Seguros para animais: Como proteger o seu melhor amigo

Se tem um cão ou um gato descubra os tipos de seguros que existem para os animais de estimação e conheça as coberturas.

Seguros- ArtigoPara muitas famílias, um cão ou um gato, não é apenas um mero animal de estimação: é também uma companhia, um amigo ou mesmo um membro da família. E como tal, os animais inspiram os mesmos cuidados e atenções que qualquer outro membro do agregado familiar beneficia. A pensar nisso, muitas seguradoras têm desenvolvido seguros específicos dirigidos a este público-alvo. Saiba como funcionam e quanto custam. Tem animais de estimação? Atenção às novas obrigações legais

Seguro de responsabilidade civil

O que é? E o que cobre?

Os seguros mais simples e básicos são os de responsabilidade civil. Neste caso, a apólice serve para pagar os danos causados pelo seu animal de estimação a terceiros. Imagine que o seu cão é irrequieto e parte um objecto de valor ou destrói um sofá de um vizinho ou familiar. Nesta situação, poderá acionar a apólice de responsabilidade civil e será a seguradora a pagar os danos causados.

 

Quanto custa?

Segundo uma análise feita pela Deco Proteste em 2015, o seguro de responsabilidade civil para animais domésticos tem um custo anual médio que ronda os 40 euros por ano.

 

Cuidado com as duplicações de coberturas:

Antes de se deslocar a uma seguradora para subscrever uma apólice desta natureza verifique que não tem já na sua carteira de seguros esta cobertura. Recorde-se que o seguro de responsabilidade civil familiar – que está incluído em muitos seguros multirriscos, associados ao crédito à habitação – cobre os danos causados não só por qualquer membro da família mas também por empregados domésticos e também pelos animais de estimação. Por isso mesmo, se já tiver esta cobertura num dos seus seguros não compensa subscrever uma nova apólice.

 

Atenção:

Se seu o animal de estimação for um cão que pertence a uma das sete raças consideradas como perigosas, terá de fazer obrigatoriamente um seguro de responsabilidade civil para ele com um capital mínimo de 50 mil euros. As raças de cães classificadas como perigosas são as seguintes: fila brasileiro; dogue argentino; pit bull terrier; rottweiller; staffordshire terrier americano; staffordshire bull terrier e tosa inu.

 

Seguros para animais mais completos

O que são?

A maioria das seguradoras comercializa seguros mais completos para os animais de estimação, onde além de preverem a cobertura de responsabilidade civil incluem também as despesas com veterinários e com medicamentos.

 

Quais as coberturas?

As coberturas destas apólices mais completas variam de seguradora para seguradora. Mas regra geral incluem: responsabilidade civil; protecção jurídica no caso da ocorrência de processos judiciais que envolvam o seu animal de estimação; despesas com veterinários, intervenções cirúrgicas e medicamentos; guarda do animal seguro no canil ou gatil, em caso de hospitalização do segurado; auxílio na localização do animal perdido, entre outras.

 

Quanto custam?

Mais uma vez, os valores a pagar variam de seguradora para seguradora, consoante as coberturas que cada apólice prevê e de acordo com os capitais segurados (que podem variar bastante). Muitas seguradoras prevêem três ou mais ofertas, com diferentes níveis de coberturas. Mas segundo a Deco os prémios anuais destas apólices – que unem a cobertura de responsabilidade civil à assistência à saúde do animal de estimação – rondam os 120 euros por ano.

Um ponto importante: Os valores dos prémios podem variar consoante o animal de estimação em causa seja um cão ou um gato.

 

O que deve prestar atenção:

– Estes seguros não são vitalícios: quando o animal de estimação atinge uma determinada idade (Ex: nove ou 10 anos) algumas seguradoras terminam o seguro. Outras companhias a partir de uma determinada idade do animal deixam de cobrir algumas coberturas da apólice.

– A forma como é feito o pagamento de despesas de saúde do animal de estimação pode variar de seguradora para seguradora. Algumas companhias, por exemplo, prevêem um ‘plafond’ anual para o reembolso de despesas relacionadas com assistência veterinária e medicamentosa ao animal. Podendo o consumidor escolher livremente a clínica veterinária onde quer que o seu animal seja atendido. Sendo que nestas situações são habitualmente cobradas franquias.

Outras seguradoras trabalham com uma rede convencionada de veterinários e de prestadores de produtos e serviços (com preços convencionados) à qual o segurado pode recorrer. Antes de subscrever um seguro verifique qual é o sistema mais vantajoso para o seu caso.

– Em algumas situações pode também haver períodos de carência para determinadas coberturas. Por isso mesmo, antes de celebrar um seguro informe-se sobre todas as condições da apólice.

Dica: Como poupar nos cuidados de saúde do seu animal?

Se não tem possibilidades financeiras para subscrever um seguro para o seu animal de estimação, nem para suportar as despesas regulares com um veterinário, existem outras alternativas que poderá ter em conta para salvaguardar a saúde do seu animal. Poderá, por exemplo, recorrer à União Zoófila onde são dadas consultas por valores mais reduzidos. E pode também recorrer aos hospitais ligados às faculdades de medicina veterinária que têm preços um pouco mais baixos face aos praticados nas clínicas privadas para animais.

 

Nota: Este artigo foi originalmente publicado na edição de julho de 2015 da revista Prevenir 

 

Leia também os seguintes artigos:

– Quatro formas de ganhar dinheiro extra se gosta de animais

– Seis dicas para poupar no orçamento do seu animal de estimação

– Esteja protegido dos seus animais

– O dinheiro visto pelos mais pequenos

– Glossário: Conheça o ABC dos Seguros

Uma resposta a “Seguros para animais: Como proteger o seu melhor amigo”

  1. ZÉ MOREIRA

    O seguro do recheio da habitação contempla 20 % para a cobertura de r. civil, que inclui os animais de estimação. Na Axa éassim.

    Responder

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB