Glossário da Poupança: Conheça os termos-chave

Conheça os termos mais comuns quando se fala de poupança. Veja como pode poupar e manter as finanças saudáveis.

glossarioartigocorreto

Glossário da Poupança

No Mês Especial da Poupança, o Saldo Positivo preparou um dicionário com os conceitos mais importantes relacionados com a poupança. Fique a par do seu  impact na gestão do seu dinheiro.

 

Ações

São ativos financeiros que representam os direitos de propriedade sobre uma sociedade. Os detentores de ações têm direito a uma participação nos lucros das empresas e uma parte dos fundos próprios em caso de liquidação.

Certificados de aforro

São instrumentos de dívida pública criados com o objetivo de captar a poupança das famílias. São colocados diretamente junto dos aforradores e têm montantes de subscrição reduzidos.

Conta à ordem

É uma solução financeira disponibilizada pelos Bancos para que os seus clientes depositem o seu dinheiro, com flexibilidade nas movimentações e maior comodidade nos pagamentos do seu dia-a-dia.

Conta poupança

É uma modalidade de depósito a prazo que permite mobilidade antecipada em qualquer momento. As contas poupança possibilitam o aumento do capital aplicado a qualquer altura através de entregas programadas ou pontuais de capital.

Despesas

São saídas de recursos financeiros de uma empresa, organização ou mesmo do orçamento de uma família. Alguns exemplos de despesas familiares são os salários, a conta da água, luz, telefone, os impostos entre outros.

Depósitos a prazo

É um produto bancário que pressupõe a entrega de fundos a uma instituição de crédito, que fica obrigada a restituí-los no final do período acordado e ao pagamento de juros.

Endividamento

É um indicador de saúde financeira que mede quanto uma empresa ou um agregado familiar tem em dívida sobre o seu património e ativos.

Fundo de emergência

É uma almofada financeira que vai assegurar a manutenção da qualidade de vida familiar em caso de qualquer emergência.

Fundos de investimento

É uma carteira detida por vários investidores que aplicam em comum o seu dinheiro em ações, obrigações, depósitos e em outros tipos de ativos. O conjunto do seu património é gerido por uma equipa de especialistas.

Investimento

É o capital que se aplica com o intuito de obter rendimentos a prazo.

Inflação

É o aumento geral dos preços dos bens e serviços num determinado período.

Juros simples

São os juros calculados com base no capital inicial. É relativo a um determinado período de tempo e corresponde ao capital a multiplicar pelo valor da taxa de juro nesse mesmo período.

Juros compostos

É a adição dos juros vencidos ao capital inicial, gerando maiores juros no futuro.

Mesada

Trata-se do valor que os adultos dão às crianças todos os meses de forma a ensiná-las a gerir o seu dinheiro.

Orçamento familiar

É uma espécie de mapa de gestão das finanças pessoais que permite a uma família controlar melhor o dinheiro e planear o futuro. Neste mapa são identificados todos os rendimentos e despesas do agregado.

Plano Poupança Reforma

São instrumentos financeiros de longo prazo, cujo objetivo é funcionar como um complemento à pensão.

Poupança

É a parcela de dinheiro que não gastamos e que guardamos para usar no futuro.

Seguros de capitalização

São produtos financeiros destinados à poupança, que garantem, ou não, o capital investido, ao fim determinado período. Trata-se de aplicações aconselhadas para quem gosta de investir no longo prazo, sendo que o valor mínimo recomendado é, geralmente, de oito anos.

Sobre-endividamento

Acontece quando o devedor está impossibilitado de proceder ao pagamento de uma ou mais dívidas, pois o montante total de créditos contraídos é superior ao rendimento mensal.

Taxa de esforço

É a proporção do rendimento de um agregado familiar destinado ao pagamento das prestações de créditos que tenham sido contraídos.

Taxa de poupança

Calcula a parte do rendimento disponível que não é utilizado em consumo final, sendo calculada através do rácio entre a poupança bruta e o rendimento disponível, ajustada com a variação da participação líquida das famílias nos fundos de pensões.

 

Leia também os seguintes artigos:

 

Minimalismo: Como funciona o movimento que ajuda a poupar

Seis dicas ‘low cost’ para renovar a sua casa

10 sites para gerir melhor as suas despesas 

Como fazer dinheiro com o seu guarda-roupa?

Cinco formas de aumentar a sua poupança

 

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB