Como candidatar-se ao Reabilitar para Arrendar sem erros

O programa reabilitar para arrendar já abriu inscrições. Saiba como apresentar uma candidatura sem apresentar erros.

Publicado em: Casa Particulares Poupar

reab1Segundo números avançados pelo Dinheiro Vivo, apenas quatro dias após ter aberto as candidaturas a particulares, o programa Reabilitar para Arrendar – que financia a reabilitação de imóveis com condições vantajosas – já tinha recebido 144 candidaturas, das quais apenas cinco estavam completas (ou seja, que reuniram toda a documentação exigida). Leia o artigo: Quer reabilitar um imóvel? Conheça os apoios do Estado

O processo de candidatura é composto por duas fases: uma primeira fase de pré-candidatura, realizada através do Portal da Habitação, em que terá de fornecer alguns dados e documentos (cópia simplificada do registo predial do imóvel, cadernetas prediais de cada uma das partes que constituem o edifício e quatro fotografias do imóvel), para aferir se o imóvel está elegível. Na segunda fase, irá candidatar-se ao empréstimo, que visa determinar o montante e condições desse mesmo empréstimo. Leia o artigo: Reabilitação urbana dá isenção do IMI: Saiba como obtê-la

O Saldo Positivo consultou o Instituto da Habitação e Reabilitação Urbana (IHRU), para saber o que é necessário para fazer uma candidatura com sucesso.

 

Pré-candidatura passo-a-passo

1º passo: Realizar a simulação

Segundo o IHRU, fazer uma simulação antes de preencher o formulário da pré-candidatura é um passo importante, que não pode ser dispensado. Aquando da realização da simulação ser-lhe-á atribuído um código e o documento da simulação, que são indispensáveis para a conclusão e submissão do formulário da pré-candidatura.

2º passo: Obter o código e documento da simulação

Para obter o código e o documento da simulação, deve seguir os seguintes passos: depois de realizar a simulação, deve pressionar o botão “guardar” e imprimir a simulação. De seguida copie o código da simulação (está no final do segundo parágrafo) e clicar em “ver documento da simulação” para consultar o PDF – que deverá guardar no computador, para pode anexar na fase final da pré-candidatura.

3º passo: Preencher o formulário da pré-candidatura

Se já tiver dado início ao preenchimento do formulário da fase de pré-candidatura, deverá terminar, sem esquecer todos os campos obrigatórios. Depois de estar devidamente preenchido, basta pressionar o botão “Seguinte” no final, para submeter o pedido, e recebe um email com todas as respostas dadas. Leia o artigo: Reabilitação urbana dá isenção do IMI: Saiba como obtê-la

 

Não se esqueça de…

Preencher todos os campos obrigatórios, que se encontram assinalados com um asterisco (*).

 

A candidatura pode ser rejeitada?

Uma vez tendo apresentado a pré-candidatura, o IHRU irá analisar se esta está em sintonia com todos os requisitos do programa. Tenha em atenção que as pré-candidaturas podem rejeitadas em várias situações, nomeadamente se não tiverem sido bem preenchidas, não estiverem acompanhadas dos documentos necessários, se os edifícios não cumprirem os requisitos de acesso ou se o candidato não tiver a situação fiscal regularizada.

Se a pré-candidatura preencher todos os requisitos necessários, ser-lhe-á enviado um email com uma ligação que permitirá aceder ao formulário de candidatura para a segunda fase de análise da operação de crédito. Nesta segunda fase, a candidatura ainda pode ser rejeitada caso haja risco de incumprimento, se não tiver autorizações legais ou licenciamento para as obras, se o houver risco de atraso das obras, entre outros motivos. Leia o artigo: Tenho filhos. Como pedir um desconto no IMI ao meu município?

 

Quais as condições do empréstimo?

– Financiamento até 90% do investimento total nas obras de reabilitação;

– O período máximo de utilização desse valor são 12 meses após assinar contrato;

– Período de carência de capital que corresponde à duração da obra mais seis meses (nunca pode ser superior a 18 meses);

– Prazo máximo de reembolso são 180 meses (15 anos), depois de terminado o período de carência;

– Regime de taxa de juro fixa, que é definida no momento da aprovação da operação, mas que, neste momento, tem um valor base de 2,9%, de acordo com informação veiculada durante a apresentação no programa.

 

Leia também:

Cinco despesas obrigatórias dos senhorios

Faça você mesmo: Conheça 10 sites essenciais

Seis dicas ‘low cost’ para renovar a sua casa

Como consumir e vender eletricidade produzida em casa

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB