5 ensinamentos Caixa Empreender Award para empreendedores

Tome nota de algumas das ideias inspiradoras do Caixa Empreender Award para startups.

Caixa Empreender Award: Tome nota destes ensinamentosO Caixa Empreender Award reúne as ‘startups’ com maior potencial do ecossistema português, na corrida a um investimento final de 100 mil euros. A edição deste ano não foi exceção. A Probe.ly foi a mais promissora de 2017 e, ao longo de ‘workshops’, sessões inspiradoras e histórias de sucesso de outras empresas, ouviram-se conselhos e recomendações, essenciais para quem quer começar o seu próprio negócio.

De ‘pitch’ em ‘pitch’, o Saldo Positivo acompanhou os ensinamentos que inspiraram a plateia de empreendedores, a 16 de março. Tome nota de cinco ideias a reter para a sua ‘startup’.

 

5 ensinamentos Caixa Empreender Award

1. “O mais importante é que percebas a tua história e onde queres chegar”

Este foi o ensinamento deixado por Vasco Pedro, CEO da Unbabel, ‘startup’ que fechou  uma ronda de investimento de Série A de cinco milhões de dólares. Para as ‘startups’ que ambicionem feito idêntico, Vasco Pedro lembra que é fundamental conhecer, a fundo, a proposta de valor da empresa e todos os passos necessários para o  impacto esperado. “Se tiveres um ótimo produto, os investidores vão investir em ti”, afirmou, durante o Caixa Empreender Award, acrescentando que o percurso das ‘startups’ está repleto de altos e baixos. “E não é por obterem uma Série A que isso vai passar”, avisou o CEO.

 

2. “Pensem em todos os degraus de valor do produto”

O conselho de Miguel Amador, da Startup Braga, foi dado especialmente para a área de tecnologia médica, mas pode aplicar-se a todas a ‘startups’. “Os investidores privilegiam as empresas que conheçam bem todos os degraus [de valor do produto] e os riscos associados a cada um”, da ideia à venda no mercado, enfatizou o especialista. No caso particular da saúde, por ser uma área altamente regulada, é preciso atenção redobrada à fase de licenciamento. Sem a respetiva aprovação, não poderá haver venda no mercado, pelo que esta é a “barreira crítica” para as ‘startups’ desta área, explicou ainda Miguel Amador.

 

3. “Se queres ser uma ‘startup’ de topo, tens de jogar na Liga dos Campeões”

A metáfora desportiva é de Filipe Ávila da Costa, fundador da Infraspeak, sobre a decisão de participar no “500 Startups”, um programa de aceleração norte-americano. Para a Infraspeak, assim como para a HypeLabs (que participou no acelerador também norte-americano Angel Pad), a opção de entrar no ecossistema dos Estados Unidos foi fundamental para evoluírem. Apesar de sublinharem que não aprenderam nada nos ‘States’ que não tivessem aprendido em Portugal, ambas as ‘startups’ valorizam o rápido acesso ao mercado e investidores no ambiente de aceleração norte-americano.

 

4. “Não resistam, colaborem com os políticos”

A relação entre tecnologia e regulamentação pode ser bastante complexa. Carlos Moedas, comissário europeu para a Investigação, Ciência e Inovação, abordou o tema no Caixa Empreender Award e deixou o conselho. Para completar, o alto-responsável frisou ainda que “o tempo de uma startup chegar a um país [com um produto/serviço disruptivo] e não falar com as autoridades é passado”.

O diálogo com entidades públicas é fundamental, argumentou o comissário, sobretudo em áreas inovadoras que não são abrangidas por legislação atual. “Eles [os políticos] não têm a resposta, vocês [‘startups’] não têm a resposta. Têm de o fazer em conjunto”, sublinhou Carlos Moedas.

 

5. “O mundo de hoje é ‘Mobile first’ & ‘Cloud first’”

A afirmação foi de Paula Panarra, diretora-geral da Microsoft Portugal. A intervenção da gestora no Caixa Empreender Award abriu perspetivas sobre as grandes tendências do sector tecnológico, na perspetiva da Microsoft: ‘Big Data’, ‘Internet of Things’, ‘Blockchain’, ‘Cloud’ e ‘Intelligence’. Quer criar uma ‘startup’ neste sector? Esteja atento às potencialidades destas áreas e também às duas tecnologias de futuro que a gigante norte-americana está a explorar, a inteligência artificial e a realidade virtual.

 

Leia também:

Cinco cursos online para empreendedores

Startups: 8 programas de aceleração de Norte a Sul

Descubra o novo acelerador de startups no Estádio da Luz
 

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB
PUB
PUB