Universitários: Seis passos para organizar as suas contas

Se está a estudar longe de casa, aqui ficam alguns conselhos para controlar os seus gastos de forma eficiente.

Estudantes UniversitáriosSetembro é o mês do regresso às aulas. Mas para muitos jovens é o mês em que têm que sair da casa que sempre conheceram para continuar os estudos. Esta mudança envolve algum tipo de organização e gestão de tempo e dinheiro, depois de saberem os resultados de colocação no ensino superior. Ficam aqui algumas dicas que podem melhorar a gestão de um orçamento de um estudante universitário.

 

1. Faça um orçamento

Pela primeira vez em toda a sua vida, o estudante vai viver sozinho e sem alguém que lhe controle os gastos. No tempo que corre, a palavra “poupar” está na boca de todos. Por isso, de forma a que possa ter uma experiência completa da vida universitária deve primeiro que tudo equilibrar as suas contas. O primeiro passo é saber qual o valor total que tem disponível para o mês. De seguida, deverá começar a planear quanto pretende gastar em habitação, comida, transportes e lazer. Desta forma, será mais fácil conhecer as suas despesas fixas e despesas variáveis.

 

2. Procure soluções para aumentar o seu orçamento

Se precisar de uma ajuda extra ao seu orçamento poderá recorrer às bolsas de estudo, tendo uma redução no valor das propinas. Contudo, as regras de acesso para as bolsas de estudo estão mais apertadas. Se não tiver direito, poderá sempre recorrer ao gabinete de apoio ao aluno da sua universidade e informar-se sobre se ele terá ofertas de emprego dentro da própria para os seus estudantes. Se necessitar de uma maior ajuda financeira, poderá sempre recorrer às soluções de financiamento à formação profissional, disponibilizado por vários bancos.

 

3. Procure quarto

A procura de quarto é uma escolha importante. Existem algumas páginas que ajudam os estudantes na procura de quarto para residirem como a “Uniplaces” e até a secção de classificados de imóveis do OLX. Para procurar um quarto, convém sempre ter em conta a distância à universidade, transportes e serviços importantes nas proximidades, como o supermercado ou a farmácia. Ao fazê-lo deverá também informar-se se as despesas, como a água, luz e gás, estão incluídas. Se não estiverem incluídas no valor do aluguer, convém todos os meses enviar para os distribuidores os valores corretos das contagens para ter a certeza que paga aquilo que consome, prevenindo os arredondamentos nas contas.

Continue a ler o artigo nas páginas seguintes: 1 2 | Ver artigo Completo

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB