adicional que pode variar entre oito e 40 euros por quilo extra, conforme a rota escolhida. No seu ‘site’, a TAP disponibiliza um simulador para a bagagem permitida e outro para calcular o excesso de bagagem.

Para não ser surpreendido com despesas adicionais e indesejáveis na hora do ‘check in’, tanto na ida como na volta, existem algumas dicas práticas para fazer a mala de maneira a cumprir os limites de peso e evitar um aumento exponencial da tarifa aérea por conta dos quilos a mais dentro da mala. Comece por fazer uma lista de tudo o que precisa de levar na viagem, consoante o destino, a duração da estadia, as condições climatéricas no destino e as atividades que planeia fazer nas férias. Ao escolher as roupas, opte por peças básicas, de cores neutras e versáteis que possam ser usadas mais do que uma vez e em diferentes alturas do dia, combinadas com diferentes acessórios.

Comece por forrar o fundo da mala com um saco desdobrável para o caso de precisar de um meio de transporte adicional para trazer as lembranças que comprar, como bagagem de mão opcional. De seguida coloque as peças de vestuário de maior dimensão e deixe a parte das pernas das calças fora da mala. De seguida coloque os casacos, calções, saias ou vestidos, alternando a direção da roupa para nivelar a altura e cubra com as calças que ficaram de fora. Por cima, arrume tudo o que pode ser enrolado, como t-shirts, malhas, entre outros. Para poupar espaço, as meias podem ser arrumadas dentro dos sapatos e os produtos de higiene devem ser acondicionados em pequenos frasquinhos de plástico, para pesar menos. Os livros que são por norma muito pesado devem seguir consigo, dentro de uma mochila.

Se não consegue mesmo viajar com pouca bagagem, lembre-se: se viajar em primeira classe ou for membro de um clube passageiros frequentes poderá ter como “regalia” levar consigo uma mala extra.

 

Número: 32 quilos

Este é o limite máximo permitido para as malas/volumes transportados pela TAP, de acordo com a normativa internacional para as condições de Segurança e Saúde no Trabalho. Todas as malas com mais de 32 quilos devem ser transportadas como carga área, em aviões próprios para o efeito.

 

Leia também os seguintes artigos relacionados com o mesmo tema:

– O que pode comprar no estrangeiro sem pagar imposto

– Guia prático das férias

– Não durma nos bancos do aeroporto

– Companhias aéreas low cost

 

Leia aqui todas as dicas do Especial Mês de Férias:

– Dica 1: Como funciona o cartão europeu de seguro de doença?

– Dica 2: O que saber se vai viajar numa companhia ‘low cost’

– Dica 3: Como conseguir viagens com desconto?

– Dica 4: Cinco sugestões de férias por menos de 250 euros

– Dica 5: Quanto custa acampar?

– Dica 6: Vale a pena fazer um seguro de viagem?

– Dica 7: Quais as diferenças entre um ‘hostel’ e um hotel?

Dica 8: Qual o alojamento ideal para a sua família?

Dica 9: Como manter a sua casa segura durante as férias?

Dica 10: Como fazer férias em casa sem ficar deprimido?

– Dica 11: Como não derrapar o seu orçamento em férias

Dica 12: Arrendamento de casa para férias: O que deve saber?

– Dica 13: O que saber antes de alugar um automóvel?

– Dica 14: Vale a pena optar por um regime “tudo incluído”?

– Dica 15: Como fazer pagamentos no estrangeiro?

– Dica 16: Troca de casa: Como funciona?

– Dica 17: Como garantir que não paga excesso de bagagem?

– Dica 18: Como aplicar o subsídio de férias?

– Dica 19: Como poupar nas telecomunicações durante as férias

– Dica 20: O que fazer se tiver problemas nas férias?

– Dica 21: ‘Free tours’: como conhecer uma cidade gratuitamente

– Dica 22: Como ocupar as férias dos seus filhos?

– Dica 23: Como poupar dinheiro com a compra de bilhetes de avião?

 

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB