IRS de 2016: Conheça todas as deduções a que tem direito

Sabia que já pode consultar todas as despesas que dão origem a deduções no IRS de 2016? Tem até ao dia 15 de março para reclamar.

IRS de 2016A página do Portal das Finanças, para consultar todas deduções relativas às despesas de 2016, que dão direito a deduções, já está ‘online’. Nesta página pessoal encontra as despesas que foram comunicadas à Autoridade Tributária e Aduaneira (AT) nos prazos legais, com número de contribuinte, bem como as percentagens e limites legais gerais considerados individualmente, para o IRS de 2016. Poderá também verificar os valores finais apurados pelo Fisco, incluindo aqueles que não apareceram no portal do E-fatura. É o caso das despesas com taxas moderadoras, consultas no centro de saúde, exames realizados, rendas da casa, juros do crédito à habitação, propinas da universidade e despesas realizadas com seguros de saúde.

Ao contrário do que acontecia no E-fatura, nesta página não será possível validar, acrescentar informação ou inserir faturas manualmente. Será, no entanto, agora a altura para verificar todas despesas, incluindo as que faltavam no E-fatura, como as que foram acima referidas, uma vez que esta será a informação que vai constar no pré-preenchimento da declaração de IRS de 2016, cuja entrega começa em abril de 2017.

Ou seja, deverá pegar em todas as faturas e recibos das despesas realizadas ao longo de 2016, dividi-las pelas respetivas categorias, fazer as contas e conferir se as suas contas estão em sintonia com as do Fisco. Se houver alguma divergência, guarde todas as faturas e recibos, pois ainda poderá optar por colocar as despesas manualmente durante a declaração de IRS.

 

Atenção: Pode reclamar de algumas faturas

Como já foi acima referido, poderá recusar as informações pré-preenchidas pelo Fisco e optar por colocar algumas despesas manualmente, quando estiver a entregar a declaração de IRS, através do Anexo H. Mas este documento apenas permite a inserção de despesas de saúde, formação e educação, encargos com imóveis destinados a habitação permanente e os encargos com lares. Não poderá, por exemplo, colocar manualmente as despesas relativas a despesas gerais familiares ou deduções pela exigência de fatura.

Assim, se, ao comparar a informação que consta neste portal e os documentos que tem em sua posse, houver alguma divergência no que diz respeito a estas duas categorias de despesas (gerais familiares e deduções pela exigência de fatura), deverá apresentar uma reclamação à AT, entre 1 e 15 de março. Este passo é muito importante, porque não poderá fazê-lo durante a declaração de IRS. Saiba como apresentar uma reclamação

 

Passo a passo: como aceder a esta página

1. Para aceder a esta nova página, terá de entrar  primeiro no Portal das Finanças e clicar na área “Declaração de IRS Entregar / Consultar comprovativo”.

PF1

 

2. Deverá inserir a sua senha de acesso ao Portal das Finanças. Após este passo, os contribuintes entram numa área onde estão as despesas relativas ao ano de 2016. Aqui aparecem as despesas agrupadas por tipo de dedução à coleta: despesas gerais familiares; despesas de saúde e com seguros de saúde, despesas de formação e educação; encargos com imóveis; encargos com lares e a dedução pela exigência de fatura (benefício fiscal do IVA). Ao lado de cada categoria aparece o valor total de despesas efetuadas com número de contribuinte. Por baixo, numa pequena barra, aparece o valor que efetivamente o contribuinte terá direito, em termos de dedução pelas despesas, realizadas naquela categoria. Para saber mais sobre cada categoria, deverá clicar em “Ver detalhes”.

pf2

 

3. Em cada uma das categorias é possível verificar quais foram as faturas que foram contabilizadas pelo Fisco para o apuramento das deduções. Para isso, o contribuinte deverá clicar na opção “ver detalhes” e selecionar a escolha “Ver mais”.

 

PF33

 

4. Se carregou em “Ver mais”,  poderá ver  a listagem de todas as despesas que  o  Fisco teve em consideração para apurar os valores finais das suas deduções. Verifique, agora, se está tudo em consonância com  os seus documentos.

PF3

 

Leia também:

Cinco novidades na declaração de IRS de 2017

O prazo para validar faturas de 2016 terminou. E agora?

Tem dúvidas sobre impostos? Três formas de contactar o Fisco

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB