Sete formas de voltar a gostar do seu emprego

Tome nota de algumas estratégias que pode colocar em prática com o objetivo de voltar a sentir-se motivado no seu trabalho.

empregoVoltar das férias pode levá-lo a pôr em causa os sentimentos que tem em relação ao seu trabalho. Regressar sem vontade de voltar à rotina, de realizar as suas tarefas no emprego ou de falar com os seus colegas são alguns sinais de que não está satisfeito com o seu emprego. Mas se já esteve completamente motivado é possível que esteja apenas a passar por uma fase menos boa. Se quer voltar a gostar do seu emprego, tome nota de algumas alterações que deve incluir na sua vida profissional.

 

1. Aumente a sua responsabilidade

Se sente que cada vez mais as suas competências podiam estar alocadas em outros projetos ou que merece ganhar mais responsabilidades na empresa onde trabalha, essa pode ser a razão para já não se sentir feliz no seu emprego. Fale com o seu chefe e tente mostrar-lhe porque merece mais encargos ou mudar para um projeto que seja mais exigente. Fazer esta pequena alteração na sua vida profissional dar-lhe-á a confiança que precisa para voltar a gostar do que faz todos os dias.

 

2. Faça mais ‘networking’

Cada vez mais o ‘networking’ é utilizado na gestão de carreiras. Seja por existir uma oferta de emprego mais vantajosa, para conhecer as pessoas certas que irão ajudá-lo a conquistar mais clientes para a sua empresa ou apenas para oferecer-lhe uma outra perspetiva, o ‘networking’ está ganhar cada vez mais importância na vida profissional. Vá a conferências, ‘workshops’ ou cursos de curta duração para conhecer outras pessoas que podem ajudá-lo a fazer uma mudança no seu percurso profissional.

 

3. Vá às aulas

Aumentar as suas habilitações profissionais através de cursos ou ‘workshops’ é igualmente uma das formas de voltar a gostar do que faz. Ao estar ocupado não vai estar tão concentrado no que está a correr menos bem no seu emprego. Além disso, esta é também uma estratégia a seguir no caso de querer mudar de trabalho ou ganhar novas responsabilidades na sua empresa.

 

4. Mude de equipa

Voltar de férias é para muitos portugueses encarado como um momento de ‘rentrée’. Por isso, não é de estranhar que chegue ao seu trabalho com vontade de alterar algumas situações que possam ter corrido menos bem ao longo do ano. Uma delas pode ser a sua equipa ou o departamento onde trabalha. Estar junto de pessoas que o fazem feliz no trabalho diminui o descontentamento segundo uma notícia divulgada no Harvard Business Review. Se o sentimento de camaradagem na sua equipa é quase inexistente, tente falar com o seu chefe e apresentar-lhe as vantagens de trabalhar com outra equipa ou mudar de departamento. Se isto não resultar, proponha trabalhar alguns dias a partir de casa.

 

5. Evite o negativismo

Nota que os seus comentários em relação ao seu trabalho têm vindo a ganhar um tom cada vez mais negativo? Este é também um sinal de que perdeu o encantamento pelas tarefas que realiza todos os dias. Falar apenas sobre o negativo torna mais difícil focar-se nos aspetos positivos, o que leva a que se sinta cada vez pior no seu emprego. Tente rodear-se por colegas que têm uma visão mais neutra sobre a empresa onde trabalha e concentre-se nos momentos bons que já passou no seu local de trabalho.

 

6. Aproveite bem o seu tempo livre

Se de cada vez que chega a casa ainda está a pensar em problemas que aconteceram no trabalho e não consegue desligar, este pode ser um sinal de que não está satisfeito. Saber parar de pensar no trabalho e nas tarefas que tem por fazer é uma garantia de que os contratempos profissionais não atingem a sua vida pessoal. Aproveite o bom tempo para passear, ler um livro ou praticar desporto.

 

7. Procure outro emprego

Se nada do que fizer tiver resultado para melhorar os seus níveis de felicidade no trabalho é provável que esteja na altura de começar a procurar um novo emprego. Se for assim, comece a preparar da melhor forma possível esta transição da sua vida sem descurar o seu emprego atual e as suas finanças pessoais.

 

Leia também: 

Cinco estratégias para mudar de emprego

Seis dicas para manter o seu emprego depois dos 50 anos

Sete tarefas a fazer caso seja despedido

Freelancers: Como transformar a sua casa num escritório?

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB