Saiba como ter um currículo vencedor em 2014

Procura emprego? Conheça os conselhos e as dicas dos recrutadores para construir um currículo à prova de falhas.

Vale a pena apostar num currículo original?

Quando se trata de procurar emprego, nem sempre a originalidade compensa, avisa António Costa, da Randstad. Dependendo da função, ter um currículo original “é um risco que pode ou não ser valorizado”. Mas se estiver a candidatar-se a um emprego que exige criatividade, a aposta num formato diferente para o currículo poderá ser a melhor forma de manifestar essa característica. Em caso de dúvida, não arrisque, recomenda António Costa: “A diferenciação do candidato deve estar mais no conteúdo do que na forma”. João Araújo, da Ray Human Capital, também deixa o alerta: “Originalidade não deve ser confundida com extravagância: utilize as ferramentas disponíveis para se destacar e diferenciar mas lembre-se que o currículo é um documento de trabalho”.

Isabel Meireles, do Grupo Egor, também é cautelosa no que diz respeito a formatos de currículo muito inovadores. “O melhor é não complicar e optar por um currículo tradicional”.

Por seu lado, Miguel Almeida, da Kelly Search & Selection, contrapõe defendendo que “um currículo digital poderá destacar o candidato na multidão, em especial num mercado de trabalho extremamente competitivo”. O especialista em recrutamento recomenda o uso de ferramentas online (como o vizualize.me) que permitem “dar vida ao seu antigo currículo em papel recorrendo à utilização de imagens e ícones”.

 

O que não pode faltar num currículo vencedor?

Coerência da informação, forma como está estruturado e como passa a mensagem. Na opinião de António Costa, da Randstad, estas são as características mais importantes de um currículo. É de evitar dizer no currículo que são pessoas responsáveis e com espírito de equipa. “Só dizê-lo não chega. É preciso exemplificar e, acima de tudo, ver o anúncio de emprego como uma série de perguntas a que se respondem de forma completa e objetiva”, recomenda. João Araújo, da Ray Human Capital, privilegia o conteúdo de um currículo face à forma como ele é apresentado. “Por muito original, estético e estruturado que um currículo seja, não deve descurar o essencial. Mas se encontrar um compromisso entre a coerência de conteúdo e o seu modo de visualização pode estar perto de ter o currículo perfeito”.

 

Dicas para o seu currículo se destacar

De acordo com os especialistas ouvidos pelo Saldo Positivo, aqui ficam os principais conselhos:

  • Ter o currículo disponível ‘online’;
  • Não ultrapassar as duas páginas;
  • Ser objetivo, sucinto, apelativo;
  • Não listar cargos muito elaborados ou ‘soft skills’;
  • Destacar os pontos fortes do candidato;
  • Contar uma história de forma apelativa e fidedigna;
  • Cor e fotografias podem ser mais-valias;

 

Responder às questões dos recrutadores:
– “O que pode fazer por mim?”

– “É um colaborador valioso?”

– “Tem as competências necessárias?”

– “Possui experiência relevante?”

– “Possui as habilitações literárias e os diplomas adequados?”

– “O que o torna único?”

 

Leia também os seguintes artigos:

– 10 Dicas para procurar emprego de forma eficaz

– Oito dicas para fintar a timidez numa entrevista de emprego

– Sete regras de ouro para arrasar numa entrevista de emprego

– Conheça o novo apoio para desempregados sem subsídio

– 10 Questões sobre o subsídio de desemprego

Continue a ler o artigo nas páginas seguintes: 1 2 | Ver artigo Completo

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB