Regras de ouro para poupar combustível

Saiba como poupar combustível, de forma a diminuir a despesa com o automóvel.

poupar combustível

Se conduz um automóvel a gasolina ou a gasóleo já deve ter sentido as diferenças no seu orçamento familiar. As contas para calcular o fardo nas suas contas são fáceis: se conduzir um automóvel com um depósito de 60 litros, movido a gasolina 95, está hoje a pagar mais 23 euros do que há dois anos, cada vez que enche o depósito. O equivalente a dizer que um condutor que faça 1000 quilómetros por mês gasta mais 23 euros com combustíveis agora do que gastava em 2009, quando os preços da gasolina rondavam os 1,180 euros por litro.

Para os condutores com carros a gasóleo o cenário é ainda mais penoso, segundo os dados divulgados pela Comissão Europeia, no Oil Bulletin. A diferença num depósito cheio ronda os 29 euros. A razão está nos preços. Com o petróleo a ultrapassar os 120 dólares no mercado londrino e a gasolina a subir aos 1,61 euros, faz-se história, infelizmente uma história infeliz para muitos condutores.

Não é de estranhar até que alguns países, como a Espanha, estejam a limitar a velocidade máxima nas suas auto-estradas para evitar consumos desmesurados de combustível que elevam a factura energética externa

Mudar de vida

Num momento de aperto das finanças de muitos portugueses, deve então colocar algumas questões à sua forma de vida:

  • Preciso mesmo de carro?
    Entre a sua casa e o trabalho existe, provavelmente, um transporte público. Se vive numa grande cidade um título mensal de transporte pode ficar bem mais barato que usar o seu veículo privado que, como no caso acima, poderá levar-lhe mais de 97 euros por mês.
  • Posso apanhar boleia?
    Se vive na mesma área de residência que alguns colegas de trabalho ou se os seus vizinhos e amigos trabalham numa zona de passagem na sua deslocação para o emprego, as boleias podem ser a solução. Poderá criar um esquema em que cada um leva o carro num dia e alivia não só despesas com combustível partilhando por todos, mas também as despesas de manutenção com a menor utilização do veículo.
  • Vale a pena comprar um carro económico?
    Se vai agora mudar de veículo, ter em conta a economia de combustível pode ser um passo inteligente. Pergunte a si mesmo se o carro eficiente cumpre as suas exigências familiares ao nível de espaço, comodidade, e outras variáveis dos veículos. Entre um carro que consome 4 litros aos 100 quilómetros e outro da mesma gama que consuma 6 litros pela mesma distância, a diferença actual de gastos num percurso de 1000 quilómetros ficaria em cerca de 32 euros.

Veja, na página do Autohoje, os carros mais económicos a gasóleo e a gasolina.

Regras preciosas

Se o veículo é indissociável da sua vida profissional ou familiar, então faça o máximo por abater a factura mensal com gasolina ou gasóleo. O projecto Eco-Condução Portugal, lançado pela ACAP – Associação Automóvel de Portugal, reúne um conjunto de atitudes na condução que permitem, segundo a informação disponibilizada, uma poupança superior a 300 euros em combustíveis por ano. Saiba quais são as regras de ouro da condução ecológica e económica:

  • Conduza por antecipação evitando travagens bruscas e acelerações desnecessárias
  • Opte por mudanças mais altas para baixar as rotações
  • Mantenha o pé suave no acelerador, acelerando e desacelerando moderadamente
  • Não deixe o carro ao ralenti
  • Não deixe o carro em ponto morto nas descidas e travagens. Mantenha sempre uma mudança engrenada.
  • Analise os seus consumos

Além destas regras de ouro, há algumas atitutes face ao seu carro que podem ajudar a reduzir a sua conta com combustível, bem como a aliviar o planeta, emitindo menos gases com efeito de estufa. Uma espécie de regras de prata, enumeradas pelo Eco-Condução e pelo Eco-Drive, o projecto europeu que agrega os vários projectos nacionais:

  • Modere ou desligue o ar condicionado
    Segundos as contas do EcoDrive, quando o ar está ligado para reduzir temperaturas acima dos 25 graus, o consumo de combustível sobe mais 20 por cento.
  • Retire os equipamentos que atrapalham a aerodinâmica do seu carro
    Um elemento simples como um suporte de esquis pode representar uma subida de 20 por cento no consumo de combustível a uma velocidade de 120 km/h.
  • Evite pesos desnecessários no carro, como bagagem esquecida na mala
    Um peso de 100 kg num carro de 1500 kg representa um consumo adicional de 6,7 por cento. Num ano, este fardo pode subir aos 100 euros.
  • Utilize os sistemas que o carro oferece
    Sistemas de navegação, cruise control ou computador de bordo são úteis para reduzir a pegada ecológica e os gastos na sua carteira.
  • Mantenha a pressão certa nos pneus
    Diminui o desgaste do pneu e permite poupança de combustível através do menor atrito.

4 respostas a “Regras de ouro para poupar combustível”

  1. Rui Silva

    Está muito bom este artigo.

    Responder
  2. João Martins

    Brevemente, com o crescimento das infra-estruturas de carregamento e subsequente diminuição do preço dos carros eléctricos, estes serão uma opção cada vez mais atraente.

    Responder
  3. Rui Augusto

    Uma outra dica: aderir à via verde. Principalmente se nos principais trajectos que se fizerem, se fica em filas muitas vezes. A não necessidade de travar e acelerar novamente, faz poupar algum combustível, e claro, tempo.

    Responder
  4. fernando aires

    não ultrapassar os 90KL hora

    Responder

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB