Incentive o voluntariado na sua empresa

O voluntariado pode trazer benefícios para os colaboradores da sua empresa, mas também para quem recebe a sua ajuda.

Já alguma vez pensou incentivar o maior dos ativos da sua empresa – os colaboradores – a investir o seu tempo na formação de jovens? Não só é uma forma de passar conhecimento adquirido ao longo de anos de experiência, como também é um meio de estar em contacto com a comunidade local e ter um papel ativo na formação das crianças que serão os adultos de amanhã, transmitindo-lhes conceitos de literacia financeira e promoção do empreendedorismo que poderão vir a revelar talentos escondidos para os negócios e contribuir para a recuperação económica do país.

voluntariado
A solidariedade pode ajudar a sua empresa.

No âmbito dos programas de educação para o empreendedorismo da Junior Achievement Portugal (JAP), um total de 60 funcionários da Caixa Geral de Depósitos(CGD) deram o exemplo e decidiram voluntariar-se e participar neste desafio.

A Junior Achievement Portugal é uma associação sem fins lucrativos, que leva a escolas de todo o país, e para os diferentes níveis escolares, programas que desenvolvem nas crianças e jovens o gosto pelo empreendedorismo. Através destas iniciativas, tanto saem a ganhar os alunos como os voluntários.

O grande objetivo do projeto passa pelo desenvolvimento de um espírito empreendedor, assim como pelo ensino de conceitos de literacia financeira, para que possam tomar as suas decisões económicas futuras (pessoais e profissionais) de forma mais consciente.

Conheça as vantagens

Quem aprende – adolescentes e crianças – está a adquirir novos conhecimentos sobre empreendedorismo, ferramentas que poderão vir a ser úteis no futuro, através de atividades didáticas estimulantes. Quem sabe se não estará a descobrir um talento escondido.

Quem ensina, para além do sentimento de realização pessoal, está a ganhar novas competências, a partilhar conhecimento, experiências e a receber o feedback das crianças e jovens.

Além da partilha de experiências entre quem ensina e quem aprende, a troca de conhecimento prático entre voluntários pode ser compensadora. Neste aspeto, o retorno é evidente a vários níveis, como o desenvolvimento das relações interpessoais no contributo para a formação dos adultos de amanhã, mas também na ajuda dos voluntários a aproximarem-se mais das comunidades onde se inserem potenciando a motivação entre os colaboradores.

A CGD abraçou este desafio em novembro de 2011 e desde então o número de interessados excedeu as vagas previstas. Os 60 colaboradores-voluntários envolvidos, serão divididos por 60 turmas de diversas escolas em todo o país e terão impacto em mais de 1200 alunos com idades entre os 6 e os 18 anos.

Este projeto integra-se no âmbito das ações de Voluntariado que a Caixa promove junto dos seus colaboradores, e que em 2011, o Ano Europeu do Voluntariado, totalizaram mais de 33.000 horas de voluntariado.

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB
PUB
PUB