“Para poupar é necessária evolução económica positiva”

Para o líder da APS, a perceção de que o Estado Social podia resolver todos os problemas foi um dos factores que levou à perda de hábitos de aforro....

É possível traçar-se o perfil do investidor português que aplica as suas poupanças em produtos de investimento sob a forma de seguro?

Em 2011 a APS promoveu a realização de um Estudo sobre a Poupança em Portugal elaborado pelo Núcleo de Investigação em Politicas Económicas da Universidade do Minho. Um dos aspetos que se pretendeu caracterizar foi exatamente o perfil das famílias que adquirem produtos de seguros.

Os resultados então analisados sugerem que um maior rendimento está associado a uma maior probabilidade de adquirir um seguro: um acréscimo de 1.000 euros no rendimento da família, em média, está associado a um aumento de 0,7 pp na probabilidade de adquirir um seguro.

Em relação à composição do agregado familiar as famílias representadas por uma mulher têm uma menor probabilidade de adquirir seguros. O facto de o agregado familiar ter filhos leva a um aumento da probabilidade de adquirir um seguro. Observamos também que agregados de maior dimensão têm uma maior probabilidade de adquirir um seguro.

Tendo por base os representantes da família com idades entre os 45 e os 64 anos, observamos que todos os outros níveis etários apresentam uma menor probabilidade de adquirir um seguro. Em relação à escolaridade, os resultados apontam para que a probabilidade de observar poupança negativa da família, aumenta com a escolaridade. Em relação à participação no mercado de trabalho destaca-se o facto de a probabilidade de adquirir um seguro por um trabalhador por contra de outrem e por conta própria não serem significativamente diferentes e, por outro lado, constata-se que os reformados poupam mais do que os trabalhadores no ativo.

Finalmente, analisando a localização dos agregados familiares, foi possível concluir que a maior as Ilhas, Alentejo e região Centro poupam mais do que Lisboa.

 

Uma das medidas do projeto sobre a Reforma do IRS prevê o alargamento do tratamento fiscal que é dado aos seguros de capitalização a outros produtos de poupança de longo prazo, como é o caso dos depósitos a prazo. Como é que a APS vê esta medida?

A APS vê como positiva a reforma do IRS que prevê o alargamento do tratamento fiscal que é dado aos seguros de capitalização a outros de poupança de longo prazo. Produtos semelhantes devem ter enquadramento fiscal semelhante, isto é, garantir o princípio de equidade fiscal. O que nos preocupa e não estamos de acordo é com iniciativas que prejudiquem retroativamente o aforrador dos produtos de longo prazo. São um violento soco no estômago para quem se esforça por poupar e por contribuir para o desenvolvimento económico e social do país.

 

Bilhete de Identidade

Pedro Seixas Vale é licenciado em Economia, pela Universidade do Porto e é desde 2008 presidente da Associação Portuguesa de Seguradores. Tem um longo percurso profissional ligado ao sector segurador. A sua carreira nesta área começou em 1974. Foi membro de administração de diversas empresas de seguros (Mundial/Confiança, Grupo Bonança e Allianz Portugal).

 

Veja todos os artigos que fazem parte do Especial Mês da Poupança 2014:

– Saiba como algumas emoções podem arruinar as poupanças

– Como renovar a sua casa sem gastar muito dinheiro 

– Como calcular os juros das suas poupanças?

–  Entrevista: “A poupança não deve ser uma medida de SOS”

– 10 Dicas para poupar… com as crianças

– Quatro bloggers, quatro conselhos de poupança

 – Teste: Descubra se é uma pessoa poupada ou gastadora?

– Entrevista- “Não é possível o Estado continuar a tomar conta de nós”

– 10 Dicas para poupar… em casa

– Seis programas de televisão que ajudam a poupar

– Infografia – Como poupar nas compras de supermercado

– Entrevista: “A crise obrigou-nos a ter comportamentos mais inteligentes”

– 10 Dicas para poupar… com os transportes

– 10 Ditados que incentivam a boa gestão das poupanças

– Teste: Saiba qual é o seu perfil de investidor?

– 10 Dicas para poupar… na empresa

Continue a ler o artigo nas páginas seguintes: 1 2 3 4 | Ver artigo Completo

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB