Regresso às aulas: 10 dicas para os pais

Saiba como preparar o regresso às aulas e o início do novo ano letivo da melhor forma possível.

dicas paisPara os pais com filhos em idade escolar, setembro é sinónimo de trabalho acrescido para preparar o regresso às aulas e o início do novo ano letivo da melhor forma possível. Sobretudo depois de um período de férias em que tanto os adultos como as crianças esqueceram as rotinas e as regras do dia-a-dia e aproveitaram ao máximo as férias em família, a transição entre agosto e setembro pode revelar-se um enorme desafio.

Mudança de escola, adaptação a novas rotinas e horários familiares, encomenda dos manuais escolares, compra do material, inscrição em várias atividades extracurriculares, tudo isto exige dos pais muita disponibilidade em termos de tempo e dinheiro, a que se somam ainda as responsabilidades profissionais que não podem ficar negligenciadas.

Para fazer face a todas estas solicitações que se impõem na agenda dos pais quando chega o mês de setembro é importante ter uma estratégia de planeamento do regresso às aulas bem delineada, para que os níveis de stress se mantenham no mínimo. Ter um plano de ação para a ‘rentrée’ escolar torna-se ainda mais fundamental quando o assunto é a gestão do orçamento familiar face às despesas associadas ao início do ano letivo.

Para que o regresso às aulas seja o mais tranquilo possível, siga estes 10 conselhos do Saldo Positivo para os pais.

 

1. Agende antecipadamente os ‘checkups’ médicos

Sobretudo para as crianças que iniciam o primeiro ano de escolaridade é importante fazer alguns ‘checkups’ médicos antes mesmo de iniciarem o ano letivo, nomeadamente ao nível dos olhos, ouvidos, nariz, garganta e dentes, para despistar qualquer problema que possa existir e deva ser tratado. Com a necessidade de se concentrarem na sala de aula e terem uma boa visão para o quadro, a consulta de oftalmologia ganha especial relevância. Se forem registados problemas de visão, a compra de uns óculos novos será mais uma despesa extra que deverá contabilizar. O mesmo acontece no dentista, caso seja preciso tratar alguma cárie ou colocar um aparelho de correção ortodôntica. Crie uma poupança para fazer face a este tipo de gastos inesperados.

 

2. Compre os manuais escolares aos melhores preços

À medida que as crianças crescem e avançam no ano de escolaridade, os manuais escolares assumem um peso cada vez maior nos gastos totais do regresso às aulas e o seu preço elevado é um motivo de preocupação para os pais. Se no primeiro ano os manuais escolares podem custar entre 35 e 40 euros, consoante a campanha de desconto aproveitada, por altura do 12º ano este valor pode ultrapassar os 250 euros.

Para fazer face a esta despesa os pais podem adotar várias estratégias: constituir uma poupança prévia para o efeito, pondo de lado parte do subsídio de férias, por exemplo, ou ir poupando um valor fixo mensalmente ao longo do ano; analisar todas as campanhas de desconto existentes para a compra de manuais escolares e escolher a mais vantajosa, entre os 10 e os 15% (tendo em atenção que muitas vezes parte do desconto não é direto mas sim em cartão); comprar livros em segunda mão em sites especializados (segundamao.net, grandesupermercado.pt, coisas.com ou olx.pt), ou obtê-los gratuitamente através dos bancos de trocas de livros escolares que fazem parte do movimento Reutilizar.

 

3. Envolva o seu filho na compra do material escolar

Para começar, crie um orçamento para o material escolar e estabeleça um teto máximo que não deverá ultrapassar. Converse com os seus filhos e explique o mais claramente possível que existe um limite a cumprir, mas que a escolha da mochila, dos cadernos, das canetas, entre outros artigos, se pode ajustar dentro desse valor. Ou seja, tente dar algumas opções ao seu filho: se quiser ter uma mochila mais cara, deverá escolher umas canetas mais básicas e baratas. Desta forma, consegue ir ao encontro dos desejos das crianças sem comprometer o orçamento da família. “Leve-o às compras Aproveite as brochuras do supermercado e veja com ele o que ele gostaria de ter. Diga que tem um ‘budget’ e que por isso é importante que possam encontrar as coisas dentro desse valor”, aconselha Magda Dias, ‘coach’ parental e autora do site Parentalidade Positiva.

Outra dica importante passa por verificar se existe algum material que sobrou do ano passado e que pode ser aproveitado, e também estar atento às promoções das grandes superfícies, que nesta altura do ano lançam promoções com preços muito competitivos. Esteja atento às marcas brancas e aos ‘packs’ de material escolar ‘low cost’ à venda nos supermercados.

 

4. Reintroduza gradualmente os horários de deitar e levantar

Que atire a primeira pedra quem nunca se sentiu com uma espécie de ‘jet lag’ na primeira semana de regresso ao trabalho após as férias. Com as crianças a situação não é muito diferente, já que durante as férias o relógio fica esquecido e os momentos de adormecer e acordar ficam por norma adiados para horários mais tardios. Tendo em conta que esta “reprogramação” dos ciclos de sono não se faz do dia para a noite, é conveniente que na semana antes do início das aulas comece a adaptar gradualmente os seus filhos aos novos horários de setembro. O mesmo é válido para os horários das refeições.

Para manhãs mais calmas e sem correrias, Magda Dias aconselha a programar o despertador dos pais para mais cedo e, a partir do 1º ano de escolaridade, ter um despertador também para os filhos, a que se pode somar um quadro com imagens das tarefas da manha (vestir, tomar o pequeno-almoço, calçar os sapatos, etc.).

 

5. Visite a escola nova com o seu filho

Se este ano o regresso às aulas implica também uma mudança de escola, uma boa forma de atenuar a ansiedade, tanto das crianças como dos pais, é agendar uma visita prévia à escola para reconhecimento do espaço: salas de aula, cacifos, refeitório, ginásio, entre outros espaços escolares. A solução é simples e atenua o medo do desconhecido. Tente também conhecer e falar com a futura professora.

Continue a ler o artigo nas páginas seguintes: 1 2 | Ver artigo Completo

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB