Saiba o que fazer para pagar menos IRS

Falta pouco tempo para recolher todas as faturas possíveis para abater no seu IRS. Saiba quais são as despesas que o Fisco aceita.

IRS 2015Com o fim do ano a aproximar-se, o tempo que os contribuintes têm para poder reunir todas as faturas relativas a despesas que serão dedutíveis na próxima declaração de IRS – relativa aos rendimentos de 2014 – começa a esgotar-se. Face ao ano passado são poucas as alterações a salientar. No total, os contribuintes além de usufruírem de uma dedução pessoal poderão ainda obter um valor máximo de deduções à coleta no valor de 1.250 euros (acrescido de 10% por cada filho). E se fizerem aplicações com benefícios fiscais associados poderão ainda abater até 100 euros no seu IRS. Conheça então as despesas que pode apresentar para pagar menos imposto:

 

1. Educação

Neste campo não há alterações a destacar face ao ano passado. Ou seja, os contribuintes poderão deduzir 30% das despesas com a educação e formação profissional até a um limite de 760 euros. Nos casos das famílias com três ou mais dependentes, a este valor é ainda acrescentado um montante de 142,5 euros por cada dependente. Neste campo são aceites, entre outras, as despesas relativas a: inscrição e pagamento de propinas ou mensalidades referentes a jardins-de-infância, escolas do ensino básico, secundário ou superior (sejam eles públicos ou privados, desde que estejam integrados no Sistema Nacional de Educação); livros e material escolar; explicações (desde que sejam comprovadas por recibo do explicador); pagamentos relativos ao ensino de línguas ou música (em estabelecimentos de ensino reconhecidos e integrados no Sistema Nacional de Educação).

 

2. Saúde

No total, os contribuintes poderão deduzir no máximo 10% das despesas de saúde até a um valor máximo de 838,44 euros. No entanto, para este efeito são apenas aceites as despesas de saúde isentas de IVA ou sujeitas à taxa reduzida de IVA de 6%. Se estiverem em causa despesas de saúde com uma taxa de IVA superior, o Fisco também as aceita, no entanto, nestes casos as despesas têm de ser justificadas com receita médica e os limites aceites são inferiores (até a um valor máximo de 65 euros).

 

3. Habitação

Quem vive numa casa arrendada vai ver poder deduzir 15% das rendas pagas até ao limite máximo de 502 euros, desde que o contrato tenha sido celebrado ao abrigo do Novo Regime de Arrendamento Urbano (NRAU) ou do Regime de Arrendamento Urbano (RAU). Já quem tem crédito à habitação (cujo contrato foi celebrado até 31 de dezembro de 2011) continua a poder deduzir 15% dos juros suportados com o crédito até a um valor máximo de 296 euros.

Continue a ler o artigo nas páginas seguintes: 1 2 3 | Ver artigo Completo

5 respostas a “Saiba o que fazer para pagar menos IRS”

  1. jose luis monteiro ribeiro

    Gosto da ideia, porque me ajuda a preencher o IRS.

    Responder
  2. Nema Godinho

    Aqui fica uma dica: o prazo de 15-02-2014 é só para facturas do ano de 2014, de restauração, cabeleireiros etc, logo tem a ver com o IVA. Todo o restante procedimento é como no ano anterior. Valeu a dica?

    Responder
  3. Claudia

    Sabem onde posso ver a lista de escolas integradas so Sistema Nacional de Educação, o site do MEC não tem qualquer informação. Obg

    Responder
  4. Carlos Teixeira

    Posso incluir na declaração as despesas inerentes a àgua, luz, telefone, etc… ?? Obrigado.

    Responder
  5. a.pereira

    Foi o sistema mais completo para preenchimento do IRS que encontrei atá à data…

    Responder

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB