Ideias para renovar o guarda-roupas no regresso às aulas

Quer poupar dinheiro a renovar o guarda-roupas dos seus filhos? Conheça algumas dicas que podem ajudá-lo.

roupa_criancas1Para muitos portugueses, o mês de setembro é sinónimo de azáfama extra. O fim das férias e o regresso às aulas das crianças podem ser uma fonte de ‘stress’ adicional. Para além do material escolar que é necessário comprar é preciso planear a nova rotina, organizar refeições e reajustar horários. Esta é, muitas vezes, a altura escolhida para fazer uma vistoria aos armários da roupa dos mais novos, para saber o que é que já não usam, o que não serve e o que é necessário comprar. Leia o artigo:  Mesada ou semanada: Como definir o valor?

Renovar o guarda-roupa das crianças no regresso às aulas não tem de significar gastar muito dinheiro, mas será necessário que despenda um dia para saber o que tem de comprar. Faça então as seguintes perguntas: de que roupa as crianças vão precisar para o regresso à escola? E qual o orçamento disponível para gastar? Leia o artigo: Dicas para poupar e gerir as despesas no regresso às aulas

Conheça então sete ideias para renovar o guarda-roupa das crianças sem gastar muito dinheiro.

 

1. Escolher e dividir

Escolha um dia para tirar toda a roupa dos seus filhos dos armários e classifique-a por categorias: calças, calções, t-shirts, vestidos, camisolas, casacos, etc. Depois de fazer essa categorização é tempo de dividir tudo por três montes: o primeiro de roupa que já não lhes serve para dar, o segundo com a roupa que está demasiado estragada e não tem arranjo, e, por fim, um monte com roupa velha mas que pode ser utilizada para as brincadeiras. O que sobrar é roupa que ainda pode utilizar. Leia o artigo: Como fazer dinheiro com o seu guarda-roupa?

 

Dica

Envolva as crianças no processo. Embora eles prefiram passar esse tempo a brincar, podem ajudar a limpar o guarda-roupas e assim experimentam roupa, por forma a saber se determinadas peças ainda servem. Ao mesmo tempo podem dizer se há algum tipo de roupa que não gostam realmente de utilizar.

 

2. Tomar nota das necessidades

Depois de ter categorizado as roupas, vá anotando o que falta e o que as crianças têm em demasia. Este passo é importante para não acabar por comprar o que não necessita. As necessidades básicas variam de criança para criança, mas um exemplo de uma lista essencial para ter no armário no regresso às aulas é: oito pares de roupa interior e meias, 10 t-shirts, três camisolas, cinco calças, três calções, dois casacos, um par de ténis e um par de sandálias. Leia o artigo: Quanto pesa um filho no orçamento familiar?

 

3. Descobrir os neutros

Quando se trata de renovar o guarda-roupa das crianças para a escola é sempre importante ter algumas peças de cor neutra, como o branco, preto ou azul, por exemplo. Para poupar dinheiro e tempo no dia a dia, opte por ter algumas partes de cima neutras, para poder conjugar com partes debaixo com padrões e mais coloridas, ou vice-versa. Leia o artigo: Tenho filhos. Como pedir um desconto no IMI ao meu município?

 

4. Não se esqueça das cores

Um guarda-roupa colorido é sempre divertido, por isso não se foque apenas nos tons neutros. Assim, deve olhar para as pilhas de roupa que tem e veja as cores, assinale as que tem em demasia e as que faltam. Quando for às compras, procure cores novas, que não sejam repetidas, como forma de complementar o que as crianças já têm. Leia o artigo: Quem pode receber abono de família?

 

5. Faça uma lista do que tem de comprar

É fácil perder-se nas compras e esquecer o orçamento definido. Por isso, este passo é muito importante: faça uma lista exata do que terá de comprar, incluindo as cores, assim, será mais fácil gastar apenas o que pode e não cair em tentações. Leia o artigo:  Compras online: Descubra como poupar na compra de roupa

 

6. Pergunte entre os seus amigos

Ninguém gosta de deitar roupa boa fora e, como as crianças crescem rápido, é comum utilizarem algumas peças de roupa poucas vezes, por isso, pergunte entre os seus amigos com filhos mais velhos, se têm coisas para emprestar.

 

7. Procure as promoções

Sabendo exatamente o que tem de comprar é mais fácil procurar as promoções nos sites e nos outlets. Experimente também lojas que vendem artigos em segunda mão, como a ‘Kid to Kid’, ou os grupos no ‘Facebook’, onde há todos os dias mães que pretendem vender alguns artigos que já não têm utilização. Poderá encontrar aqui peças de roupa de qualidade por bons preços. Leia o artigo: Como usar corretamente os cupões de desconto

 

Leia também:

Como tornar o seu filho num milionário

Conheça oito direitos dos pais (e dos avós) no trabalho

Independência financeira para crianças em oito dicas

Cuidados a ter com os cartões de cliente

 

 

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

  • FERRAMENTAS

    PUB
    PUB