Quanto tempo pode durar o subsídio de desemprego?

O subsídio varia conforme a idade do beneficiário e o número de meses com registo de remunerações à data do desemprego.

Qual a duração do subsídio de desemprego?

Para começar, a duração do subsídio de desemprego varia conforme a idade do beneficiário e o número de meses com registo de remunerações à data do desemprego. Com as novas alterações introduzidas no subsídio de desemprego, quem até 31 de março de 2012 tinha já garantido o direito à atribuição do subsídio por determinado período de acordo com os registos de remunerações e a idade, mantêm-no na primeira situação de desemprego posterior a 1 de abril de 2012.

Duração do Subsídio de desemprego
O subsídio de desemprego varia conforme a idade e os descontos
  • Se tem menos de 30 anos e caso tenha descontado mais de 24 meses para a Segurança Social sobre as suas remunerações efectivas, tem direito ao subsídio de desemprego durante 360 dias. Se tiver descontado menos de 24 meses e, pelo menos, 450 dias, terá direito a receber o subsídio durante 270 dias;
  • Se tem entre 30 e 40 anos, com registo de remunerações por um período inferior a 48 meses, terá direito às prestações durante 360 dias. Caso tenha registos de remunerações por períodos superiores a quatro anos, poderá beneficiar do subsídio de desemprego durante 540 dias;
  • Se está entre os 40 e 45 anos, terá de ter descontado durante 60 meses para aceder às prestações durante 540 dias. Se tiver descontado durante mais tempo, terá direito a subsídio durante 720 dias.
  • Se tem mais de 45 anos, tem direito às prestações durante 720 dias, desde que possua registos de remunerações por período igual ou inferior a 72 meses. Se descontou durante mais tempo poderá receber o subsídio durante 900 dias.

Para quem não cumpria o prazo de garantia para ter acesso ao subsídio de desemprego em 31 de março de 2012, as regras que se aplicarão a partir de 1 de abril serão as seguintes:

Idade Meses de descontos na SS Duração do subsídio
Dias Acréscimo
Menos de 30 anos Menos de 15 150 Mais 30 dias por cada 5 anos com registo de remunerações nos últimos 20 anos
Igual ou superior a 15 e inferior a 24 210
Igual ou superior a 24 330
Igual ou superior a 30 e inferior a 40 anos Menos de 15 180 Mais 30 dias por cada 5 anos com registo de remunerações nos últimos 20 anos
Igual ou superior a 15 e inferior a 24 330
Igual ou superior a 24 420
Igual ou superior a 40 e inferior a 50 anos Menos de 15 210 Mais 45 dias por cada 5 anos com registo de remunerações nos últimos 20 anos
Igual ou superior a 15 e inferior a 24 360
Igual ou superior a 24 540
Mais de 50 anos Menos de 15 270 Mais 60 dias por cada 5 anos com registo de remunerações nos últimos 20 anos
Igual ou superior a 15 e inferior a 24 480
Igual ou superior a 24 540

Subsídio social de desemprego subsequente ao subsídio de desemprego

Esta prestação é concedida durante metade do tempo acima indicado, tendo em conta a idade do beneficiário, à data em que termina a concessão do subsídio de desemprego. Por exemplo, um desempregado com 35 anos, que durante um ano esteve a beneficiar do subsídio de desemprego, por ter registo de remunerações durante 45 meses, poderá aceder ao subsídio social de desemprego subsequente durante 180 dias.

Subsídio de desemprego parcial

Concedido até ao final do prazo do subsídio de desemprego. Por exemplo, um desempregado de 25 anos que tem direito  a receber subsídio de desemprego durante 360 dias, mas entretanto inicia uma actividade em part-time ao dia 180, irá beneficiar do subsídio de desemprego parcial durante os restantes 180 dias.

 

Calculadora: Simule aqui qual é o valor do subsídio de desemprego a que tem direito

202 respostas a “Quanto tempo pode durar o subsídio de desemprego?”

  1. maria jose xarope rufas

    Interrompi o subsídio de desemprego e fiz um contrato de seis meses. Agora posso fazer um processo novo, pois ainda tinha mais desemprego para gozar. Estava a receber muito pouco e metendo o processo novo iria receber mais, se reiniciar o subsídio de desemprego é-me actualizado o valor? Fico a aguardar resposta. Sem mais, obrigado

    Responder
    • saldopositivo

      Cara Maria,
      Se interrompeu as prestações de subsídio de desemprego, deverá dirigir-se ao Centro de Emprego onde estava incrita, fazendo-se acompanhar da declaração comprovativa de como está novamente em situação de desemprego involuntário para voltar novamente a beneficiar.
      Melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  2. antonio borges

    caros amigos,trabalhei durante 10 meses e fui requerer o subsidio de desemprego em dezembro,pois ate a data ainda nao recebi nada.o que se passa?obrigado

    Responder
    • saldopositivo

      Caro António,
      É aconselhável que se dirija ao Centro de Emprego onde está inscrito e pergunte sobre o seu caso. Veja toda a informação que temos sobre este assunto, no Guia Saldo Positivo sobre Subsídio de Desemprego. Aí pode confirmar a que prestação social tem direito, de acordo com o tempo que trabalhou.
      Boa sorte na procura de emprego,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  3. Ana Vieira

    Bom Dia,
    Segundo os calculos do fundo de desemprego que vi no vosso site, a Seg.Social não fez bem as minhas contas.Tenho de ir ao I.E.ou á Seg.Social,para reclamar?è que tenho uma diferença de 2 euros por dia a menos!!!
    Obrigada

    Responder
    • sp

      Cara Ana Vieira,

      Poderá solicitar esclarecimentos junto das Instituições da Segurança Social.
      Segundo o artigo 68 do Decreto-Lei 62/2010
      (http://www.juventude.gov.pt/Legislacao/Documents/Decreto-Lei_n.%C2%BA72-201
      0.pdf), “a gestão das prestações de desemprego compete ao Instituto da
      Segurança Social, I. P., através dos centros distritais de segurança social,
      e às caixas de actividade ou de empresa subsistentes e às entidades
      competentes das administrações regionais autónomas no âmbito das respectivas
      competências.”

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  4. Sandra Margarida

    Boa tarde,
    Tenho um colega que não vai renovar contrato de um trabalho a tempo inteiro. Ele tem também um trabalho em part-tima (20h semanais). Ele foi informado na segurança social que, como tem uma fonte de redendimentos, não vai receber sub. de desemprego. Eu penso que terá direito à diferença entre o sub. desemprego e a remuneração do part-time.
    Podem esclarecer?
    obrigada

    Responder
    • sp

      Cara Sandra,

      Como o seu colega ficou desempregado a tempo inteiro, mas possui também um trabalho em regime part-time, sugerimos-lhe que se informe se de facto pode aceder ao subsídio de desemprego parcial. Esta prestação social foi concebida para estes casos e é atribuída desde que a retribuição do emprego em tempo parcial seja inferior ao valor do subsídio de desemprego que iria receber pelo trabalho que exercia a tempo inteiro, caso não tivesse outro emprego a part-time.
      Para mais informações consulte o guia do subsídio de desemprego parcial da segurança social http://www2.seg-social.pt/preview_documentos.asp?r=21518&m=PDF.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  5. Dina Neves

    Boa noite,
    Tenho 53 anos e cerca de 15 anos a descontar para a Segurança Social. Gostaria de saber a quanto tempo de subsídio de desemprego tenho direito.
    Muito obrigada

    Responder
    • saldopositivo

      Cara Dina,
      Como tem mais de 45 anos e possui registo de remunerações por período superior a seis anos, poderá usufruir das prestações socias durante 900 dias. Para responder às dúvidas dos leitores, o Saldo Positivo criou um Guia sobre o Subsídio de Desemprego.
      Melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  6. Maria Emília

    Bem haja pelo óptimo trabalho da vossa equipa.

    Haja quem nos esclareça.

    Muito obrigada

    Responder
  7. Maria gabriel

    Estava a receber uma prestação pequena do subsídio de desemprego, porque só trabalhava 6 horas, agora fui chamada a trabalhar e obrigam-me a trabalhar 8 horas e a ganhar o mesmo!
    Isto está correcto.

    Responder
    • sp

      Cara Maria Gabriel,

      O pagamento do subsídio de desemprego parcial termina, assim que começar a trabalhar a tempo inteiro. O guia do subsídio de desemprego parcial indica que é obrigação do beneficiário do subsídio de desemprego parcial, estar sujeita a aceitar o emprego conveniente a tempo inteiro. Entende-se por emprego aquele que nos primeiros doze meses garante a retribuição ilíquida superior a 10 por cento do valor do subsídio de desemprego e a partir do 13º ano o valor da retribuição ilíquida seja igual ao valor do subsídio de desemprego. Para mais informações consulte o Guia do Subsídio de Desemprego Parcial da Segurança Social no site da Segurança Social.

      Os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  8. rosario brito

    tenho 53 anos e 37 de descontos indo para o fundo desemprego tenho direito a 900 dias, não sei se ainda vigora +240 dias e se estes são conisiderados como fundo de desemprego ou são os que temos que fazer prova dos valores do agregado familiar.Aaguardo esclarecimentouma vez que estou confusaMelhores cumprimentos.

    Responder
    • sp

      Cara Rosário Brito,

      Para responder às dúvidas dos leitores, o Saldo Positivo preparou um Guia do Subsídio de Desemprego (http://www.saldopositivo.cgd.pt/quanto-pode-durar-o-subsidio-de-desemprego/). “Se tem mais de 45 anos, tem direito às prestações durante 720 dias, desde que possua registos de remunerações por período igual ou inferior a 72 meses. Se descontou durante mais tempo poderá receber o subsídio durante 900 dias.”
      A partir dos 55 anos também pode solicitar a pensão antecipada, uma vez que detém mais de 30 anos civis de trabalho, com registo de remunerações.

      Os melhores cumprimentos
      A Equipa do Saldo Positivo

      Responder
  9. Ana Sesifredo

    Boa tarde.
    Gostaria de um pequeno esclarecimento.
    Estando a receber sub-desemprego tenho que apresentar declaraçao de irs.
    Muito obrigada

    Responder
  10. Miguel Santos

    Boa tarde eu sou deficiente motor e estou a ver que mais tarde ou mais cedo vou ficar desempregado, a empresa está a ir a baixo e eu sendo deficiente tenho cerca de 20 anos de desconto , tenho 41 anos, a minha pergunta é quanto tempo tenho de desemprego?

    Responder
    • sp

      Caro Miguel Santos,

      A duração do subsídio de desemprego varia em função da idade e dos anos de desconto para a Segurança Social. No seu caso se tem cerca 20 anos de descontos e tem 41 anos, poderá beneficiar do subsídio de desemprego até 720 dias.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  11. filipe

    boas
    tenho 51 anos de idade ja faço descontos á 38,estou na mesma empresa á 17 anos,gostaria de saber quanto é que recebo por cada ano de trabalho e a quanto tempo tenho direito a subsidio de desemprego em caso de ser despedido
    obrigado

    Responder
    • sp

      Caro Filipe,

      Como tem mais de 45 anos e detém registos de remunerações por período superior a 72 meses, poderá beneficiar do subsídio de desemprego durante 900 dias, no caso de ser despedido. Para responder às dúvidas dos leitores, o Saldo Positivo preparou um Guia do Subsídio de Desemprego. (http://www.saldopositivo.cgd.pt/guia-do-subsidio-de-desemprego/

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  12. joao

    boa tarde! tenho 37anos,estou no fundo desemprego,que termina em setembro,será que posso pedir a renovaçao para mais 180dias? aguardo resposta. obrigado

    Responder
    • sp

      Caro João,

      De facto, existe uma prestação social designada de subsídio social de desemprego subsequente que é exactamente destinada a desempregados que viram terminado o prazo para receberem subsídio de desemprego e continuem numa situação de desemprego. No entanto, é necessário cumprir a condição de recursos que diz que o rendimento per capita mensal de cada elemento do agregado familiar do requerente não pode ultrapassar os 335,38 euros.
      Saiba mais em: http://www2.seg-social.pt/preview_documentos.asp?r=21519&m=PDF

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  13. António Monteiro

    Boa tarde, gostava de saber se uma vez que o meu Subsidio de Desemprego acabou e já ter preenchido os papeis para receber o Subsequente os prazos em que estes podem fazer o pagamento e que contas é que se leva em consideração uma vez que a minha esposa também está desempregada.

    Responder
    • sp

      Caro António Monteiro,

      Para saber quais são os desempregados com direito ao subsídio social de desemprego subsequente e todas as contas a fazer o melhor será consultar o guia prático da Segurança Social relativo ao tema (a partir da página 7).
      http://www1.seg-social.pt/preview_documentos.asp?r=21519&m=PDF

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  14. Jose

    Boa tarde a todos, tenho 61 anos faço 62 em agosto terminou agora o prazo do subsidio de desemprego. e agora? Fico sem rendimentos? Posso pedir a reforma sem penalizaçao? que tipo de subsidio tenho direiro?
    Obrigado pela vossa atenção. Cumps.

    Responder
    • sp

      Caro José,

      Para ter acesso à pensão por velhice, precisa de ter completado 65 anos de idade e ter contribuído para a segurança social durante pelo menos 15 anos civis de trabalho.
      No entanto, existe a possibilidade de pedir a pensão de velhice antecipada uma vez que está numa situação de desemprego de longa duração e tem mais de 55 anos.
      Para mais informações consulte o site da segurança social ou informe-se junto da mesma http://www2.seg-social.pt/left.asp?03.02.02.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  15. Carlos

    Bom dia!

    Estou na iminência de ser dispensado, tenho um contrato de um ano onde já decorreram 5 meses, mas nunca estive no fundo desemprego e tenho mais 12 anos de descontos, tenho 31 anos será que tenho direito a fundo desemprego? se já descontei cerca de 12 anos devo ter direito ou não?

    Responder
    • sp

      Caro Carlos,

      Para ter acesso ao subsídio de desemprego, terá de ter trabalhado por conta de outrem pelo menos 450 dias dos últimos 24 meses (não precisam de ser seguidos) antes da data de desemprego e ter ficado desempregado involuntariamente. Se não tiver 450 dias de trabalho por conta de outrem nos últimos dois anos, mas tiver 180 dias de remunerações nos últimos 12 meses antes do desemprego, existe ainda o subsídio social de desemprego, que depende também do rendimento do agregado familiar.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  16. wagner josé

    recebi o 1º mês dos 720 dias e suspendi o subsídio de desemprego, por ter iniciado actividade em 18.04.2011 diante de uma proposta.fui comunicado na empresa em que estou trabalhando que só assinarei o contrato de 6 meses a no dia 09.05.2011 e com salário inferior ao combinado, posso reactivar o subsídio de desemprego visto que não assinei o contrato?

    Responder
    • sp

      Caro Wagner,

      Perante a especificadade da sua questão o melhor será dirigir-se à Segurança Social ou ao centro de emprego da sua área de residência.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  17. Alexandra

    Boa tarde a todos…

    Alguem me pode tirar umas duvidas sobre o subsidio social de desemprego???

    Queria saber que papeis sao preciso para requerer o subsidio? Sei que vao ao agregado familiar mas eles pedem despeses que nos temos???

    É o meu primeiro emprego dai nao saber o que é preciso, ja fui a segurança social mas como sempre sai de la sem ter esclarecido as minhas duvidas.

    Responder
    • sp

      Cara Alexandra,

      Segundo a informação publicada da Segurança Social, precisará de ter a declaração da entidade empregadora que comprova o desemprego e terá de preencher uma declaração da composição e rendimentos do seu agregado familiar, além de poder ter de entregar outros documentos fiscais e pessoais que a Segurança Social entenda necessários. Encontrará toda a informação sobre o subsídio social de desemprego neste documento da Segurança Social. http://www2.seg-social.pt/preview_documentos.asp?r=21519&m=PDF

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  18. mario alberto da silva medeiros

    Boa noite preciso dum pequeno esclarecimento,se eu entrar aos 55 anos no fundo desemprego com 41 de descontos,aos quantos anos me é atribuida a reforma com ou sem penalização, e tambem em que situações posso interromper o fundo desemprego.muito obrigado

    Responder
    • sp

      Caro Mário Medeiros,

      Segundo a Segurança Social, a pensão de velhice antecipada pode ser pedida a partir dos 55 anos desde que nessa idade o contribuinte tenha pelo menos 30 anos de contribuições (descontos). Contudo, por cada ano de antecipação dos 65 anos (idade legal), haverá lugar a uma penalização do valor da pensão de 6%. Se aos 55 anos de idade tiver ainda mais do que 30 anos de contribuições para a Segurança Social, então por cada três a mais pode abater um ano de penalização.
      Para saber mais sobre as interrupções do subsídio de desemprego consulte a Segurança Social ou veja o guia prático destes organismo. http://www2.seg-social.pt/preview_documentos.asp?r=23663&m=PDF

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  19. andreia

    boa noite!
    tenho 26 anos, vou requerer ao subsdio de desemprego, no qual trabalhei 18 meses na empresa. Tenho direito a quanto tempo de desemprego?
    obrigado

    Responder
    • sp

      Cara Andreia,

      O artigo acima responde à sua questão. O prazo do subsídio para desempregados com idades até aos 30 anos pode ser ou de 270 dias ou de 360 dias (a que acrescem 30 dias por cada 5 anos com registo de remunerações), conforme o período acumulado de descontos para a Segurança Social.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  20. Carlos

    Boa noite,
    Tenho 17, estou a trabalhar num hotel há 1 ano e um mês. Tenho contracto e estou a descontar.
    Em Setembro irá haver despedimentos. Gostaria de saber se tenho direito ao subsídio de desemprego?

    Responder
    • sp

      Caro Carlos,

      Actualmente, para se ter direito ao subsídio de desemprego os principais requisitos são ter tido um contrato de trabalho por conta de outrem com contribuições/descontos de pelo menos 450 dias (15 meses) nos últimos 24 meses antes da data de desemprego e ter ficado desempregado involuntariamente. Segundo o memorando de entendimento relativo à ajuda externa, a legislação de acesso ao subsídio de desemprego poderá tornar acessível o subsídio a quem tiver pelo menos 12 meses nos últimos 24 meses antes da data de desemprego.

      Com os melhores cumprimentos
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  21. Ivo

    ola,

    Trabalho há 3 anos e tenho 26 anos.
    Eu estou com 6 meses de salário em atraso e apesar do estado do país e falta de emprego vou-me demitir por justa causa.
    Tenho direito a Subsídio de desemprego?
    Sabem-me dizer a quem recorrer ou a quem devo pedir ajuda para a demissão?
    Algum conselho que me possam fornecer?

    Cumprimentos

    Responder
    • sp

      Caro Ivo,

      A Autoridade para as Condições do Trabalho (http://www.act.gov.pt/%28pt-PT%29/Paginas/default.aspx) é a entidade que presta apoio na área laboral e que o poderá ajudar.
      De acordo com a Segurança Social, os trabalhadores que tenham o contrato de trabalho suspenso por situação de salários em atraso têm direito ao subsídio de desemprego.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
    • Maria

      Olá
      Eu infelizmente estou na mesma situção, aconselho-te a arranjar um advogado.
      Ele trata de tudo e aconselha-te.
      Mas adianto que tens direito ao fundo desemprego.
      Se fizeres uma pesquisa na net encontras muita informação.
      Ou vai ao ACT (nas lojas do cidadão) também dão informações.

      Cumprimentos

      Responder
  22. Sandra Almeida

    Muito boa tarde gostaria muito que me pudessem dar a seguinte informaçao tenho 12 meses de trabalho e o contrato vai terminar. Tenho direito a fundo de desemprego? Muito obrigada

    Responder
    • rm

      Cara Sandra,

      Actualmente, para ter direito ao subsídio de desemprego terá de ter trabalhado, pelo menos, 15 meses nos últimos dois anos antes da data do desemprego. Existe outro apoio no desemprego, o subsídio social de desemprego, que exige um prazo de trabalho mais curto (180 dias nos últimos 12 meses antes da data do desemprego), mas que depende dos seus rendimentos. Informe-se na Segurança Social da sua zona de residência.

      Acompanhe-nos também através do Facebook. Visite a nossa página em http://www.facebook.com/saldopositivo

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  23. Gonçalo C

    Comecei o meu fundo de desemprego (540dias) em Fevereiro 2009 até Dezembro 2009. Iniciei um contrato de um ano em Janeiro de 2010 que não foi renovado. Reiniciei o fundo em Janeiro 2011 e tenho direito até 28 de Agosto 2011. Não tenho direito a mais subsidio tendo no meio um ano de trabalho?

    Sem mais, obrigado

    Responder
    • sp

      Caro Gonçalo,

      Para se informar melhor sobre o seu caso específico deverá dirigir-se à Segurança Social da sua zona de residência.

      Acompanhe-nos também através do Facebook. Visite a nossa página em http://www.facebook.com/saldopositivo

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  24. carlos alves

    Boa tarde: se for possivel gostaria de saber quanto tempo posso estar no Fundo de Desemprego tendo eu 59 anos de idade e descontos 46 para a s.social muito obrigado

    Responder
    • rm

      Caro Carlos,

      Com 59 anos de idade e 46 anos de descontos para a Segurança Social tem direito a 720 dias de subsídio de desemprego (24 meses). No entanto, para ter acesso a este apoio estatal, terá de ser considerado desemprego involuntário e necessita ter trabalhado 450 dias nos dois anos anteriores à data do desemprego.

      Dirija-se à Segurança Social da sua área de residência para se informar melhor das suas opções.

      Acompanhe-nos através do Facebook. Visite a nossa página https://www.facebook.com/saldopositivo

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  25. luis silva

    Estou a trabalhar desde Abril de 2010 com descontos numa empresa. Recebi agora a carta de desemprego. Antes trabalhei durante 5 anos numa firma, onde saí em setembro de 2009 para vir para a que vou sair agora. Mas tive cerca de 6 meses sem descontar gostaria de saber quanto tempo tenho direito no desemprego.

    Responder
  26. João

    Boas a empresa onde trabalho está reduzindo pessoal. eu trabalho nesta empresa há 20 meses. no entanto eles ofereceram-me para trabalhar em part-time, mas o valor que vou receber é só metade do que recebia e não dá para sobreviver, dá para ter sub. de desmprego, mesmo que seja parcial e continuar a trabalhar em part-time.
    cump

    Responder
    • rm

      Caro João,

      Para ter direito ao subsídio de desemprego ou ao subsídio de desemprego parcial necessita ter sido despedido involuntariamente.

      Conheça também a nossa página no Facebook. Visite-nos em http://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  27. Patricia

    Boa tarde, comecei a trabalhar em Fevereiro deste ano com contrato de 6 meses, foi renovado e em Fevereiro do ano que vem acaba. Nao vai ser renovado. Tenho direito a fundo de desemprego ?

    Cumprimentos

    Responder
    • rm

      Cara Patrícia,

      Para ter direito ao subsídio de desemprego, terá de ter trabalhado com contrato e descontado para a Segurança Social durante 15 meses nos dois anos imediatamente anteriores a ter ficado desempregada. Tendo trabalhado menos que isso, poderá ter acesso ao subsídio social de desemprego (apenas necessita ter trabalhado durante 6 meses no último ano). Para mais informações, dirija-se à Segurança Social da sua área de residência.

      Conheça também a nossa página no Facebook. Visite-nos em http://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  28. maria

    Bom dia,

    Fiquei desempregada dia 31.Agosto e tenho, até essa data, 48 meses de descontos. Entretanto, estou com hipoteses de começar a trabalhar novamente na próxima semana, por um periodo de 6 meses. Se após esses 6 meses ficar desempregada, a quanto tempo de subsidio de desemprego tenho direito? Ao equivalente aos 48 meses de desconto ou ao equivalente a 54 meses (48 + 6)? Ou não tenho direito por ter deixado de descontar durante 11 dias?
    Obrigada

    Responder
    • rm

      Cara Maria,

      Terá direito ao subsídio de desemprego se tiver trabalhado com contrato e descontos para a Segurança Social durante, pelo menos, 15 meses nos dois anos imediatamente anteriores a ter ficado desempregada. Este período não tem de ser seguido. Quanto ao tempo em que ficará a receber o subsídio de desemprego, depende da idade que tiver e do número de meses com descontos para a Segurança Social desde a última vez que esteve desempregada. Para mais informações, dirija-se à Segurança Social da sua área de residência.

      Conheça também a nossa página no Facebook. Visite-nos em http://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
      • maria

        Boa tarde!

        Obrigada.
        Tenho 32 anos.
        Eu sei que tendo 48 meses de descontos tenho direito a 1 ano de subsidio. E que com mais de 48 meses de descontos tenho direito a cerca de ano e meio. Então, quer dizer que, devido a este interregno de 11 dias (desde 31 Ago até próximo dia 12), quando terminar o contrato de 6 meses, só vou ter direito na mesma a um ano de subsidio?
        Obrigada

      • rm

        Cara Maria,

        Para mais informações dirija-se à Segurança Social da sua área de residência.

        Conheça também a nossa página no Facebook. Visite-nos em http://www.facebook.com/saldopositivo .

        Com os melhores cumprimentos,
        A equipa Saldo Positivo

  29. jose cardoso

    o periodo do meu subsidio de desemprego esta a chegar ao fim e nao consigo arranjar emprego que devo fazer para ter direito ao Subsídio social de desemprego ? obrigado

    Responder
    • rm

      Caro José,

      Para ter direito ao subsídio social de desemprego subsequente terá de entregar a declaração da composição e rendimentos do agregado familiar, assim como outros documentos que possam ser necessários (documentos fiscais, cópias dos recibos das remunerações, declarações de IRS ou outros comprovativos dos rendimentos do agregado familiar). Atenção que a declaração de composição do agregado familiar e respectivos rendimentos deve ser entregue no Centro Distrital da sua área de residência e não no Centro de Emprego.

      Existe ainda outro aspecto a considerar: terá de ter, isoladamente ou em conjunto com os restantes elementos do seu agregado familiar, um património mobiliário (depósitos bancários, acções, certificados de aforro ou outros activos financeiros) de valor inferior a 100.612,80 euros (240 vezes o valor do Indexante de Apoios Sociais). Para mais informações, dirija-se à Segurança Social da sua área de residência.

      Conheça também a nossa página no Facebook. Visite-nos em http://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  30. Soraia

    ola tenho 18 meses de segurança social. Quanto tempo me da direito ao desemprego?

    Responder
    • jp

      Cara Soraia,

      A duração do subsídio de desemprego depende da sua idade e do número de meses com descontos para a Segurança Social desde a última vez que esteve desempregada. Para saber mais aceda ao Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social, e veja a página 13.

      Conheça também a nossa página no Facebook. Visite-nos em http://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  31. Patrícia Camacho

    Boa Noite.
    Eu tinha 2 trabalhos em part-time,mas fui dispensada de 1 deles em Abril de 2010 pedi o subsidio de desemprego que foi aceite,mas agora recebi uma carta a pedir que devolva o subsidio que recebi, pelo facto de estar ainda a trabalhar no outro part-time. Isto é possivel?
    Obrigado

    Responder
    • sp

      Cara Patrícia,

      Como não conhecemos os detalhes da sua história de Segurança Social e dada a complexidade da questão essa informação terá de tentar obtê-la na Segurança Social, a entidade competente.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  32. joao silva

    bom dia; trabalhei 8 meses em uma empresa em 2010 e 10 meses em 2011, são 18 meses , mas tenho mais descontos em anos anteriores que ultrapassam 24 meses de desconto no total, tenho direito a subsidio desemprego? tendo em conta que não vão renovar meu contrato!

    Responder
    • rm

      Caro João,

      Para ter direito ao subsídio de desemprego tem de ter trabalhado como contratado, e descontado para a Segurança Social, durante 15 meses nos 2 anos imediatamente anteriores à data em que ficou desempregado. Se preenche este requisito, deverá ter acesso a este apoio estatal.

      Visite a nossa página no Facebook, conheça-nos em https://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  33. Maria vilhena

    Boa noite, estou desempregada há 5 meses, a receber um valor de 400 euros de fundo desemprego, agora arranjei 2horas diarias para fazer será que me iram cortar muito no valor que estou a receber? E se quiser rescindir e voltar a tempo inteiro para o desemprego poderei? Agradecia muito uma resposta, o meu muito obrigado.

    Responder
    • rm

      Cara Maria,

      Só poderá reiniciar o pagamento do subsídio de desemprego caso o desemprego seja involuntário. Se for a Maria a rescindir, não há lugar ao reinicio do subsídio de desemprego.

      Visite a nossa página no facebook, conheça-nos em https://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
    • Paulo

      Boas

      Se arranjou 2 horas por dia vai ao fundo de desemprego informar que tem um part-time, o valor que receber é deduzido do fundo de desemprego mas, por ter o part-time irá receber mais 30% de fundo de desemprego.
      Ex:
      o part-time recebe 100 euros, a mensalidade do fundo de desemprego passará de 400 para 300, mas sobre esses 300 receberá mais 30%.
      passará a receber 300+90(30%)=390 e mais o valor do part-time.

      Cumprimentos

      Responder
  34. ANA SILVA

    Boa-noite!
    Estou a receber Subsídio de Desemprego desde finais Junho 2010 e tenho direito a ele até completar 60 anos (finais Agosto 2013) e nessa altura poderei pedir a reforma “antecipada” que, espero, não alterem… Estou actualmente a frequentar um curso pelo IEFP, aconselhado por este, mas a receber o subsídio na mesma, como é evidente. Este curso não deverá ser para me arranjarem emprego, com certeza, devido à idade… Pergunto: Que me irá acontecer (se é que me sabem responder…) quando chegar a altura de ir para a reforma “antecipada” que, espero, haja…), em 2013? A minha pensão é unificada, pois tanto trabalhei na estatal (Cx.Geral Aposentações) como na privada (Seg.Social). Até o ano passado (2010) tinha 33 anos de descontos. Sei que com o subsídio de desemprego ainda posso adicionar mais 3 anos, perfazendo um total de 36 anos de descontos, quando chegar a altura de pedir a reforma “antecipada”, isto é, aos 60 (2013)… Que me irá acontecer, quanto a penalizações, pela lei actual em vigor? Por favor, poderão responder-me a esta questão, pelo menos enquanto estiver a vigorar a lei actual? Agradeço. Cumprimentos. AS

    Responder
    • rm

      Cara Ana,

      À luz da actual legislação, quando o subsídio de desemprego terminar poderá ter acesso à reforma antecipada. No entanto, terá uma penalização de 0,5% por cada mês de antecipação até completar 62 anos.

      Visite a nossa página no Facebook, conheça-nos em https://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  35. Maria Augusta

    Tenho 43 anos e 28 anos de descontos, venho para o fundo de desemprego , quanto tempo tenho de direito ao fundo de desemprego?

    Responder
    • rm

      Cara Maria Augusta,

      A Segurança Social prevê que, com a sua idade e anos de desconto, tenha direito a 720 dias de subsídio de desemprego. Veja as páginas 14 e 15 do Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  36. ivo batista

    Eu estou a trabalhar há 13 meses. Que direitos tenho ao desemprego.

    Responder
    • rm

      Caro Ivo,

      Para saber quais os seus direitos no que diz respeito ao subsídio de desemprego, leia o Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  37. Gilberto Pereira

    BOA TARDE
    tenho 52 anos de idade e 38 de descontos para a segurança social
    gostava de saber quanto tempo tenho de fundo de desemprego, pois
    a partir de novembro vou ficar desempregado.
    obrigado

    Responder
    • rm

      Caro Gilberto,

      Segundo as actuais regras do subsídio de desemprego, e de acordo com as informações que nos deu, deverá ter direito a dois anos e cinco meses de subsídio. No entanto, será mais prudente dirigir-se à Segurança Social da sua área de residência e informar-se melhor. Tenha em atenção que a partir do próximo ano as regras do subsídio de desemprego vão mudar.

      Conheça a nossa página no Facebook, visite-nos em https://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  38. André

    Olá,
    A minha situação é a seguinte, tenho 35 anos e vou ser despedido por extinção de posto de trabalho, no final do ano(31 Dezembro 2011)por acordo. Tenho 10,4 anos de trabalho dependente na empresa. Gostava de saber quanto tempo de subsidio de desemprego vou ter direito a partir de 2012, visto apresentar a carta na segurança social apenas em Janeiro, ou posso apresentar antes? Alguma sugestão? Vou perder muito em não apresentar o despedimento este ano?

    Obrigado

    Responder
    • rm

      Caro André,

      Segundo o que consta na Proposta de Lei do Orçamento de Estado para 2012, o tempo máximo que poderá usufruir o subsídio de desemprego passa a ser 18 meses, além disso, a partir dos seis meses sofre uma penalização de 10% na prestação. No entanto, ainda não foi aprovada legislação nesse sentido. Sugerimos que se dirija à Segurança Social da sua área para se informar melhor sobre as suas opções.

      Conheça a nossa página no Facebook, visite-nos em https://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  39. Carla

    Boa noite, o meu contrato é renovado em Dezembro que faz precisamente 6 meses desde que trabalho nessa empresa, antes tive no fundo de desemprego 9 meses, será que se não me renovarem contrato tenho direito ao fundo de desemprego? Obrigado

    Responder
    • rm

      Cara Carla,

      Se suspendeu o subsídio de desemprego para ir trabalhar na empresa onde actualmente está, tem a possibilidade de reiniciar o pagamento do mesmo. No entanto, se este se esgotou quando começou a trabalhar, ao fim de seis meses de trabalho tem direito ao subsídio social de desemprego, desde que cumpra com algumas condições. São elas: cumprir o prazo de garantia (ter trabalhado como contratado e descontado para a Segurança Social nos seis meses imediatamente anteriores à data do desemprego), e cumprir a condição de recursos, ou seja, os rendimentos mensais por pessoa do agregado familiar do requerente não podem ser superiores a, 80% do indexante dos apoios sociais (IAS), que, em 2011, corresponde a € 335,38.

      Conheça-nos no Facebook, visite a nossa página em https://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  40. Luís

    Olá,
    As rescisões por mútuo acordo também têm direito ao subsídio de desemprego? li isso mas não sei que é verdade e gostava de me esclarecer à cerca disso!

    Cump

    Responder
    • rm

      Caro Luís,

      Para ter direito ao subsídio de desemprego necessita ser considerado desemprego involuntário. Considera-se como desemprego involuntário as situações de cessação do contrato de trabalho por mútuo acordo que se integrem num processo de redução de trabalhadores, quer por motivo de reestruturação, viabilização ou recuperação da empresa, quer ainda por a empresa se encontrar em situação económica difícil, independentemente da sua dimensão.

      Conheça a nossa página no Facebook, visite-nos em https://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  41. maria

    Olá
    Trabalho na empresa há 34 anos, tenho os vencimentos por receber desde Maio de 2011, e 3 Sub. Férias e 2 de Natal.Estou a pensar sériamente em suspender o meu contrato por falta de pagamento dos mesmos ou despedimento por justa causa? Tenho direito a receber fundo de desemprego? Se suspender ou me despedir? Por quanto tempo vou receber?
    Obrigado

    Responder
    • rm

      Cara Maria,

      Para ter direito ao subsídio de desemprego necessita ter ficado desempregado por razões alheias à sua vontade (desemprego involuntário). Isso inclui: iniciativa do empregador, fim do contrato quando não implica que o trabalhador passe a receber uma pensão, fim do contrato por justa causa por iniciativa do trabalhador, acordo de revogação (cessação do contrato por mútuo acordo) entre a empresa e o trabalhador, por motivo de reestruturação, viabilização ou recuperação da empresa ou por esta se encontrar em situação económica difícil. Por isso, não deverá ter problemas em ter acesso ao subsídio de desemprego. No entanto, será melhor aconselhada na ACT – Autoridade para as Condições de Trabalho. Aqui fica os contactos.

      Conheça a nossa página no Facebook, visite-nos em https://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  42. Maria Amelia Gregório

    Boa tarde vou ser despedida da minha empresa no dia 31 de Outubro de 2011, dei entrata na mema no dia 1 de junho de 2010 tenho 46 anos quando meses tenho direito ao fundo desemprego.
    Obrigado

    Responder
    • rm

      Cara Maria Amélia,

      Apenas com base nas informações que nos deu, deverá ter direito a nove meses de subsídio de desemprego. No entanto, será mais prudente dirigir-se à Segurança Social da sua área de residência e informar-se.

      Conheça-nos no Facebook, visite a nossa página em https://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  43. Sónia Ferreira

    Boa tarde,
    O meu pai está com 50 anos, e já trabalha na mesma empresa a 4 anos, os responsáveis desta empresa já lhe avisaram que vão lhe mandar embora. Ora com esta idade deve imaginar que anda preocupado. Gostava de saber quanto tempo é que o meu pai tem direito para receber o fundo de desemprego.
    Muito Obrigado Aguardo Resposta

    Responder
    • rm

      Cara Sónia,

      À luz das actuais regras do subsídio de desemprego (que irão mudar para o próximo ano), o tempo de duração do subsídio de desemprego depende da idade que tiver e do número de descontos para a Segurança Social desde a última vez que esteve desempregado. Com base nas informações que nos deu, o seu pai terá, no mínimo, direito a dois anos de subsídio, de acordo com o Guia Prático do subsídio de desemprego da Segurança Social. No entanto, será mais prudente dirigir-se à Segurança Social da sua área de residência.

      Os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  44. Ivone

    Olá boa tarde.
    A minha pergunta é a seguinte, o ano passado, precisamente no mês em que fiz 50 anos, em Novembro,fiquei desempregada, tinha 29 anos de descontos sempre na mesma empresa. Tenho direito a 1140 dias de fundo de desemprego. Vou ter 53 anos quando acabar o fundo de desemprego e não posso pedir a pré-reforma com essa idade, pelo que li só aos 57 anos. Tenho direito a algum subsidio até essa data? uma vez que não tenho esperança nenhuma em arranjar emprego ? Muito obrigada.

    Responder
    • rm

      Bom dia,

      Uma vez terminado o subsídio de desemprego, poderá ter acesso ao subsídio social de desemprego desde que o seu património (ou do agregado familiar) seja inferior a 100.612,80 (240 vezes o valor do Indexante de Apoios Sociais), além de ter de cumprir outros requisitos no que diz respeito ao rendimento per capita do agregado. O melhor será informar-se junto da Segurança Social.

      Conheça a nossa página no Facebook, visite-nos em https://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
      • luciana azevedo

        Boa tarde, fiquei desempregada mas como só tenho 14 meses de descontos nos ultimos 2 anos só posso pedir o subsidio social, mas recebi em casa um formulário a pedir informações sobre os rendimentos do agregado. a minha duvida é: eu sou solteira e não tenho filhos, mas vivo em casa da minha mãe porque infelizmente não ganho pra alugar uma casa só para mim, será que devo declarar os rendimentos da minha mãe? É que ela tem o IRS e as contas dela e eu tenho as minhas! O que me aconselham a fazer?

        Com so melhores cumprimentos
        Luciana Azevedo

      • rm

        Cara Luciana,

        Para esclarecer as suas dúvidas, aconselhamos que leia o Guia Prático da Condição de Recursos, da Segurança Social.

        Com os melhores cumprimentos,
        A equipa Saldo Positivo

  45. Maria Valente

    Boa noite,

    No próximo mês de Dezembro faço 43 anos. Trabalhei por conta própria até Abril de 2010. Depois em 01 de Setembro/10 fui trabalhar a contrato por conta de outrém e tenho contrato até fim de fevereiro de 2012. Por dificuldades da empresa foi-me proposto saír no final deste mês. Tenho direito a fundo de desemprego? quanto tempo?
    Obrigada
    M

    Responder
    • rm

      Cara Maria,

      É necessário ter trabalhado com contrato (por conta de outrem) e descontado para a Segurança Social durante 15 meses nos últimos dois anos antes da data de desemprego. Atenção que constam na proposta de Orçamento do Estado alterações nas regras de atribuição do subsídio. Informa-se melhor na Segurança Social da sua área de residência.

      Conheça a nossa página no Facebook, visite-nos em https://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  46. jorge

    A minhã mãe descontou para a seg. soc. durante 10 anos, ja tem 65 anos, no último emprego, pediu despedimento com justa causa por falta de pagamento dos ordenados. Foi a Seg. Social e dizem que não tem direito ao subsídio de desemprego. Há dois anos que não recebe nada. Pergunto. Ela não tem direito a uma pensão, nem que seja minima?
    Obrigado pela atenção dispensada

    Responder
    • rm

      Caro Jorge,

      Para a sua mãe ter direito ao subsídio de desemprego, necessita ter trabalhado e descontado para a Segurança Social durante 15 meses nos últimos 2 anos. Segundo o seu relato, essa não parece ser a situação. Por isso, o Saldo Positivo sugere que se dirija à Segurança Social da sua área de residência para saber se terá direito a algum apoio social.

      Conheça a nossa página no Facebook, visite-nos em https://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  47. Ana

    Boa tarde,

    O meu marido recebeu de Fevereiro a Abril de 2011 o subsidio de desemprego. Arranjou outro trabalho, com um contrato de 5 meses, ao fim do qual foi despedido. Duas semanas após este, conseguiu um outro, mas que infelizmente não durou mais de 30 dias. Pediu o subsídio de desemprego, mas este foi indeferido… Segundo o IFSS porque não tem 450 dias de trabalho por conta de outrem dos 2 anos anteriores (trabalhou pelo menos 18 meses, mas não foram consecutivos).
    O que fazer agora???
    Grata pela vossa atenção.
    M. cumprimentos,

    Responder
    • rm

      Cara Ana,

      De facto, o tempo que o seu marido trabalhou não dá direito a subsídio de desemprego. No entanto, poderá ser possível aceder ao subsídio social de desemprego, onde apenas necessita ter trabalhado como contratado e descontado para a Segurança Social durante pelo menos seis meses nos 12 meses imediatamente anteriores à data do desemprego. Para ter acesso a este subsídio precisa ainda cumprir a condição de recursos, ou seja, os rendimentos mensais por pessoa do agregado familiar do requerente não podem ser superiores a, 80% do indexante dos apoios sociais (IAS), que, em 2011, corresponde a € 335,38. Caso seja aceite, o valor que o seu marido irá receber, não deverá exceder os 419,22 €, correspondente a 100% do IAS.

      Conheça a nossa página no Facebook, visite-nos em https://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  48. jõao

    Boa noite,
    trabalho há 15 meses , estava antes a receber o subsidio social de desemprego e o meu actual patrão foi-me buscar ao centro de desemprego, agora pensa em despedir-me. A minha duvida é a seguinte: trabalho há 15 meses, mas estive a calcular pelos recibos o número de dias que tenho e são 406 dias (incluindo 30 dias que estive de baixa pela caixa quando estive doente), sendo assim tenho direito ao subsido de desemprego? Os dias que estive de baixa também contam? Agradecia que me esclarecesse essas duvidas. Obrigado

    Responder
  49. Maria

    Tenho 54 anos e 37 anos de descontos para a segurança social.
    Vou para o fundo de desemprego este ano, a quanto tempo é que tenho direito e qual a percentagem que me é aplicada sobre o meu vencimento?
    Obrigada pela vossa atenção.
    Cumprimentos

    Responder
    • rm

      Cara Maria,

      O tempo de duração do subsídio de desemprego depende da idade que tiver e do número de meses com descontos para a Segurança Social desde a última vez que esteve desempregada. Segundo a informação que forneceu, deverá ter direito a, pelo menos, 2 anos e 5 meses de subsídio, mais 60 dias por cada 5 anos com registo de remunerações nos últimos 20 anos. No entanto, aconselhamos que se dirija à Segurança Social da sua área de residência para conhecer os seus direitos.

      Conheça a nossa página no Facebook, visite-nos em https://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  50. Luís Marques

    Boa noite

    Estou com uma dúvida em relação ao vosso texto, que é a seguinte: Onde referem “Se tem entre 30 e 40 anos, com registo de remunerações por um período inferior a 48 meses, terá direito às prestações durante 360 dias. Caso tenha registos de remunerações por períodos superiores a quatro anos, poderá beneficiar do subsídio de desemprego durante 540 dias”, é o período de descontos entre dois pedidos de subsídio de desemprego ou o período total de descontos?

    Desde já, muito obrigado.

    Responder
    • rm

      Caro Luís,

      O tempo de duração do subsídio de desemprego depende da idade da pessoa e do número de meses com descontos para a Segurança Social desde a última vez que esteve desempregado, ou seja, é o período de descontos entre dois pedidos de subsídio de desemprego.

      Para mais informações, dirija-se à Segurança Social da sua área de residência.

      Conheça a nossa página no Facebook, visite-nos em https://www.facebook.com/saldopositivo .

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  51. Maria

    Boa tarde! Tenho 59 anos e 34 de descontos a empresa aonde eu trabalhava encerrou,quanto tempo tenho direito ao subsidio de desemprego e qual a percentagem que me é aplicada sobre o meu vencimento? Trabalho há 28 anos numa empresa que encerrou, onde me devo dirigir para k me sejam pagos os meus direitos e o salários em atraso? Obrigada pela vossa atenção

    Responder
  52. Daniel Costa

    Olá boa tarde..a minha namorada ficou recentemente no desemprego e trabalhou na empresa que foi despedida 18 meses, ou seja, pelas minhas contas cerca de 500 e poucos dias, infelizmente quando agora foi a segurança social, disseram lhe que ela não tinha os 450 dias por lei. A minha questão é, deveremos so contar 22 dias? ou contamos também as folgas?

    Responder
    • rm

      Caro Daniel,

      Segundo a Segurança Social, para o prazo de garantia contam 30 dias por mês, mesmo que o mês tenha 29 ou 31 dias. Por isso, aconselhamos que se dirija à Segurança Social da sua área de residência para se informar sobre as suas opções.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  53. elena

    olá, boa noite

    Trabalhei 5 anos como empregada domestica, estava efectiva… paguei a Segurança Social 5 anos, mas despedi-me sozinha. Será que eu tenho direito a fundo de desemprego ?? obrigada

    Responder
    • rm

      Cara Elena,

      Segundo o Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social, para ter direito a esta ajuda estatal, necessita ter ficado desempregada por razões alheia à sua vontade (desemprego involuntário), o que, de acordo com a sua informação, não corresponde à realidade. No entanto, dirija-se à Segurança Social da sua área de residência.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  54. Jose Pereira

    Trabalhei 17 anos numa empresa despedi-me em 15 Setembro de 2010 e no dia seguinte entrei noutra empresa, 19 Setembro de 2011 fui despedida por extenção do posto de trabalho. Tenho 40 anos
    Queria saber quanto tempo de fundo de desemprego vou receber. obrigado.

    Responder
  55. manuela

    boa noite,
    A minha pergunta é a seguinte: o meu marido está na empresa há 18 anos e tem 34 anos de idade. Caso o mandem embora a quanto tempo de desemprego tem direito? obrigado

    Responder
    • rm

      Cara Manuela,

      Leia o Guia Prático do Subsídio de Desemprego da Segurança Social, na página 15, e veja a quantos dias de subsídio de desemprego é que o seu marido tem direito.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  56. maria

    Boa tarde
    Gostaria de saber se me podem ajudar na seguinte duvida: Preve-se que a minha empresa feche “portas” a partir de 2012. No entanto, “ouvi” dizer que era preferivel sair antes do final deste ano (2011), porque vão cortar o número de meses a que se tem direito ao subsidio. Será isto verdade?

    Responder
    • rm

      Cara Maria,

      Tanto o memorando de entendimento entre a Troika e o Governo Nacional como a proposta de Orçamento do Estado 2012 avançam a possibilidade de cortes no tempo de atribuição do subsídio de desemprego. Estas só passarão a ser uma certeza quando for aprovado o OE 2012 (30 de Novembro).

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  57. Susana

    Olá bom dia.
    A minha duvida é a seguinte:
    tenho 33 anos e já trabalho numa empresa a 17 anos tendo sempre feito descontos para a segurança social, durante estes anos estive algumas vezes de baixa por questões de saúde, no caso de ficar desempregada terei penalizações no subsidio de desemprego?
    A quanto tempo tenho direito e qual a remuneração a terei direito já que recebo de ordenado 485 euros.
    agradeço resposta
    Susana

    Responder
    • rm

      Cara Susana,

      Os dias em que esteve a receber subsídio de doença (baixa médica) também contam como dias em que descontou para a Segurança Social, pelo que não afectará o valor do seu subsídio de desemprego. Segundo a informação que nos deu, deverá ter direito a 18 meses de subsídio de desemprego, quanto ao valor aconselhamos que se dirija à Segurança Social da sua área de residência, faça uma simulação e esclareça as suas dúvidas.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  58. Maria Antônia Martins

    Boa Tarde! Eu peço por favor que me digam o que eu estou a fazer de errado, pois estou muito preocupada com a situação que me encontro de desemprego, e não me estão respondendo aos meus comentários, já verifiquei que foram respondidos outros depois dos meus os meus agradecimentos

    Responder
    • rm

      Cara Maria,

      Aconselhamos que se dirija à Segurança Social da sua área de residência para esclarecer todas as suas dúvidas e saber uma resposta objectiva ao seu problema. Leia também o Guia Prático da Pensão de Velhice, elaborado pela Segurança Social.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  59. Alexandre Rocha

    Ola Boa noite . A minha duvida e a seguinte fiquei desempregado a data de 2011/09/29 . O ano de 2011 tb conta para os 450 dias de trabalho para ter direito ao subsidio de desemprego? Obrigado…

    Responder
    • rm

      Caro Alexandre,

      Segundo a Segurança Social, para ter direito ao subsídio de desemprego tem de ter trabalhado como contratado e descontado para a Segurança Social durante pelo menos 450 dias nos 24 meses imediatamente anteriores à data em que ficou desempregado. Para mais informações sobre o assunto, leia o Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  60. isabel

    tenho algumas duvidas,tenho 39 anos e meio de descontos, e 54 e meio de idade,nunca tive no desemprego,masd, em dezembro 2011 fico sem trabalho por extinçao do meu posto de trabalho,quanto tempo terei de desemprego se nao arranjar nada para substituir, e se tiver de recorrer sa pre reforma serei muito penalizada,

    Responder
    • sp

      Cara Isabel,

      Para saber quanto tempo terá de subsídio de desemprego consulte o guia da Segurança Social referente a este tema (página 15).
      Por cada ano de antecipação da reforma em relação aos 65 anos, existe uma penalização de 0,5% por mês no valor da pensão que pode ser suavizada se tiver mais de 30 anos de descontos aos 55 anos de idade. Contudo, tem de ter pelo menos 30 anos de descontos aos 55 anos de idade para poder pedir a pensão de velhice antecipada.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  61. Ana

    Boa noite, a minha questão passa pelo seguinte: o meu subsídio de desemprego termina no próximo mês e entretanto recebi uma carta para pedir o subsidio social de desemprego subsequente,mas fui verificar e nos formulários pedem tudo acerca do agregado familiar, a questao e que eu vivo sozinha será que posso efectuar na mesma o pedido?
    Obrigada

    Responder
    • rm

      Cara,

      Poderá receber o subsídio social de desemprego subsequente mesmo que viva sozinha, desde que o seu rendimento mensal seja igual ou inferior a € 335,38 (80% do IAS). Leia o Guia Prático do Subsídio Social de Desemprego da Segurança Social para mais informações.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  62. jackeline

    Boa Tarde, tenho 34 anos e gostaria de saber quanto tempo de fundo desemprego tenho direito paguei durante 2 anos a segurança social

    Responder
    • rm

      Cara Jackeline,

      O tempo de duração do subsídio de desemprego depende da idade que tiver e do número de meses com descontos para a Segurança Social, desde a última vez que esteve desempregado. Veja na página 15 do Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social, a quantos dias de subsídio poderá ter direito.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  63. Ivone

    Muito boa noite,
    Gostaria de saber o seguinte se for possível. Já referi na minha pergunta efectuada no passado mês de Outubro dia 27, que tinha lido que a pré-reforma ia passar para os 57 anos em vez dos actuais 55 anos!.

    Entretanto tenho uma pessoa amiga que me “garantiu” que, quando acabar o fundo de desemprego, sou automaticamente reformada embora tenha só 53 anos e uns meses, mas com 32 anos de descontos e isto por não ter mais nenhum meio se sobrevivência e ser quase impossível arranjar emprego! será que me podem informar se isto é verdade? Muito obrigada
    Ivone

    Responder
    • rm

      cara Ivone,

      De acordo com Guia Prático da Pensão de Velhice, da Segurança Social, para ter direito à reforma antecipada, necessita ter mais de 55 anos de idade e 30 anos de descontos até aos 55 anos ou estar numa situação de desemprego involuntário de longa duração (página 23). Para mais informações, aconselhamos que se dirija à Segurança Social da sua área de residência.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  64. Sara

    Bom dia,

    Trabalhei durante 4 anos numa empresa e como trabalhava em regime de part-time acabei por me despedir para comecar a trabalhar noutra empresa no dia 1 de Junho de 2011 no entanto no final de Novembro não me vão renovar o contrato. A minha questão é uma vez que só estive 6 meses a trabalhar nesta empresa não tenho direito a subsidio de desemprego, certo? Obrigado.

    Responder
    • rm

      Cara Sara,

      As regras de atribuição do subsídio de desemprego vão mudar para o ano. Embora o Orçamento do Estado 2012 já tenha sido aprovado, ainda não existe legislação nesse sentido. Segundo as actuais regras, para ter direito ao subsídio de desemprego na integra necessita ter trabalhado com contrato e descontado para a Segurança Social durante 15 meses nos últimos dois anos. Não tem de ser na mesma empresa, por isso se o tempo que trabalhou nas duas companhias perfaz os tais 15 meses não deverá ter problemas em aceder ao subsídio de desemprego. Leia o Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  65. Marta Silva

    Boa tarde.
    Tenho uma duvida,trabalho como trabalhadora independente desde 2006 e estou a pensar em fechar a minha coleta no inicio do proximo ano sera que vou ter direito a fundo desemprego?
    Tinha ouvido dizer que iamos comecar a ter direiro ao mesmo sera verdade?
    Desde ja agradeço a disponibilidade e aguardo uma resposta.

    Atentamente:Marta Silva

    Responder
    • rm

      Cara Marta,

      A possibilidade de trabalhadores independentes virem a receber subsídio de desemprego consta no memorando de entendimento assinado entre o Governo e a Troika, no entanto, ainda não há legislação nesse sentido.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  66. vi

    Boa tarde,

    Tenho uma duvida que talvez me possam ajudar… Tendo menos de 30 anos e caso tenha descontado mais de 24 meses para a Segurança Social tenho direito ao subsídio de desemprego durante 360 dias certo? Mas “mais de 24 meses” é efectivamente o quê? 24 meses e 1 dia ou 2 ou 3 ou 10 dias? ou pelo menos 25 meses?
    Obrigado, Cumprimentos

    Responder
    • rm

      Cara Vi,

      A informação oficial da Segurança Social diz que se tiver menos de 30 anos e mais de 24 meses de descontos terá direito a 360 dias de subsídio de desemprego. Para mais informações, dirija-se à Segurança Social da sua área de residência.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  67. Carlos Gonçalves

    Fui contratado como director Comercial e passado 1 ano não renovaram meu contrato, terei direito a subsidio de desemprego?

    Responder
    • rm

      Caro Carlos,

      Segundo o Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social, administradores, directores e gerentes de empresas não têm direito a subsídio de desemprego. Excepto se ” à data da nomeação, já pertencia ao quadro da empresa onde foi nomeado gerente como trabalhador contratado há pelo menos um ano e enquadrado no regime geral de segurança social dos trabalhadores por conta de outrem”. A citação diz “gerente”, mas aplica-se também a directores e administradores. Para mais informações, dirija-se à Segurança Social da sua área de residência.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  68. Carlos Costa

    Olá boa noite

    Tenho 53 anos e em Dezembro de 2010, interrompi o subsidio desemprego, porque me apareceu um emprego, onde trabalhei 1 ano.

    Gostaria que me informassem se posso continuar a receber o subsidio que recebia ou se sou obrigado a requerer um novo.

    cumprimentos

    Responder
    • rm

      Caro Carlos,

      Poderá reiniciar o pagamento do subsídio de desemprego, para tal deverá fazer a reinscrição no Centro de Emprego e provar que já não está a trabalhar. Para mais informações, leia a página 20 do Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  69. Luis Gonçalves

    Olá viva,

    tenho uma duvida, estive a trabalhar em uma empresa com o estatuto de director comercial mas, fazia todas as funçoes, vendas, etc..por falta de recursos durante um ano , vindo de outra empresa onde era gestor de clientes, e não me renovaram o contrato.Tenho receio de não ter direito ao subsidio de desemprego.

    Responder
    • rm

      Caro Luís,

      Segundo o Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social, apenas os “administradores, directores e gerentes de empresas” não têm direito a subsídio de desemprego. No entanto, aconselhamos que se dirija à Segurança Social da sua área de residência.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  70. natércia silva

    Boa tarde
    trabalho numa empresa desde o dia 15 de setembro de 2009.Vou ser despedida em 13 de abril de 2012.´Tenho 40 anos.A minha questao é a seguinte:que periodo de tempo tenho de subsideo de desemprego?Antes de trabalhar nessa empresa trabalhei numa outra onde fiz descontos para a seg.social durante 2 anos.Saí dessa empresa por minha vontade e fiquei 2 meses sem trabalhar,nem descontar para a segurança social.Será que esses 2 anos de desconto na antiga empresa,também contam para efeitos de sub.de desemprego?Muito obrigada.

    Responder
    • rm

      Cara Natércia,

      Segundo as actuais regras de atribuição do subsídio de desemprego, para ter direito a este apoio necessita ter trabalhado com contrato e descontado para a Segurança Social durante 15 meses nos últimos dois anos antes de ter ficado desempregada. O tempo que trabalhou antes disso não é contabilizado para atribuição do subsídio de desemprego. Saiba mais no Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  71. Maria

    Olá
    Gostaria que me informassem se o subsidio de férias e subsidio de natal contam para o cálculo dos dias que se recebe o subsidio de desemprego

    Responder
    • jp

      Cara Maria,

      Segundo as actuais regras de atribuição do subsídio de desemprego, para ter direito a este apoio necessita ter trabalhado com contrato e descontado para a Segurança Social durante 15 meses nos últimos dois anos antes de ter ficado desempregada. De acordo com a o Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social, contam para o prazo de garantia todos os dias que trabalhou como contratado, os dias que trabalhou no mês em que foi despedido, os dias de férias a que tinha direito mas que não foram gozados e os dias que trabalhou num país da União Europeia. No entanto, para um melhor esclarecimento dirija-se à Segurança Social da sua área de residência.

      Visite a nossa página no Facebook, conheça-nos em http://www.facebook.com/saldopositivo.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  72. susana

    Boa Tarde
    Gostaria de saber o seguinte, para ter o subsidio social de desemprego tenho que pedir algum documento à empresa?
    Obrigada

    Responder
  73. Ricardo Santos

    Olá!
    Sou Militar e estou a cumprir serviço militar desde o dia 02/03/2009. Estou a pensar cumprir o comtrato minimo que são de 3 anos! Terei direito ao fundo desemprego? Desde já agradeço! Obrigado

    Responder
    • jp

      Caro Ricardo,

      de acordo com o Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social, só será possível ter direito ao subsídio de desemprego se estiver inscrito na Segurança Social. Se foi contratado em Regime de Contraro e o contrato tiver durado menos de 6 anos (como é o seu caso), tem provar que pediu para lhe renovarem o contrato e este não foi aceite, caso a entidade empregadora tenha assinalado o n.º 18 do ponto 2.3 da declaração de situação de desemprego.

      Para um melhor esclarecimento, aconselhamos que contacte a Segurança Social.

      Conheça também a nossa página no Facebook. Visite-nos em http://www.facebook.com/saldopositivo.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  74. carla almeida

    Olá. tenho uma duvida que gostava de esclarecer…
    tou a receber do fundo de desemprego e so tive direito a 9meses, mas disseram -me que depois de acabar esses 9 meses que eu posso recorrer para continuar a receber alguns meses a mais..pelo que li a ver com a idade n encontrei nada relacionado com o meu caso…
    tenho 24 anos e ja descontei pelo menos 2 anos…
    1ano e meio num trabalho e mais 6meses…
    podem me ajudar…obrigado

    Responder
    • sp

      Cara Carla,

      Existe um apoio aos desempregados que terminam o subsídio de desemprego e continuam na situação de desemprego que se chama subsídio social de desemprego subsequente. Esta prestação depende dos rendimentos do seu agregado familiar e pode consultar a informação da Segurança Social sobre o tema aqui: http://www2.seg-social.pt/preview_documentos.asp?r=21519&m=PDF

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  75. Filipe Pereira

    Boa tarde,

    Queria saber o seguinte, eu e mais 2 amigos trabalhamos na mesma empresa que entrou em insolvencia, levamosos papeis ao centro de emprego, um levou 28 meses de subsidio de desemprego(ele tem 40 anos), outro 600 dias (ele tem 34 anos) e eu com 33 anos fiquei com 360 dias.
    Em 2011 descontei todo o ano, em 2010 igual, 2009 descontei durante 249 dias.
    A minha pergunta como se chega ao tempo de subsidio a que temos direito?

    Obrigado

    Responder
  76. tiago

    boa tarde

    Tenho 21anos e tive direito a 1ano de subsídio desemprego e nessa altura escrevi-me e estou a tirar um curso. Agora esta acabar o subsídio e disseram-me que poderia pedir mais que sao cerca de 6meses!! é verdade?? devido estar na escola nao consigo arranjar trabalho pra isso terei de desistir do curso!!

    Responder
    • rm

      Caro Tiago,

      Uma vez tendo terminado o subsídio de desemprego, poderá ter acesso ao subsídio social de desemprego subsequente. Para tal, terá de cumprir estas condições: já ter recebido todas as prestações de subsídio de desemprego a que tinha direito, continuar desempregado e inscrito no centro de emprego, cumprir a condição de recursos, ou seja, os rendimentos mensais por pessoa do agregado familiar do requerente não podem ser superiores a 80% do indexante dos apoios sociais (IAS), que, em 2011, corresponde a € 335,38. Para mais informações leia o Guia Prático do Subsídio Social de Desemprego.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  77. helder cruz

    tenho 35 anos e vou para o desemprego no dia 3 de março de 2012.desconto à 16 anos seguidos com o vencimento de 531,00e.agradecia que me informassem quanto tempo vou ter direito e o valor mensal.

    Responder
  78. Sandra

    Boa tarde.
    Tenho uma duvida.
    Estive numa empresa durante 2 anos, e agora mandaram-me embora, era part time.
    Tenho direito ao subsidio de desemprego?

    Obrigado

    Responder
    • jp

      Cara Sandra,

      Segundo o Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social, os dias em que trabalhou com contrato a tempo parcial (part-time) podem não contar para o prazo de garantia. No entanto, e para um melhor esclarecimento, aconselhamos que contacte a Segurança Social da sua área de residência.

      Conheça também a nossa página do Facebook. http://www.facebook.com/saldopositivo.

      Com os melhores cumprimentos
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
      • Sandra

        Mesmo tendo estado a trabalhar naquela empresa os 2 anos?

      • jp

        Cara Sandra,

        Aconselhamos que se dirija à Segurança Social da sua área de residência para esclarecer a sua dúvida e saber uma resposta objectiva ao seu problema.

        Conheça também a nossa página do Facebook. http://www.facebook.com/saldopositivo.

        Com os melhores cumprimentos,

        A equipa do Saldo Positivo

  79. jose cesar lopes

    caros amigos, estou com 62 anos de idade e ainda recebo o subsídio de desemprego. Quando acabar tenho direito de pedir a pré-reforma. Espero resposta obrigado. jose cesar lopes

    Responder
    • rm

      Caro José,

      Caso se reforme aos 62 anos poderá sofrer uma redução de 0,5% do valor da pensão por cada mês de antecipação até aos 65 anos. Mas, terá de consultar a Segurança Social para conhecer a possibilidade de antecipação da reforma por via do desemprego de longa duração. Conheça ainda o Guia da Pensão de Velhice da Segurança Social, e veja em que condições são admitidas reformas antecipadas por desemprego de longa duração (página 11).

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo.

      Responder
  80. manuel

    boa tarde
    tenho 45 anos a minha firma vai fechar,eu ganhava 770.00 gostaria de saber quanto tempo vou ter de fundo de desemprego,e quanto vou ganhar.

    Responder
  81. Carla

    -Olá boa noite,
    Tenho uma dúvida estou desempregada desde Setembro de 2010, a minha prestação de desemprego terminá-va em Abril deste ano, mas vou começar a trabalhar a partir de Março com um contrato de 7 meses. Sabe dizer-me se quanto terminar estes 7 meses de contrato vou ter direito ao subsidio de desemprego?
    Obrigada

    Responder
    • rm

      Cara Carla,

      Uma vez que vai começar a trabalhar em Março e o subsídio de desemprego apenas termina em Abril, terá de suspender a prestação. Caso no novo emprego fique involuntariamente desempregada, poderá reiniciar o pagamento da prestação social, no entanto apenas lhe restará um mês de subsídio de desemprego. Com as novas regras que irão entrar em vigor ainda este ano, para voltar a ter direito ao subsídio de desemprego necessitará de trabalhar com contrato e descontos para a Segurança Social durante 12 meses nos dois anos imediatamente anteriores ao desemprego. Os sete meses de contrato que lhe oferecem não chega para ter direito ao subsídio de desemprego. Para mais informações, dirija-se à Segurança Social da sua área de residência.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  82. ANA

    Olá boa tarde, tenho uma dúvida: trabalhei 9 meses por uma agência de trabalho temporário, mas mandaram-me embora e deram-me a carta para o fundo de desemprego. Acha que vou ter direito ao fundo de desemprego? Respondam, por favor.

    Responder
    • rm

      Cara Ana,

      De acordo com o Guia Prático do subsídio de desemprego, da Segurança Social, para ter direito ao subsídio de desemprego tem de ter trabalhado como contratado e descontado para a Segurança Social ou para outro regime obrigatório de proteção social durante, pelo menos, 15 meses nos dois anos imediatamente anteriores à data em que ficou desempregado. Menos do que isso, terá direito ao Subsídio Social de Desemprego. Leia o guia prático do subsídio social de desemprego.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  83. José de Pinho

    Boa noite,

    Trabalhei para uma empresa durante 10 anos e +-3meses que fechou por um processo de insolvencia, tive desempregado durante 10meses, agora na nova empresa mandaram-me de férias durante 15dias a que tenho direito, a quanto tempo tenho direito de desemprego e qual o valor? (o meu ordenado novo é mais baixo do que o anterior, mais baixo do que o subsidio que estava a recebr)

    Responder
    • rm

      Caro José,

      Aconselhamos que se dirija à Segurança Social da sua área de residência e se informe sobre a situação.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  84. Nuno Marta

    Bom dia.
    Tenho 33 anos, desconto para segurança social á 5 anos na area da contrução.
    acontece que o meu patrao nunca enviou os dias correctos de descontos por mes.
    Ora envia 10 como 15 e ultimamente 5 dias de trabalho.
    Tando a empresa mal gostaria que me informassem se tenho direito ao subsidio de desemprego.
    Obrigado.

    Responder
    • rm

      Caro Nuno,

      Aconselhamos que se dirija à Segurança Social da sua área de residência e se informe sobre a situação.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  85. Camelia

    Boa tarde, tenho uma duvida que queria esclarecer;estou desempregada a 4 meses, a pouco tempo recebi uma oferta de trabalho que não me agrada muito e alias nunca trabalhei naquela area, se por acaso recuzo-me a aceitar o trabalho posso perder o subsidio de desemprego ou tenho direito a recuzar uma o duas ofertas para continuar a receber?

    Responder
    • rm

      Cara Camélia,

      A inscrição no Centro de Emprego é anulada e perde o direito ao Subsídio de Desemprego se recusar emprego conveniente sem justificação. Por emprego conveniente entende-se um trabalho que cumpra com as remunerações mínimas, que consiste em tarefas que possam ser realizadas pelo beneficiário, tendo em conta as suas aptidões físicas, nível de escolaridade e formação profissional. Pode ser num setor de
      atividade diferente do anterior emprego do trabalhador. Tem ainda que garantir uma remuneração bruta igual ou superior ao valor da prestação de desemprego. Saiba mais na página 24 do Guia do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  86. Vanessa Ribeiro

    Boa tarde.Gostava de tirar uma dúvida.Estou a receber subsidio de desemprego desde Março de 2011 e acaba em Abril deste ano ou seja para o mês que vem .Enviaram-me para as novas oportunidades e não há meio de arranjar emprego. Sei que existe o subsidio subsequente que dura mais 6 meses. Quando poderei pedir e quais são os parametros para o receber. Obrigado

    Responder
    • rm

      Cara Vanessa,

      Para se informar melhor sobre o subsídio social de desemprego subsequente, aconselhamos que leia o Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social, a partir da página 6.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  87. Andre

    Boa noite,
    Suspendi o meu subsidio desemprego no passado mes de dezembro e ainda me sobra cerca de 2 anos. actualmente onde trabalho não esta a correr bem
    e da seg. social disseram-me que a unica maneira de voltar a receber o subsidio e se for uma rescisão amigavel por mutuo acordo gostava da vossa ajuda para saber até que ponto isto é verdade ou então quais as condições para retomar o subsidio.
    Obrigado

    Responder
    • sp

      Caro André,

      De facto, a rescisão por mútuo acordo em caso de situação económica difícil pela empresa é uma das possíveis situações de desemprego involuntário que são consideradas pela Segurança Social, no entanto existem quotas máximas para a aplicação deste tipo de acordos que dão direito ao subsídio de desemprego. Saiba mais sobre o subsídio de desemprego aqui.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  88. Letícia Raquel

    Boa tarde ! Inscrevi-me pela primeira vez no centro de emprego porque me despediram .. Entretanto só passado três semanas me dirige á Segurança Social para pedir que o subsidio fosse transferido para a minha conta bancária . Em principio a partir do dia 22 deste mês já recebo a primeira ‘prestação’. Será que por ter pedido a transferência para a conta um bocadinho mais tarde que me vão atrasar no pagamento ? Obrigada !

    Responder
    • sp

      Cara Letícia,

      Para esse tipo de informações deverá contatar a Segurança Social da sua área de residência.

      Visite a nossa página no Facebook, conheça-nos em http://www.facebook.com/saldopositivo.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  89. Sandra Fernandes

    Boa tarde,
    Tenho 49 anos, trabalhei durante 26 anos para a mesma empresa sempre a descontar e no ano passado rescindi o contrato para ir trabalhar para outra empresa. Nesta última empresa fiquei apenas um ano e despediram-me. É a primeira vez que estou desempregada, nunca recebi subsídio de desemprego.
    Ao todo tenho 27 anos de descontos. Quanto tempo tenho direito ao subsídio de desemprego agora com as novas regras?

    Responder
    • sp

      Cara Sandra,

      Em princípio, e pela sua idade e anos de descontos, terá direito a 900 dias de subsídio de desemprego acrescidos de 60 dias por cada 5 anos de descontos nos últimos 20 anos.
      Para saber mais sobre este assunto leia o guia da Segurança Social (páginas 16 e 17 do documento) sobre o tema: (link)

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  90. Jose Carlos

    Gostaria que informassem qual é o valor máximo que um trabalhador pode receber de subsidio de desemprego. Ob.

    Responder
    • jp

      Caro José Carlos,

      Segundo o Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social, o valor máximo mensal a receber não pode ser superior a duas vezes e meia do valor do IAS (€ 1.048,05). Este limite máximo só se aplica aos os subsídios requeridos a partir de 01-04-2012.

      Responda ao inquérito do Saldo Positivo e ajude-nos a melhorar. As suas opiniões são fundamentais para compreendermos os nossos leitores. Carregue aqui.

      Visite a nossa página no Facebook, conheça-nos em http://www.facebook.com/saldopositivo.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa Saldo Positivo

      Responder
  91. laura

    ola gostaria de saber despedi me de uma empresa que trabalhei 18 meses e foi trabalhar para outra so que ao fim de quize dias foi despedida a pergunta e tenho direito ao fundo desemprego

    Responder
    • sp

      Cara Laura,

      Se ficou numa situação de desemprego involuntariamente (isto é, por iniciativa do empregador) então poderá ter direito ao subsídio de desemprego. No entanto, há mais algumas condições de acesso ao subsídio de desemprego que poderá consultar no guia prático da Segurança Social ou conhecer na Segurança Social da sua área de residência.

      Conheça a página do Saldo Positivo no Facebook: http://www.facebook.com/saldopositivo

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  92. artur francisco

    estou com 52 anos(fev.)960)e o meu subs.(maio 2010)termina em 2012 estou a ficar sem esperanças,pergunto se após o tempo previsto tenho direito a mais algum tempo e quando fizer os 55 anos posso requerer a reforma .tenho de momento 33 anos de descontos.

    atenciosamente
    chico

    Responder
    • sp

      Caro Artur Francisco,

      Existe uma medida de apoio para quem acaba de receber as prestações do subsídio de desemprego e continua desempregado que se designa de subsídio social de desemprego subsequente. Informe-se melhor sobre este apoio no desemprego junto da Segurança Social ou conheça aqui o que é necessário para ter direito.

      Conheça a página do Saldo Positivo no Facebook: http://www.facebook.com/saldopositivo

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  93. JAGG

    Gostava obter informação do seguinte: 1 empregada doméstica com desconto sobre salário real, em caso de despedida, tem direito a sub. desemprego?
    Cumprimentos e obg.

    Responder
    • rm

      Caro Jagg,

      Os trabalhadores do serviço doméstico têm direito ao subsídio de desemprego, desde que:
      - Sejam contratados ao mês em regime de tempo inteiro e tenham celebrado um acordo por escrito com o empregador para descontarem sobre o salário real;
      - O acordo tenha sido entregue na segurança social e se verifiquem as condições para ser considerada como base de incidência de contribuições a remuneração efetiva.

      Visite a nossa página no Facebook, conheça-nos em http://www.facebook.com/saldopositivo.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  94. carla

    Boa noite .. tenho uma duvida .. tenho 21 anos e trabalho a 2 anos e meio numa empresa á qual me despediram .. nos primeiros dois anos estava como trabalhadora numa agencia temporaria e depois propoceram-me passar para a empresa,com um contrato de 7 messes, ao qual tive de começar tdo do zero .. a minha questao é, sera que tenho direito ao fundo de desemprego mesmo tendo feito a transferencia da agencia temporaria para a empressa mesmo? e se sim quanto tempo? obrigado

    Responder
    • rm

      Cara Carla,

      Para ter direito ao subsídio de desemprego, tem de ter trabalhado com contrato e descontos para a Segurança Social, durante, pelo menos 15 meses nos dois anos imediatamente anteriores à data em que ficou desempregada. Se cumprir este requisito, deverá estar apta a receber esta prestação estatal.

      Tenha em atenção que a partir de 1 de julho de 2012, para ter acesso ao subsídio de desemprego tem de ter trabalhado com contrato e descontado para a Segurança Social durante, pelo menos, 1 ano nos 2 anos imediatamente anteriores à data em que ficou desempregada. Este novo prazo de garantia só se aplica aos requerimentos apresentados a partir de 01-07-2012, ainda que o desemprego tenha ocorrido em data anterior.

      Saiba mais no Guia Prático do Subsídio de Desemprego, da Segurança Social.

      Visite a nossa página no Facebook, conheça-nos em http://www.facebook.com/saldopositivo.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  95. Luisa

    Boa tarde! estou prestes a acabar o ensino secundário e quero ingressar no mercado de trabalho! Estou a pensar em fazer a minha inscrição no IEPF e gostaria de saber se irei receber algum subsidio mesmo nunca tendo feito descontos!
    Obrigada (:

    Responder
  96. Joana Rocha

    Boa tarde:
    Em Janeiro de 2012 foi-me atribuido 560 dias de subsidio de desemprego. A 14 de Março de 2012 suspendi o subsidio e iniciei actividade profissional a recibos verdes. Porém, agora só devo ter trabalho até 31 de Agosto de 2012. Poderei reiniciar o subsidio de desemprego, uma vez que suspendi por começar a trabalhar a recibos verdes?
    Muito obrigada,

    Responder
    • jp

      Cara Joana,

      Aconselhamos que coloque essas questões à Segurança Social da sua área de residência.

      Visite a nossa página no Facebook, conheça-nos em http://www.facebook.com/saldopositivo.

      Com os melhores cumprimentos,
      A equipa do Saldo Positivo

      Responder
  97. Carla Rodrigues

    Bom ia,
    gostaria de saber onde posso adquirir uma minuta de Projecto de emprego, para apresentar no IEFP para poder solicitar de uma só vez, as prestações de desemprego (montante único) vou ficar desempregada no final do ano e gostaria de abrir um pequeno negócio.

    Obrigada

    Responder
  98. manuel oliveira

    Boa tarde precisava de uma informação o meu contrato terminou no dia 31 03 2012 por isso meti os papeis para o subsidio desemprego a 2 04 2012 tive direito a 2 anos e pouco termina agora no fim de mês de maio de 2014 eu tenho direito ao subsequente mas quanto tempo terei.será o mesmo tempo os 2 anos e pouco ou so metade,obrigado precisava imensso dessa ajuda obrigado

    Responder
    • Saldo Positivo

      Boa tarde Sr. Manuel,
      Em princípio, deverá direito apenas a metade do tempo que beneficiou de subsídio de desemprego. No entanto, como o Sr. Manuel ficou desempregado exatamente na altura em que houve mudança das regras sobre o subsídio de desemprego, aconselhamos que confirme este dado junto dos serviços da Segurança Social da sua área de residência.
      Atenciosamente,
      A Equipa Editorial do Saldo Positivo

      Responder
  99. manuel oliveira

    a pouco esqueci-me de dizer que tenho 42 anos

    Responder
  100. RUI CARLOS COELHO

    BOA TARDE Sr. MANUEL OLIVEIRA tenho 44 anos idade e tenho 28 anos trabalho sempre trabalhar mesma firma

    Responder

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB