Probe.ly vence Caixa Empreender Award 2017

Com o prémio de 100 mil euros em investimento, a startup vai apoiar o lançamento e comercialização da sua ferramenta de segurança informática.

Caixa Empreender Award 2017: Probe.ly é a vencedora desta ediçãoA Probe.ly, ‘startup’ especializada na área da segurança informática, é a grande vencedora do Caixa Empreender Award 2017, que decorreu quinta-feira na Culturgest, em Lisboa. A empresa recebeu agora um investimento de 100 mil euros pela Caixa Capital, que irá aplicar sobretudo na sua entrada no mercado da segurança informática.

“Acabámos o produto e estamos agora a testá-lo. Vamos depois lançá-lo no mercado. Para isso precisamos de uma equipa de vendas que possa desenvolver a parte de negócio da Probe.ly. São os próximos passos e certamente que o financiamento da Caixa vai apoiar estes objetivos”, comentou Nuno Loureiro, CEO da Probe.ly ao Saldo Positivo, à margem do evento. O lançamento no mercado está previsto para “daqui a dois meses, aproximadamente”.

Lançada oficialmente em abril de 2016, a Probe.ly desenvolveu uma ferramenta vocacionada sobretudo para a segurança de ‘Apps’. Numa lógica SaaS (‘Software as a Service’), o produto será disponibilizado na Cloud, mediante subscrição. Em relação às soluções tradicionais de segurança informática, a abordagem da Probe.ly apresenta “um menor número de falsos positivos” e um melhor desempenho “em encontrar vulnerabilidades”, afirmou Nuno Loureiro durante o ‘pitch’ de apresentação da empresa, esta manhã.

Quer saber mais sobre a startup vencedora desta edição do Caixa Empreender Award? Leia o artigo “Probe.ly: A ‘startup’ que zela pela segurança informática”.

 

Quem foram os finalistas?

O Caixa Empreender Award apresenta, todos os anos, as ‘startups’ mais promissoras do ecossistema nacional. Os finalistas são, por isso, selecionados a partir dos programas de aceleração portugueses mais relevantes. Vencedora da última edição do Lisbon Challenge, da Beta-i, a Probe.ly já tinha recebido, neste âmbito, 75 mil euros de investimento da Caixa Capital. A ‘startup’ arrecada agora os 100 mil euros adicionais do Caixa Empreender Award ao destacar-se das restantes empresas finalistas – KIDE (Startup Braga), UpHill (ANJE), Faarm (Startup Lisboa), Eat Tasty (Lisbon Challenge, Beta-i), DART (Act By COTEC) e NeuroPsyCAD (Act By COTEC). Leia também o artigo “Caixa Empreender Award 2017: Conheça as startups finalistas”.

 

Caixa Empreender Award: Um dia a celebrar o empreendedorismo

Mais do que uma entrega de prémios, o Caixa Empreender Award marcou um dia dedicado ao empreendedorismo nacional. Além dos ‘pitches’ das empresas finalistas, o evento incluiu apresentações de outras ‘startups’, workshops e mesas-redondas com incubadoras, aceleradores e outros parceiros.

Ao todo, estiveram presentes mais de 50 ‘startups’, de um total de mais de 800 participantes. No encerramento do evento, o CEO da Caixa Geral de Depósitos, Paulo Macedo, sublinhou que o Caixa Empreender Award 2017 “celebrou a vitalidade do ecossistema português de empreendedorismo, na sua vertente mais tecnológica”.

 

Leia também:

Startups: 8 programas de aceleração de Norte a Sul

Como se cria um modelo de negócio?

Dicas para ter sucesso num programa de aceleração

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB
PUB
PUB