Quer estagiar lá fora? Saiba como concorrer ao Inov Contacto

Desde que começou, o Inov Contacto já integrou 4.466 jovens licenciados em estágios no estrangeiro. Saiba como concorrer.

inov1Estão abertas as candidaturas para a edição 2015/2016 do Inov Contacto – Estágios Internacionais para Jovens Quadros, uma oportunidade para jovens licenciados, que estejam desempregados, terem uma experiência de trabalho no estrangeiro. As candidaturas duram até setembro (consultar cronograma). Segundo números divulgados pela AICEP (Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal), entre 1997 e 2015, foram registadas 49.303 inscrições e 4.466 candidatos integrados em estágios.

Se está à procura de um estágio no estrangeiro, saiba o que é preciso e como poderá concorrer a este programa. Leia o artigo:  10 passos para transformar o seu estágio num emprego

 

O que é o INOV Contacto?

O INOV Contacto – Estágios Internacionais para Jovens Quadros é um projeto que visa apoiar a formação de jovens qualificados, dando-lhes experiência em contexto internacional. É uma iniciativa promovida, gerida e executada pela AICEP que conta com o apoio da União Europeia. Leia o artigo: Recém-licenciados: Como ter sucesso no primeiro emprego?

 

Quem sem pode candidatar?

Podem candidatar-se ao Inov Contacto jovens licenciados, até aos 29 anos, que sejam considerados NEET (não trabalham, nem estudam). É ainda obrigatório que sejam fluentes em português e inglês, assim como, preferencialmente, noutro idioma, como francês, alemão, espanhol ou mandarim. Devem dominar a informática na ótica do utilizador e ter disponibilidade para viver no estrangeiro. Têm de apresentar uma declaração, sob compromisso de honra, em como estão física e psicologicamente aptos para o exercício de funções profissionais, públicas ou privadas. É ainda condição para poderem concorrer a estes estágios terem a situação tributária e contributiva regularizada. Leia o artigo: Geração ‘nem, nem’: Como dar a volta à situação?

 

Como apresentar uma candidatura?

A formalização do pedido de estágio, pelos candidatos é feita através do preenchimento online da ficha de candidatura, que deve ir anexada com o currículo e certificado de habilitações. Após submeter a candidatura, deverá verificar se esta foi processada. Para tal, irá receber um email sobre como e quando deverá fazê-lo. Leia o artigo: Sete sites onde pode encontrar estágios

Refira-se que para a candidatura ser considerada válida, os currículos devem estar em modelo Europass. Saiba mais sobre este modelo aqui.

 

Como se processa a seleção?

O processo de candidatura e admissão ao INOV Contacto tem três etapas:

1.      Pré-seleção e seleção dos candidatos, com base na ficha de candidatura. Serão tidas em consideração: as áreas de formação, médias finais e estudos complementares, os conhecimentos linguísticos e informáticos, experiência profissional, os resultados dos testes de motivação de realização necessários para validação da candidatura.

2.      Recrutamento e seleção dos candidatos, através da prestação de provas de avaliação, assim como uma análise dos seus conhecimentos linguísticos. No que diz respeito às línguas faladas, será atribuída uma majoração, ou não, consoante tenha certificado a acompanhar. Leia o artigo: Como a linguagem corporal pode ajudá-lo numa entrevista

3.      Processo de ‘matching’, ou seja, conjugação do perfil dos candidatos selecionados com as qualificações pretendidas pelas empresas e organizações inscritas no programa. Os candidatos só integram definitivamente o Inov Contacto se existir a adequação do seu perfil às necessidades identificadas.

 

Qual a estrutura e duração do estágio?

O estágio tem uma duração que pode ir dos seis aos nove meses e é composto por três fases. A primeira fase, em Portugal, é um curso de práticas internacionais (campus) e tem lugar logo a seguir ao processo de ‘matching’. Esta fase é intensiva e de presença obrigatória, sendo que, só no final é que os estagiários saberão qual o país de destino e empresa que os irá acolher. Leia o artigo: Seis ideias para trabalhar a sua rede de contactos

A segunda fase é o estágio no estrangeiro, que inicia após o estágio em Portugal ou após a emissão de vistos ou outras formalidades, consoante o país de destino. A terceira fase é um seminário de encerramento e apoio à integração, inclui ainda uma avaliação conjunta sobre a edição e entrega de certificados com a respetiva avaliação final. Leia o artigo: Como obter um visto de trabalho no estrangeiro?

 

Quais os apoios recebidos?

Durante o estágio, o AICEP suporta alguns custos. Quando em Portugal, os estagiários recebem uma bolsa de formação de 838,44 euros (duas vezes o valor do IAS) e um seguro de acidentes de trabalho.

Na fase do estágio no estrangeiro, para além dos apoios acima referidos, ainda é concedido aos estagiários um subsídio de estadia de permanência no exterior, desde o dia da partida até ao último dia. Este subsídio está indexado à última atualização disponível do índice de custo de vida da ONU (consulte aqui). A viagem de ida e volta, por via aérea ou outro transporte, também está a cargo da AICEP, assim como um seguro de acidentes pessoais e de saúde (desde que seja um país com o qual Portugal não tenha acordo de cuidados de saúde recíprocos). O pagamento da bolsa e subsídio de estadia de permanência no exterior é feito mensalmente. Leia o artigo: Como o voluntariado pode ajudá-lo a encontrar emprego

 

Sucesso do Inov Contacto em números:

– Mais de 30% dos estagiários são convidados a ficar nas empresas / mercados e quase 65% aceita (2005-2014);

– 70% é a Taxa de Empregabilidade após o Inov Contacto, cerca de 60% em empresas nacionais;

– 48% mantêm-se nos mercados externos / 52% em Portugal;

– 85% dos estagiários confirmam aquisição e enriquecimento de competências;

– 97% valorizam a experiência cultural;

– 96% refere impulso da sua carreira internacional;

– Mais de 90% dos participantes considera a experiência muito positiva;

Fonte: AICEP

 

Leia também:

Três regras de ouro para procurar emprego

7 Dicas para controlar os níveis de stress no trabalho

Trabalhador-estudante: Como conciliar um emprego com os estudos?

Transforme a sua secretária no espaço de trabalho ideal

Dez empregos de verão para jovens

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB