Seis erros que está a cometer no E-Fatura

Não pedir faturas separadas para despesas diferentes ou inserir à mão despesas que não estão logo visíveis no E-Fatura são alguns erros comuns.

O ano de 2015 marca o arranque da reforma do IRS e uma mudança radical na forma como os contribuintes se relacionam com a máquina fiscal. Desde este ano que os consumidores podem saber no portal E-Fatura quais as principais deduções a que têm direito. No entanto, todos estes procedimentos novos estão a suscitar muitas dúvidas. Para conseguir poupar nos impostos, é fundamental os contribuintes evitarem alguns erros quando acedem ao E-Fatura. Descubra nesta fotogaleria os seis erros mais comuns.

 

 

Leia também os seguintes artigos relacionados:

– Como validar as despesas no E-fatura?

– O que fazer para que todas as despesas entrem no IRS

– Como validar as despesas de saúde no E-Fatura?

– Quais são as despesas de educação que entram no próximo IRS?

– As despesas de habitação não aparecem no E-Fatura: O que fazer?

 

Uma resposta a “Seis erros que está a cometer no E-Fatura”

  1. José Nunes

    É claro que a dedução nas despesas gerais corresponde um abatimento até 250€ cada conjugue (2×250=500€ de dedução). Os filhos têm o seu sistema de dedução que não pode ser englobado nestas despesas. Além disso convém informar que para que a esposa possa ter dedução, terão que ser pedidas facturas com o nº. fiscal dela.
    Os resultados destas deduções é que ainda vou ver quando apresentar o IRS de 2015. Vou esperar para ver.

    Responder

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB