Dossier Especial: Saiba tudo sobre a entrega do IRS deste ano

Para ajudá-lo a esclarecer as dúvidas sobre esta época de entrega do IRS criámos um dossier que reúne os artigos mais importantes sobre o tema.

07_610x253

Dossier Especial: Saiba tudo sobre a entrega do IRS este ano

A época de entrega das declarações de rendimentos relativos ao ano de 2015 começou no início de abril e vai prolongar-se até ao final de maio. Devido à entrada em vigor do diploma da Reforma do IRS, o preenchimento do IRS traz algumas novidades este ano. Para ajudar os trabalhadores dependentes, os trabalhadores independentes, os pensionistas, os contribuintes que obtiveram mais valias com investimentos realizados durante o ano passado, os contribuintes que obtiveram rendimentos prediais e os contribuintes que no ano passado tiveram rendimentos obtidos no estrangeiro, o Saldo Positivo criou um dossier com os artigos mais relevantes a ter em conta nesta época de entrega do IRS.

 

1. Quais as datas do IRS a que deve estar atento em 2016

Neste artigo poderá consultar os prazos limite para a entrega da declaração de rendimentos e conhecer a data limite para receber o reembolso ou para pagar o IRS (se for esse o seu caso).

 

2.  Guia: Como preencher o IRS este ano?

Neste artigo estão elencadas as seis principais alterações que o preenchimento do IRS deste ano traz para os contribuintes. Por exemplo: Sabia que este ano há mais contribuintes que estão dispensados de entregar o IRS? E que pela primeira vez os casais (que estejam formalmente casados) vão poder entregar o IRS em separado? Mais detalhes aqui.

 

3. Como garantir que as despesas da casa entram no IRS?

Quem tem crédito à habitação e quer deduzir os juros pagos com o empréstimo no IRS ou quem vive numa casa arrendada e pretende deduzir no IRS as rendas que pagou ao longo do ano passado tem de preencher obrigatoriamente o quadro 7 do Anexo H. Caso contrário, os contribuintes correm o risco destas despesas não serem contabilizadas no seu IRS. Veja aqui como preencher este quadro.

 

4. Tributação conjunta ou separada: O que compensa mais?

Veja as nossas simulações e descubra qual é o impacto da tributação conjunta e da tributação separada nas contas finais do IRS. Verifique ainda qual é a opção mais vantajosa para o seu caso. Mais detalhes aqui.

 

5. Anexo H do IRS: Oito dúvidas e respostas

O anexo onde estão contemplados os benefícios e as deduções fiscais é um dos formulários que tem suscitado mais dúvidas junto dos contribuintes. Conheça aqui as respostas às principais questões relacionadas com o Anexo H.

 

6. Oito conselhos para preencher o IRS este ano

Ler bem os formulários, fazer simulações para perceber se compensa mais entregar o IRS em conjunto ou em separado e não deixar para o último dia a tarefa de preencher o IRS. Estas são apenas algumas dicas para ter em conta. Conheça a lista completa  aqui. 

 

7. Quando vou receber o reembolso do IRS?

O Estado tem prazos definidos para proceder ao pagamento do reembolso do IRS aos contribuintes. Conheça-os e veja como pode acompanhar a fase em que se encontra o processamento do seu reembolso. Mais informações aqui.

 

8. Conheça 10 despesas que o ajudam a poupar no IRS

Saiba neste artigo quais são as despesas que pode abater na sua declaração de rendimentos e quais os limites que o Fisco aceita em cada tipo de despesa dedutível.

 

9. Seis rendimentos que não tem de declarar no IRS

O subsídio de desemprego, os prémios do Euromilhões ou os juros de depósitos são exemplos de rendimentos que não precisam de serem declarados no IRS. Para saber que outros rendimentos estão isentos desta obrigações declarativa consulte este artigo.

 

10. O que acontece se atrasar-me a entregar o IRS?

Existem três motivos pelos quais não deve entregar o IRS fora dos prazos legais. Por um lado estará sujeito à aplicação de coimas. Por outro lado, e se for casado, terá obrigatoriamente de entregar a declaração de rendimentos em separado do seu cônjuge. Além disso, se houver lugar a reembolso do imposto, receberá estes valores mais tarde do que os outros contribuintes. Veja aqui o valor das coimas a aplicar em caso de atrasos na entrega do IRS.

 

11. Saiba se está dispensado de entregar o IRS este ano

Quem no ano passado obteve apenas rendimentos da categoria A (trabalho dependente) ou da categoria H (pensões) até a um montante de 8.500 euros (sem  que lhes tenha sido feita qualquer retenção na fonte) não tem de entregar o IRS. Descubra aqui todas as situações de dispensa de entrega do IRS.

 

12. Conheça a nova página para consultar as despesas de IRS

Este ano, e pela primeira vez, as deduções no IRS são apuradas de forma automática pelo Fisco, com base nas faturas que foram comunicadas à AT e que constam no E-Fatura, bem como dos recibos rendas eletrónicos e de algumas despesas que foram comunicadas através das declarações anuais. Pode conferir todas estas despesas numa área especial que foi criada dentro do Portal das Finanças. Veja aqui como aceder a esta área.

 

13. Erros no IRS: Quais são as coimas aplicadas?

Uma desatenção, a pressa ou o desconhecimento são exemplos de alguns fatores que frequentemente levam os contribuintes a cometerem erros no preenchimento do IRS. No entanto, é importante que saiba que alguns erros podem dar lugar ao pagamento de coimas. Saiba quais são os valores aplicados aqui.

 

14. O que tenho de fazer para doar uma parcela do meu imposto?

Todos os anos os contribuintes podem doar uma parcela do IRS que suportam a uma instituição de solidariedade social. Esta opção, conhecida como consignação do IRS, é exercida no momento em que os contribuintes preenchem a sua declaração rendimentos e permite a doação de 0,5% do IRS liquidado. Saiba como fazê-lo aqui.

 

15. Descubra se vai receber mais ou menos salário no final deste mês

Quando no final do mês de maio olhar para a sua folha de ordenado irá notar pequenas diferenças nos valores recebidos. Isto acontece porque foram esta semana publicadas no Portal das Finanças as tabelas de retenção na fonte de IRS que vão vigorar a partir de maio. Saiba quem fica a ganhar e quem perde neste artigo.

 

16. Devo ou não englobar os rendimentos no IRS? Como devo fazê-lo?

Quem tem rendimentos provenientes de várias categorias (EX: rendimentos de pensões, rendimentos prediais provenientes de uma casa arrendada ou rendimentos de capitais) pode escolher a forma como é tributado: Optar pela tributação autónoma (o mais usual) ou pelo englobamento. Mas as regras para o englobamento de rendimentos mudaram e os contribuintes podem este ano englobar os rendimentos por categoria. Veja aqui como fazê-lo.

 

17. Passei um ato isolado no ano passado. Como declará-lo no IRS?

Quem passou no ano passado um ato isolado tem de preencher o Anexo B do IRS. Saiba como deve declará-lo no IRS e quais as principais obrigações fiscais associadas ao ato isolado. Mais detalhes aqui.

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB