Trabalhador-estudante: Como conciliar um emprego com os estudos?

Se é trabalhador-estudante, saiba como pode conciliar o emprego com os estudos.

trabalhador-estudanteEstudar e trabalhar ao mesmo tempo pode ser um desafio para muitas pessoas que querem melhorar o seu currículo profissional. E se durante o dia-a-dia conjugar estas duas realidades é já uma tarefa difícil de superar, quando a época de exames se aproxima, os trabalhadores-estudantes sentem uma maior pressão. Por isso mesmo, é recomendável que as capacidades de organização dos trabalhadores-estudantes estejam adequadas a esta altura. Se este é o seu caso, conheça algumas dicas que pode pôr em prática de forma a não colocar em causa a produtividade laboral, nem o seu rendimento escolar.

 

1. Trabalhador-estudante: Agende tudo

Para que consiga ter todas as suas tarefas organizadas, aproveite a agenda do seu telemóvel ou uma agenda de papel para apontar tudo o que tem que fazer durante o dia, semana e mês. Desta forma, conseguirá visualizar tudo o que tem para fazer, podendo organizar-se da melhor forma. Além disso, poderá também planear quando poderá ter um tempo livre para relaxar.

 

2. Defina objetivos

Para além da organização do tempo é igualmente necessário que saiba definir o que quer alcançar no futuro. Desta forma estará a definir os seus objetivos de carreira, que justificam o aumento das suas qualificações. É pois necessário que se conheça a si próprio e tenha a certeza de quais são as suas forças e as suas fraquezas. Só assim conseguirá atingir o sucesso.

 

3. Seja flexível

Lembre-se que ao ser trabalhador-estudante poderá ter que alterar alguns compromissos tanto por motivos profissionais, como por razões escolares. Existem períodos de tempo, como as aulas e o seu horário de trabalho, que não podem ser mudados, mas tudo o resto pode ser alterado. Até porque poderão surgir imprevistos que não poderá evitar. Ser flexível nestas alturas poderá ajudá-lo a ter uma vida mais equilibrada tanto a nível profissional e escolar, como a nível pessoal.

 

4. Informe o seu empregador, amigos e familiares dos seus compromissos

Nem sempre é fácil resistir a convites dos seus amigos e familiares e muito menos a pedidos de tarefas do seu empregador. No entanto, é importante que todos saibam dos seus compromissos escolares.

 

5. Tenha expectativas realistas

Lembre-se que o dia apenas tem 24 horas e que não poderá fazer tudo num dia. Para conseguir alcançar o sucesso e evitar atingir o seu limite em alturas decisivas, é bastante importante que mantenha expectativas realistas e que planeie alturas de pausa.

 

6. Não deixe tudo para a última hora

Se tem por hábito adiar tarefas escolares por ter outras mais importantes no seu emprego, não o faça. Quanto mais depressa realizar um determinado trabalho, mais depressa está livre para se dedicar a outros assuntos. Se aquilo que precisa é apenas um pouco de motivação, lembre-se dos seus objetivos profissionais e escolares que definiu.

 

7. Todos os intervalos contam

Se a altura de exames e entrega de trabalhos está a aproximar-se, tenha em conta que todos os momentos que tem livre podem ajudá-lo a estudar mais um pouco. Se perde algum tempo a viajar em transportes públicos ou se tem tempo livre durante a sua hora de almoço aproveite para meter o estudo em dia ou adiantar tarefas relacionadas com o seu estudo.

 

Os principais direitos do trabalhador-estudante:

Se é este o seu caso saiba que deverá ter que apresentar um comprovativo da sua condição de estudante ao seu empregador, tal como o horário em que tem aulas. Deverá também ter um horário de trabalho ajustado à sua condição de estudante que preveja o horário escolar, bem como o tempo necessário para efetuar as deslocações para o seu estabelecimento de ensino. Pode ainda pedir dispensa do trabalho ou falta no dia em que tenha prova e no imediatamente anterior. Tem ainda direito a marcar 15 dias de férias interpolados consoante as suas necessidades escolares, desde que seja compatível com as funções da empresa. Para saber mais sobre o estatuto de trabalhador-estudante pode consultar o Código do Trabalho.

 

Leia também:

Erasmus +: Conheça a nova face do programa Erasmus

Os erros financeiros mais cometidos pelos jovens

Universitários: Seis passos para organizar as suas contas

Seis vantagens financeiras para os jovens

Deixe um comentário

A Caixa de Comentários é moderada. O Saldo Positivo reserva-se o direito de não publicar os comentários que possam ser considerados ofensivos.

PUB