Dicas para um casamento económico

Saiba o que precisa de ter em conta para poupar no seu casamento.

Pode não ter 1900 convidados na sua lista, 2 mil milhões de pessoas em todo o mundo a assistir pela televisão ao seu “sim” ou sete mil jornalistas interessados no seu vestido e na sua aliança, mas o seu casamento não precisa de ter menos brilho que o casamento real britânico. Mais despesa não é garantia de maior amor e inteligência na hora de gastar pode ser um bom pontapé de saída para uma vida financeira a dois.

Casamento low cost
É possível ter um casamento de sonho sem que gaste rios de dinheiro

O casamento de um casal é um dos dias mais importantes na vida de duas pessoas (cerca de 40 mil casais deram o nó em 2009), por isso muitas vezes não se olha a gastos para um dia que se espera único e que pode incluir uma recepção aos convidados, uma cerimónia religiosa, e um banquete. Há ainda mais despesas associadas como o aluguer do espaço onde o almoço e o copo de água vão decorrer, o serviço de catering que é contratado para preparar e servir as refeições, o bolo de casamento e o vestido de noiva ou a animação da festa.

Em tempos de crise é necessário poupar e reduzir os gastos. Para que não seja obrigado a adiar o casamento por eventuais dificuldades económicas, indicamos algumas opções que poderá tomar de modo a reduzir a despesa, mantendo os planos de casar com a sua alma gémea inalterados.

 

Convidados, convites e dia do casamento

Lista de convidados
No dia do casamento todos os casais pretendem ter consigo os seus amigos mais próximos e os familiares mais chegados. No entanto, a presença do seu primo em segundo grau que apenas viu uma vez na vida poderá não ser tão importante como a presença dos seus colegas universitários ou amigos de infância. A elaboração da lista de convidados é o primeiro passo para um casamento mais económico, tendo em conta que uma lista de convidados mais restrita leva a que sejam necessárias menos refeições, podendo ser alugado um espaço mais pequeno.

Convite
Embora a maior parte das pessoas seja avisada através de telefonema ou pessoalmente da realização do casamento, manda a tradição que se entregue um convite, através dos correios ou em mão, a informar da data do casamento e do local onde se irá realizar a cerimónia. Estes convites são por vezes efectuados por empresas que colaboram na organização do evento, mas é possível o casal efectuar o convite, eliminando esta rubrica do orçamento. Actualmente, é bastante fácil adquirir papel de impressão com diferentes acabamentos e relevos, de modo a conseguir criar em casa um convite original. A escolha de um tipo de letra apropriado ao casal e a possibilidade de total personalização dos convites fazem com que os mesmos sejam recebidos com mais entusiasmo por parte dos convidados do que um convite efectuado por quem não tenha um grande conhecimento do par que vai “juntar os trapinhos”.

Data
A maior parte dos casamentos é realizada a um sábado ou a um domingo por ser mais fácil reunir os convidados. No entanto, devido ao número elevado de eventos que se costuma realizar nestes dias, os preços para o aluguer do espaço, para a eventual realização de uma cerimónia religiosa e para a contratação de uma empresa de catering são mais elevados que nos restantes dias da semana. Caso opte por realizar o casamento durante um dia de semana, poderá optar por um horário mais tardio, obtendo preços mais vantajosos.

 

Vestido de noiva, refeições e bebidas

Vestidos
Os vestidos de noiva podem facilmente atingir os mil euros, sendo apenas utilizados uma vez. Existem várias possibilidades de reduzir substancialmente este valor, algumas inspiradas na tradição e na possibilidade de reutilização. Casar com o vestido de noiva da mãe é uma alternativa que para além de ser económica tem também uma forte carga sentimental. Caso pretenda fazer um casamento menos tradicional, poderá optar por adquirir aquele vestido que sempre desejou ter para poder levar a festas ou a ocasiões especiais, juntando o útil ao agradável, isto é, a poupança no preço do vestido à aquisição de um vestido que poderá utilizar mais vezes.

Refeição
Os casamentos são uma ocasião para celebrar a união de dois familiares ou amigos, normalmente com bastante comida e bebida à mistura, que começa com uma recepção matinal, um almoço e um copo de água. A verba destinada às diferentes refeições oferecidas costuma ser o maior fardo no orçamento de um casamento, por isso comece a pensar poupar por aqui.

Consoante a hora do casamento, poderá não fazer sentido a organização de uma recepção matinal, normalmente realizada antes da cerimónia. Num casamento que seja marcado para as duas da tarde será considerado normal que não se organize a recepção matinal. Por isso, se realizar o casamento durante a semana e num horário vespertino, a única refeição que, provavelmente, será necessária é o copo de água, que poderá passar por um jantar ou lanche a horas tardias, com uma menor diversidade de pratos mas que permita aos convidados manter a boa disposição e as energias necessárias para celebrar este dia especial.

Se o casal ou um dos seus elementos for um prodígio da culinária poderão tomar em mãos a preparação da comida necessária para o evento, desde que tenham especial atenção à quantidade de pessoas convidadas. Uma outra solução para um casamento mais barato no que diz respeito às refeições apela à participação activa dos convidados. Se cada convidado, ou conjunto de convidados, trouxer um prato ou sobremesa, o casamento irá ter comida suficiente para todos, envolvendo-os no processo e ficando deste modo com uma memória especial.

Bebidas
Nos casamentos existe sempre uma grande variedade de sumos e bebidas com álcool. Enquanto os sumos têm um preço bastante em conta, o orçamento para as bebidas alcoólicas pode representar uma fatia importante do orçamento. Embora uma grande variedade de bebidas permita agradar a um maio número de convidados, a verdade é que a maioria das pessoas que bebe bebidas alcoólicas gosta de cerveja, vinho branco ou tinto e de alguns digestivos mais conhecidos. A escolha de garrafas de vinho que o casal saiba que tem qualidade e cujo preço não seja muito alto e a escolha de alguns digestivos dentro da grande variedade disponível no mercado permite ao casal reduzir os gastos em bebidas alcoólicas.

 

Localização, fotografia e bolo

Local
A localização do casamento é bastante importante, especialmente pela memória que deixa nos noivos. Existem sítios já especializados em casamentos, como quintas ou restaurantes com espaços próprios para cerimónias, que se podem alugar. No entanto, pesquise localizações gratuitas, como uma casa de um familiar que tenha um espaço grande ao ar livre ou um jardim com espaço para várias pessoas e que poderá ser a localização ideal para o seu casamento e sem custos.

Fotos
A contratação de um fotógrafo profissional é bastante comum nos casamentos, devido a ser um momento que se quer mais tarde recordar. No entanto, com a proliferação das máquinas fotográficas digitais e o interesse de cada vez mais pessoas por fotografia, o casal poderá ter um ou vários amigos que sejam bastante bons a tirar fotos, podendo solicitar-lhes a ajuda para o registo deste dia especial. Uma ideia original é a colocação de máquinas descartáveis nas várias mesas, indicando aos convidados que podem tirar as fotos que pretendem, ficando desse modo com diferentes perspectivas do casamento. Poderá também efectuar uma mistura entre profissionais e amigos, contratando um profissional apenas para a cerimónia inicial e para as fotografias de grupo com os diferentes convidados.

Bolo
No bolo de casamento a parte estética é mais importante que o próprio sabor. Este bolo é fundamental no casamento, no entanto será que precisa de um bolo com várias camadas e pisos que nunca mais acabam? O bolo em camadas e com formato circular tem um custo mais elevado que o mesmo bolo numa única camada e com um formato normal. Deste modo, pode encomendar um bolo mais pequeno em camadas e com o formato circular, para o acto de partir o bolo, encomendando o resto do bolo que será distribuído aos convidados numa única camada, conseguindo assim poupar algum dinheiro.

Uma resposta a “Dicas para um casamento económico”

  1. Ana Moita

    Apenas tenho a agradecer as ideias maravilhosas com que fico.
    Obrigada 🙂

    Responder

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

  • FERRAMENTAS

    PUB
    PUB