Seguros de capitalização: como funcionam?

Os seguros de capitalização são um investimento com benefícios fiscais, com um funcionamento semelhante aos fundos de investimento.

Os seguros de capitalização funcionam de uma forma semelhante a um fundo de investimento, mas com algumas diferenças, que são essencialmente fiscais.

Use o seu plano de capitalização de poupanças conforme os seus objectivos
Use o seu plano de capitalização de poupanças conforme os seus objectivos

Em termos práticos, um seguro de capitalização não é mais do que um plano de capitalização de poupanças que pode ser utilizado conforme os seus objectivos e estilo de investimento. Há seguros de capitalização mais agressivos, que investem parte importante do seu capital em acções e seguros mais defensivos que apostam em obrigações.

Uma vez que são comercializados sob a forma de um seguro, é-lhes aplicada a mesma fiscalidade dos seguros de vida. Ou seja, uma tributação reduzida de rendimentos, podendo chegar aos oito por cento ao fim de oito anos, bem como a dedução à colecta no IRS. Enquanto que na maioria dos produtos financeiros existe uma tributação de 20 por cento sobre os rendimentos obtidos, no caso dos seguros de capitalização a tributação diminui ao longo do tempo do investimento (20 por cento até ao quinto ano de investimento, 16 por cento do quinto ao oitavo ano e oito por cento após o oitavo ano de investimento). Esta condição verifica-se desde que no mínimo 35 por cento dos valores investidos nos contratos sejam efectuados durante a primeira metade do período de investimento.

Tal como nos fundos, aqui também existem comissões de subscrição, gestão e resgate, que devem ser cuidadosamente analisadas antes de investir.

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB