Dica 6: Vale a pena fazer um seguro de viagem?

Saiba em que situações vale a pena subscrever este produto.

Sem Título

Dica 6: Vale a pena fazer um seguro de viagem?

Os seguros de viagem são produtos que visam garantir a proteção do cliente em caso de acidente em qualquer parte do mundo durante uma viagem. As proteções podem variar consoante a seguradora e os diferentes produtos que disponibilizam. No entanto, as coberturas básicas contemplam indemnizações por morte ou invalidez, assistência médica ou responsabilidade por danos a terceiros. Ainda assim, dependendo da situação, este pode ser um gasto desnecessário, uma vez que muitas destas coberturas estão abrangidas em outros seguros que já pode ter em carteira. Por exemplo, se pagar a viagem com o cartão de crédito poderá ativar a cobertura de responsabilidade civil, que indemniza terceiros por danos causados. Alguns cartões também têm uma cobertura que pode ser ativada em caso de perda de bagagem. Já se o seu seguro automóvel tiver a cobertura de assistência em viagem saiba que também poderá ativá-la em qualquer parte do mundo (independentemente de estar a viajar de carro, de avião ou com outro meio de transporte).

Não se esqueça também que se viajar para um país da União Europeia (e também para a Islândia, Liechstenstein, Noruega e Suíça) poderá pedir o Cartão Europeu de Seguro de Doença na Segurança Social, no Centro de Saúde ou nas Lojas do Cidadão. Este cartão é gratuito e garante o acesso aos mesmos cuidados de saúde no setor público que os cidadãos do país para onde que está a viajar.

A subscrição de um seguro de viagens é sobretudo importante quando os consumidores viajam para destinos exóticos e não contratam um pacote através de uma agência de viagens – se for através de uma agência já está incluído um seguro desta natureza. Estas apólices pagam despesas de tratamento e indemnizam por morte e invalidez permanente, em caso de acidente.

 

Número: 1,5 milhões

Este foi o número de portugueses que viajaram para o estrangeiro, tendo ficado pelo menos uma noite fora de casa, em 2012, de acordo com dados do Inquérito às Deslocações dos Residentes de 2012. No total, 1,1 milhões viajaram para a União Europeia, sendo que o destino preferido foi Espanha, seguido de França.

 

Leia também

Como baixar os custos com seguros?

Glossário: Conheça o ABC dos seguros

10 Números de telefone que deve conhecer

Sabe a que férias tem direito?

Cuidados a ter na marcação de férias pela internet

 

Leia aqui todas as dicas do Especial Mês de Férias:

– Dica 1: Como funciona o cartão europeu de seguro de doença?

– Dica 2: O que saber se vai viajar numa companhia ‘low cost’

– Dica 3: Como conseguir viagens com desconto?

– Dica 4: Cinco sugestões de férias por menos de 250 euros

– Dica 5: Quanto custa acampar?

– Dica 6: Vale a pena fazer um seguro de viagem?

– Dica 7: Quais as diferenças entre um ‘hostel’ e um hotel?

Dica 8: Qual o alojamento ideal para a sua família?

Dica 9: Como manter a sua casa segura durante as férias?

Dica 10: Como fazer férias em casa sem ficar deprimido?

– Dica 11: Como não derrapar o seu orçamento em férias

Dica 12: Arrendamento de casa para férias: O que deve saber?

– Dica 13: O que saber antes de alugar um automóvel?

– Dica 14: Vale a pena optar por um regime “tudo incluído”?

– Dica 15: Como fazer pagamentos no estrangeiro?

– Dica 16: Troca de casa: Como funciona?

– Dica 17: Como garantir que não paga excesso de bagagem?

– Dica 18: Como aplicar o subsídio de férias?

– Dica 19: Como poupar nas telecomunicações durante as férias

– Dica 20: O que fazer se tiver problemas nas férias?

– Dica 21: ‘Free tours’: Como conhecer uma cidade gratuitamente

– Dica 22: Como ocupar as férias dos seus filhos?

– Dica 23: Como poupar dinheiro com a compra de bilhetes de avião?

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB